Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

   

Maquetes de ferreomodelismo
Uma ponte móvel na entrada do quarto


 
Centro-Oeste n° 70 (1°-Set-1992)

Estou construindo uma mini-ferrovia num cômodo de 4,5 x 2,5 metros. A superfície de compensado, com 50 cm de largura, percorrerá as paredes do quarto a uma altura de 80 cm, pois há 2 janelas que abrem para dentro.

Não quero ficar me abaixando para "passar por baixo", ao entrar e sair do cômodo. Então, fiz uma "ponte elevadiça" em frente à porta. Mas, quando se entra ou sai, é preciso tirar as talas de junção, para levantar a ponte.

Gostaria de alguma sugestão para simplificar a entrada e saída (Cristovam dal Vechio Jr.).

A solução é a mais simples que se possa imaginar. Elimine as talas entre a parte móvel — a "ponte elevadiça" — e a parte fixa da maquete.

Isso nos deixa com 2 questões a resolver: (A) — Como alimentar os trilhos da ponte móvel; e (B) — Como garantir trilhos alinhados, tirando e colocando a ponte várias vezes, sem perder muito tempo a cada vez.

Para a questão (B), imaginei uma solução que foi apresentada na matéria "Uma ferrovia HO de apenas 1,6 m2" — a Estrada de Ferro Santa Rita do (Quarto de) Despejo, em 88/Ago. Veja na Figura abaixo.

Pode não ser a solução exata, para o seu caso específico, mas pode ajudá-lo a projetar sua própria solução.

Em síntese, você constrói uma caixa com as laterais rebaixadas, para ser a "parte móvel" diante da porta. É interessante que, mesmo no centro, as laterais da caixa tenham 7 a 10 cm de altura, para o conjunto não empenar.

Nesta caixa, você instala, não só a ponte, como também a paisagem, com um trecho de rio, várzea etc. Você ganha em solidez, e em realismo.

Caixa para a ponte móvel

Na parte fixa da maquete — dos 2 lados da porta —, você instala suportes de madeira tipo "cadeira de braços", de forma que a caixa-móvel não tenha "jogo" para os lados, nem para frente, nem para trás. A construção pode dar algum trabalho — mas, depois, você terá comodidade e rapidez, durante centenas de entradas e saídas do quarto.

Tudo ajustado, assente a linha que vem da parte fixa, passa a ponte, e segue do outro lado. Fixe provisoriamente com preguinhos. Coloque as pedras do lastro, cole-as, aguarde secar por 3 ou 5 dias — serre os trilhos, e... eis sua "seção móvel", plenamente alinhada.

Evite emendas de grades flexíveis em curva, nesse ponto crítico — onde irá serrar os trilhos —, e nos 10 centímetros mais próximos, de cada lado.

A questão (A), é ainda mais simples. Instale fios de alimentação nos trilhos da "seção móvel", e puxe um "chicote", terminando numa "tomada" (plugue macho). A outra "tomada" (plugue fêmeo) pode ser instalada na parte fixa da maquete, o mais próximo possível.

Para retirar a seção móvel, desconecte o plugue. Ao colocá-la de volta, torne a plugar (*).

Se você for cuidadoso, e trabalhar com um mínimo de atenção, esse esquema poderá funcionar sem problemas, por anos a fio.

Na minha antiga EF Pireneus-Paranã (IF-31, CO-6/6), fiz coisas muito menos recomendáveis — várias linhas (grade flexível) serradas em plena curva! —, e jamais tive os problemas que eram de se temer.

Para plugar 8 fios, usei conectores Sindal macho & fêmeo. É muito simples, por dispensar solda, e os fios poderem ser mudados de posição, bastando uma pequena chave de fenda.

Há soluções mais elegantes, como os plugues de cabo computador-impressora (cabo paralelo), com 12 pinos. Pessoalmente, continuo com os conectores Sindal, extremamente práticos.

N.W.: Revendo esta velha sugestão, ocorrem-me mais 2 questões a considerar: (1) Evite fazer uma caixa muito grande ou pesada; (2) Estude a possibilidade de fazer um chicote longo o suficiente para não ter de desconectar / conectar os plugues a cada entrada / saída. Porém, cuidado para que ele não se torne um perigo, fazendo você tropeçar, cair, arrebentar o chicote etc. (FRC, 5 Jan. 2011).

Uma ferrovia de apenas 1,6 m² | 0,75 m³ para a VF Santa Rita do Despejo | Seção móvel
Maquetes & idéias
AMF | CMMF | SBF | EF Nova Neuffer | EF Vale do Aço | Opções & desafios
Maquete no teto | Ferreo Clube do ABC | Terceira dimensão
Maquete O / On30 para trens Lionel | EF Pireneus-Paranã | EF Paranaíba-Aragarças
Diorama | Diorama quadro a quadro
Dicas técnicas
Gabarito lateral em curva | Curvas e material rodante | AMVs e material rodante | Limpeza dos trilhos
Dicas para decoração
Relevo em gesso ou papel | Lastro para os trilhos | Construções em papel cartão | Material decorativo
Como fazer árvores | Túnel para maquete | Portal de túnel em resina
Mineração de ferro | Galpão para locomotivas
Dicas básicas
7 dicas importantes | Decálogo do ferreomodelista | Uma injeção de realismo em sua mini-ferrovia
Dicas de ferreomodelismo e maquete
Dicas e truques | Peças planas em Araldite | Criando material decorativo numa cidade do interior
Copiando rochas da natureza | O que é e como usar borracha de silicone | Moldes de latex
Fazendo e plantando capim | Fazendo árvores de arame ou fio elétrico
Engenhocas e utensílios para a decoração da maquete | Lojas úteis para ferreomodelistas | Mais lojas úteis
   

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Barra do Rio Grande
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes
Trem Curitiba - Lapa

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

Acompanhe no FB

 

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade