Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

Publicações sobre ferrovias e ferreomodelismo

Livros e revistas*
  • Catálogo 1991*
  • Revista Centro-Oeste
  • Índice de matérias
Bibliografia*
Estatísticas
Vídeos & Fotos
Boletins Eletrônicos

 (*) “Livros e revistas” foi atualizado até cerca de 2009. Uma lista mais antiga e mais voltada para o ferreomodelismo encontra-se no “Catálogo 1991”. A seção “Bibliografia” é mais abrangente, porém ainda está apenas no começo.

Guindastes

Guindastes ferroviários no Brasil - o livro (1994)

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

Livros recentes

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

   

Para uma história do ferreomodelismo no Brasil
Revistas, boletins e livretos
sobre ferrovias e ferreomodelismo


 
Catálogo Centro-Oeste 91/92 (Junho-1991)
Para informações mais atuais, veja Livros
Até ~2009 | Catálogo 1991

Muitas das publicações relacionadas a seguir já deixaram de existir, ou estão esgotadas, há anos, sendo indicadas e descritas, entre outros motivos, para dar uma idéia da evolução do hobby no Brasil, orientar futuras pesquisas sobre nossas ferrovias etc.

Livretos esgotados e periódicos desaparecidos são assinalados com um asterisco (*) antes do nome.

Revista Brasileira de Ferreomodelismo
* Informativo Frateschi

Caixa Postal 393
14075 Ribeirão Preto, SP

Duas publicações básicas para quem deseja ir além da mera diversão ocasional, tipo ferrorama.

Lançado em 1979, durante muitos anos o IF foi a única fonte de informações, dicas, orientação técnica, projetos e sugestões para o ferreomodelista brasileiro, uma vez que a EM nunca cumpriu este papel para o nosso hobby.

Para obter a coleção do IF em xerox, escreva à Frateschi indagando o custo atual. Devidamente encadernada e protegida, esta coleção será um manual indispensável, para consulta freqüente.

Depois do n° 44, em 1987, o IF transformou-se na RBF, cujo n° 8 saiu em 91/Mai/25.

Ferrovias para Você Construir (vol. II)

Caixa Postal 393
14075 Ribeirão Preto, SP

Manual básico de modelismo ferroviário, já adaptado para os novos AMVs ("desvios") ref. 4200 e 4900, contendo toda orientação necessária para a construção das primeiras maquetes — alternativas de espaço doméstico, carpintaria, assentamento das linhas, ligações elétricas, painel de controle, relevo, vegetação, rios, lagos, envelhecimento de modelos e construções, operação da mini-ferrovia etc.

Além do projeto inicial, apresenta 16 outros traçados, cada vez mais avançados, com todas as plantas, diagramas e ilustrações em duas cores, permitindo imediata compreensão dos temas.

A nosso ver, juntamente com o Catálogo Frateschi, este livro deveria ser a primeira compra de qualquer pessoa que deseje entrar para o hobby — facilitando o planejamento do que se irá comprar.

Enciclopédia de Modelismo

Distribuidor:
Fernando Chinaglia

Coleção de volumes supercoloridos, 76 páginas, capa dura, abrangendo todas as modalidades de modelismo — inclusive ferreo. Surgiu nas bancas em meados de 1988, após uma pequena campanha pela TV, sem jamais informar quantos volumes teria, e sem qualquer definição prévia sobre quais volumes abordariam quais temas.

Após os primeiros números, poucas bancas continuaram encomendando ou recebendo novos volumes, e acabamos perdendo contato.

Traduzida e editada em Portugal, de uma obra editada anteriormente em Madri, seu vocabulário às vezes soa estranho, especialmente quando cita termos técnicos ou produtos que não existem aqui ou que conhecemos por outro nome.

De toda forma, é uma coleção importante, se lembrarmos que muitos modelistas brasileiros recorrem a publicações em inglês, ainda mais difíceis de entender. A dificuldade está em saber quais volumes interessam ao ferreomodelista — inclusive, algumas sobre pintura e ferramentas em geral, ou plastimodelismo — e, depois, conseguir obtê-los do distribuidor nacional.

Catálogo Frateschi 89 / 90

Caixa Postal 393
14075 Ribeirão Preto, SP

Catálogo lançado em 81, 82, 84, 85, 86 e, após uma falha, em 90 — maior e totalmente a cores. Relaciona todos os itens Frateschi em produção, com as respectivas especificações, medidas e fotografias de alta qualidade. Uma folha avulsa, nos exemplares mais recentes, indica as peças de reposição oferecidas pelo fabricante nacional.

A nosso ver, é indispensável para o planejamento das compras — principalmente quando se compra por carta ou DDD —, devendo ser adquirido junto com o manual "Ferrovias para Você Construir", antes de tudo o mais.

* Manual Atma

Publicação que, por 20 anos, acompanhou todas as caixas do Kit-Trem Atma — independente de ser um trem cargueiro ou de passageiros, com vagões curtos ou longos.

Uma edição anterior, do tempo em que a Atma usava corrente alternada, sob vários aspectos tinha melhor conteúdo e qualidade — bem como maior número de páginas.

Atualmente, o interesse é principalmente pela documentação histórica do hobby no Brasil, pelas poucas instruções sobre a manutenção das locos Atma, ou mera curiosidade quanto ao material que ela fabricava — retas, curvas, AMV, poste, casa, cabine etc.

Está incluída na postila "Material Atma — Completo", atualmente oferecida pelo Centro-Oeste.

* Diagramas de montagem Atma

Material, provavelmente, para uso das assistências técnicas. Contém vistas explodidas das 2 locos diesel (F-7 e manobreira), loco vapor 0-4-0, os 5 vagões de carga curtos (gôndola, tanque, caboose, box e prancha), o carro de passageiros curto, os carros longos (1ª e restaurante), os vagões longos (gôndola, tanque, box, prancha, caboose e guindaste) e os transformadores, bem como a lista de todas as peças e respectivos códigos.

Está incluída na postila "Material Atma — Completo", atualmente oferecida pelo Centro-Oeste.

* Sport Modelismo

Publicação editada de 1967 a 1969, em São Paulo, SP, pelo aeromodelista Walter Nutini. Atingiu 23 edições e teve um papel fundamental na campanha que obteve da prefeitura a construção do Modelódromo do Ibirapuera.

Tinha 48 páginas (inclusive capas), e uma média de 8 páginas com bons e variados artigos na área de ferreomodelismo.

Acompanhou a primeira fase do chamado "Milagre Brasileiro" (1967-1973), quando as importações estavam liberadas. Foi a época em que o ferreomodelismo experimentou, aparentemente, uma grande expansão — muitos companheiros entraram no hobby nesta época, e a Frateschi iniciou a produção de novos kits.

Em 1968, a Sport Modelismo chegou a ter 38 anúncios, ocupando 16 páginas inteiras — e ainda sobravam 30 páginas para matérias de todas as área, mais a capa e o índice. Com o fim da livre-importação, muitas lojas fecharam ou cortaram a verba de publicidade. A SM-22 apresentou apenas 23 anúncios, ocupando 12 páginas, e o editor já anunciava dificuldades econômicas, no editorial.

A venda era feita principalmente nas lojas de modelismo e algumas poucas bancas de revistas. Pouco após o lançamento da plataforma de passageiros Frateschi, esta aparecia como mais um revendedor SM, em Ribeirão Preto, ainda à R. Mal. Deodoro. Outros revendedores: Minitec, Aerobrás (SP/SP), Hobbylândia (Rio/RJ), Hobby Brinquedos (PoA/RS), Aerobel (BH/MG).

Extinta a SM, não temos registro de outra publicação durante 10 anos, até o surgimento do IF (1979) e da EM (1982). Além de não sabermos o que se passou nos anos 70, vale notar que o surgimento ou reanimação dos clubes atuais deu-se, exatamente, a partir de 79 e 80. Em 82, a Atma entrou em concordata e a nova administração suspendeu a linha de ferreomodelismo, como pouco rentável.

* Cia. EF Oeste de Minas

Sérgio Mártyre e Nelson F. de Lima, SBF

Breve histórico da EFOM, publicado em 1975, em mimeógrafo eletrônico. Indica as linhas, locomotivas, vagões e carros (tabelas) e traz fotos de boa qualidade, do acervo ainda existente àquela época. Os autores são sócios da ABPF, fundada 2 anos mais tarde (ver seção sobre Preservação Ferroviária).

* Estatutos e regulamentos da SBF

Livreto impresso com capa em 2 cores, em 1981, com anúncios da Frateschi, Lupatelli, Hobbylândia, Spectrum Equipamentos Eletrônicos, grandes empresas (Mangels, Cinótica) e vários escritórios e pequenas empresas, aparentemente pertencentes a sócios da SBF.

A Hobbylândia informava estar repassando os direitos de fabricação de seus produtos (acessórios, figuras, tintas etc.) à Model Trem.

A Spectrum anunciava a linha de produtos Módulo Engenho, com 6 revendedores em SP/SP e 5 no Rio, abrangendo: Sinaleiro de cruzamento, busina de loco diesel, marcha de locomotiva (som), cancela automática, sino, sensor fotoelétrico, apito de loco a vapor, fonte para trem a pilha e iluminação contínua para carros de passageiros.

* Apontamentos sobre Ferreomodelismo em HO

Antônio Marques, SP/SP

Editado em mimeógrafo eletrônico, em algum momento na virada dos anos 70 para 80, antes da Frateschi finalmente lançar seu próprio manual.

Bastante completo e bem ilustrado, conforme pudemos verificar em um exemplar localizado em Brasília, adquirido em loja de SP/SP.

Esporte Modelismo

Editora Model
Av. Jabaquara, 3084
04046 São Paulo, SP

Publicação atualmente quase mensal (40 a 45 dias), com 23 mil exemplares declarados, e em franca expansão, como demonstra o crescimento dos anúncios em 4 cores — especialmente nas áreas de aeromodelismo e plastimodelismo.

Na área do férreo, continua totalmente P/B, com anúncios da Frateschi (1 pág.), Locomotiva (Claes, 1 pág.), TMS (1/2), Centro-Oeste (1/2), Minitec (1/4), Rio Grande (1/4).

O ferreomodelismo não é a única atividade — nem, provavelmente, a mais rentável — de outras lojas, também limitadas ao P/B, como a S & F (1 pág.), Shopping Americana (1 pág.), Boris & Toys (1), Speed Modelismo (2 pág.), Pipa's Sky Hobbies (1), Model Market (1), Art in Kit (1/2), Aerobel (1/3), Hobby Shop (1/3), HOriginal (1/4).

Está claro que o ferreomodelismo, por si só, representa pequena parcela do faturamento global — da revista e do mercado. Se isto desilude, por restringir o espaço para o nosso hobby, vale notar que representa uma ótima chance: a de atingirmos milhares de bancas de revistas, em todo País, graças à força dos demais hobbies.

A soma dos anúncios P/B citados acima, seria insuficiente sequer para o custo de uma revista totalmente P/B, com apenas 16 páginas, em todas as bancas atingidas hoje pela EM — supondo que metade dessas bancas tivesse interesse em uma revista só de ferreomodelismo. E note que os anúncios citados somariam 12 das 16 páginas...

A EM surgiu em 1982 e foi muito irregular até o n° 15, embora essa tenha sido a fase em que apresentou o maior número de reportagens fotográficas, inéditas, sobre maquetes ferroviárias. A partir daí, mudou de direção, profissionalizou a área comercial (anúncios) e tornou-se bem mais regular — mas o ferreomodelismo perdeu espaço, na área editorial.

Trem de Ferro
* Boletim ABPF
* Informativo ABPF-RJ

Caixa Postal 1653
20010 Rio de Janeiro, RJ

Lançado em 1983, em São Paulo, por Patrick Dollinger — fundador da ABPF Nacional —, a primeira bandeira do Boletim ABPF foi o salvamento da EF Oeste de Minas (bitolinha), então ameaçada de extinção. Não sabemos até que número foi editado, na sequência inicial. Após um longo lapso, foi recebido novamente em Brasília, em 1986, com a notícia de falecimento de Patrick e a reativação de Paranapiacaba.

Em meados de 1987, a recém-criada Regional RJ lançou o Informativo ABPF-RJ, no tamanho de uma única página ofício (só frente). Desde então, não sofreu qualquer interrupção prolongada e, em 1990, foi transformado no jornal Trem de Ferro — impresso em off-set, com várias fotos e tiragem de 3 mil exemplares. O TF-5 (91/Jan) atingiu 12 páginas A-4, com 6 pequenos anúncios, o que ainda é muito pouco, para os custos de uma publicação desse porte. O TF-6 atingiu 16 páginas, devendo estabilizar-se nesse tamanho.

Várias matérias já trazem, em anexo, informações de interesse específico do modelista — por exemplo, quais modelos e modificações são necessários, para reproduzir determinado protótipo histórico — e no TF-6 foi lançada uma seção de modelismo dentro do jornal.

* Histórico da EF Donna Thereza Christina

Sérgio Martyre, ABPF

Reunião de artigos históricos, jornalísticos e técnicos sobre a Ferrovia do Carvão, com a relação e algumas plantas das locomotivas, carros e vagões, tanto novos como antigos.

Publicado em mimeógrafo eletrônico, aparentemente em 1983.

* Catálogo Miniaturas Artesanais

Primeiro e último catálogo que já vimos, de um micro-produtor brasileiro na área do modelismo ferroviário.

Lançado em 1985, aparentemente em mimeógrafo eletrônico, trazia uma introdução ao modelismo e um capítulo sobre as escalas mais utilizadas no hobby, seguindo-se um mostruário completo dos produtos oferecidos em HO e N — com fotos, códigos de referência, especificações etc.

Acreditamos que a tiragem foi muito reduzida (apenas para revendedores e clubes), ou o micro-produtor falhou na distribuição, muito tímida. Atingir grande número de modelistas, neste caso, é condição essencial para que procurem pelos produtos, pressionando as lojas a encomendá-los — ou recorrendo a outras lojas que os tenham.

* Taipin

Informativo em xerox (4 a 8 páginas 1/2 ofício) lançado em São Paulo, SP, no segundo semestre de 1987, por Fernando Alvarenga. Trazia notícias, críticas, comentários e matérias técnicas de interesse. Infelizmente, parou no n° 3.

* Dormente de Ferro

Lançado no início de 1987, pela Associação Santista de Ferreomodelismo, apresentou 5 edições seguidas, rigorosamente mensais — sendo a última, impressa em off-set. Desde então, não se ouviu mais falar no clube santista.

* Composição

Boletim lançado em 1988, pela SBF, por iniciativa do então diretor de Relações Públicas da Fepasa, Wanderley Paulini — que também foi o principal impulsionador dos 3 concursos Fepasa/SBF. Recebemos o n° 1 através de um companheiro de SP/SP, que o encontrou em uma loja, e nunca mais voltamos a ouvir falar do assunto.

* Informativo AFRJ

Publicação em xerox, com dicas técnicas e informações sobre o hobby, notícias sobre preservação ferroviária e toda agenda de eventos no Rio de Janeiro. A AFRJ foi criada em 1986, como alternativa à antiga AFMF, e fundiu-se a ela no final de 1989, sob o nome de "Clube do Trem". Lançado em 1988, o informativo foi bastante incrementado a partir de meados de 1989, chegando ao n° 13.

* Passado & Presente

Publicação de 4 páginas A-4, impressa em off-set e com boas fotos, lançada em 1988 pelo setor de preservação ferroviária (Preserfe) da RFFSA. Circulou durante quase 2 anos, desaparecendo em seguida.

* Escala Dupla

Boletim em xerox (4 páginas 1/2 ofício) lançado em 1989 por Ben Lam, com 2 matérias — uma sobre a manobreira Bachman GE 44 ton (HO) e outra sobre a GP-7 / GP-9 Atlas (N), traduzidos de publicações estrangeiras e levemente adaptados para o Brasil. Recebemos de um companheiro, que o pegou numa loja de SP/SP, e nunca mais tivemos notícias.

Escala UMM

R. Carlos Turner, 374 / 1° andar
Silveira
31130 Belo Horizonte, MG

Boletim da União Mineira de Modelismo, com notícias e artigos técnicos de interesse em todas as áreas — especialmente aeromodelismo, plastimodelismo, pintura, acabamento, literatura etc.

Ferromanía

Bolivia, 63
1406 Capital Federal
Argentina

Publicação argentina de modelismo ferroviário, interessante principalmente para os que viajam com freqüência àquele País.

Revista Ferroviária

R. México, 41 / 904
20031 Rio de Janeiro, RJ

Lançada há mais de 50 anos, a RF foi a única do ramo que modernizou-se na área gráfica, investiu no jornalismo, diversificou a receita (anúncios) e obteve sustentação econômica para enfrentar os novos tempos — enquanto outras, como Nossa Estrada, Gazeta do Trem e Refesa (RFFSA), foram extintas. Ferrovia (AEEFSJ) só recentemente passou a buscar certa renovação.

Em 1987, abriu uma seção de modelismo ferroviário (hoje a cargo de Marcelo Lordeiro) e, em 1988, outra de preservação ferroviária, a cargo da ABPF-RJ. Atendendo às solicitações de vários leitores, também passou a publicar maior número de fotos de trens, além do poster mensal (tamanho A-4) com fotos de locomotivas históricas, flagrantes, trens famosos etc.

Independente de tudo isso, a RF apresenta uma cobertura jornalística de primeira ordem, sobre todos os temas ferroviários brasileiros e internacionais da atualidade — o que a torna indispensável para quem gosta do assunto.

Ferrovia

R. José Paulino, 7
01120 São Paulo, SP

Lançada há 56 anos, pela Associação dos Engenheiros da EF Santos — Jundiaí, Ferrovia sofreu a crise que se abateu sobre as publicações do ramo, especialmente na última década. Sua ênfase é a publicação de trabalhos técnicos, para um público de engenheiros.

Desde 1989, Ferrovia iniciou um processo de modernização, investindo na área comercial (anúncios) e editorial. Este ano, abriu uma seção de modelismo ferroviário e outra de turismo ferroviário, podendo haver interesse também na preservação e colaborações na área fotográfica, que está fraca.

Publica um poster mensal em página dupla, que só recentemente abandonou as belíssimas fotos estrangeiras — e ainda não encontrou o filão exato, quanto às fotos brasileiras.

Jacaré
* Nossa Estrada

Lançada em 1929, Nossa Estrada parece ter-se atrelado confiantemente à receita dos anúncios estatais, tornando-se divulgadora dos programas e opiniões oficiais. Desapareceu num dos cortes de despesa que o setor público costuma fazer de vez em quando.

Coleções podem ser consultadas na própria Fepasa (R. Mauá, 51, São Paulo, SP) ou outros órgãos públicos.

Em 1986, NE voltou com a participação da Associação dos Engenheiros da Fepasa — e depois disso, não tivemos mais notícias.

Paralelamente ao sumiço da NE, a Fepasa lançou esta revista dirigida ao público interno, o Jacaré, com sede à Pça. Júlio Prestes, 148 / 23 (térreo), SP/SP.

* Refesa

Publicada durante muitos anos pela RFFSA, a coleção da revista é uma fonte importante de informações sobre protótipos que rodaram no Brasil, entre outros assuntos. Pode ser consultada em bibliotecas, na RFFSA e órgãos públicos.

* Gazeta do Trem
* Almanaque do Trem

Publicações tradicionais de Juruena e Costa Velho, que aparentemente não acompanharam os novos tempos — e fecharam. Única revista claramente empresarial do ramo — além da RF —, até 1983 a Gazeta do Trem ainda dispunha de fontes diversificadas de receita, com anúncios de várias empresas privadas.

* Guia Levi

Guia de viagem que, durante muitos anos, dominou o mercado do ramo, na época em que, para viajar, precisava-se conhecer os horários e paradas de todos os trens do País. Atualmente, é uma raridade — até mesmo no sebo —, sendo importante para a pesquisa da nossa história ferroviária.

Publicações da história do ferreomodelismo brasileiro
Manual Atma CA | Manual Atma CC | Sport Modelismo | EFOM | Informativo Frateschi | Apontamentos
Ferrovias para você construir | Estatutos da SBF | Catálogos Frateschi | Esporte Modelismo | Centro-Oeste
Catálogo Miniaturas Artesanais | Catálogo Model / Hobbylândia | Catálogo History | Ferrovia | Revista Ferroviária
Revista Brasileira de Ferreomodelismo | Informativo AFRJ | Escala Dupla | Escala UMM | Composição
Dormente de Ferro | Taipin | Dormente de Ferro | Trem de Ferro | SD40-2 | Jornal do Ferreomodelista
Guindastes ferroviários no Brasil | ABC do Ferreomodelismo | Como divulgar o hobby?
Publicações marcam períodos de expansão | Centro-Oeste inaugura sua tipografia eletrônica | Publicações listadas até 1991
Para uma história do ferreomodelismo no Brasil
Pré-História & Priscas Eras | Cronologia 1945-1965 | Cronologia 1965-1969 | Acréscimos & correções
Pioneiro vendeu tudo para se estabelecer | Fiz minha primeira locomotiva sem saber que era "HO"
A bitola O brasileira | "Você é europeu ou americano?" | Brinquedos Frateschi | Ferreomodelismo Frateschi
Afinal, quem somos nós, os ferreomodelistas? | Publicações marcam períodos de expansão
Marcas da história do ferreomodelismo brasileiro
Metalma | Erka | A bitola O brasileira | Estrela | Atma | Frateschi | Pioneer | Modeltrem / Hobbylândia | Miniaturas Artesanais
MR Custom | LAF | Phoenix | GM Paint | Minitec | Herpa | MRZ Decais | Pinto Family | Decais do Carlão | Hobbytec
Produtores em atividade | Lojas e serviços
   

Livros da SPMT

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

Mais livros

P. E. Waters Associates

  • West of Minas Narrow Gauge

  • A bibliography of brazilian railway history

  • A history of brazilian railways (Part I - The first railways) - Pedro da Silva Telles (ABPF)

  • The Donna Thereza Christina Railway

Locomotives International

Publications List

Catálogos históricos

Estes catálogos devem ser procurados nos museus da antiga RFFSA (também há uma coleção de postais)

Livros virtuais

Center for Research Libraries (CRL) – The Center for Research Libraries (CRL) in Chicago has transferred the microfilm of its Brazilian statistical documents to the Internet. These include not only government publications but also the Almanak Laemmert from 1844 through 1889. In the Relatórios Ministeriais look under AGRICULTURA through 1892, INDUSTRIAIS and VIACAO for 1893+.

Infraestrutura - Perspectivas de reorganização (Ipea) - Estudo disponível para download no site do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, em formato PDF (ler / imprimir com Adobe Acrobat Reader). A última seção aborda as ferrovias brasileiras: - Apresentação (181 kb), Parte 1 (236 kb), Parte 2 (537 kb), Parte 3 (978 kb), e Volume 2 (958 kb). Clique com o botão direito do mouse e solicite "salvar como", ou "save target as".

Estradas de Ferro - Descriminação por ordem chronologica da construcção dos caminhos de ferro. Condições technicas. Custo approximado da construcção. De 1852 a 1889

EF Central do Brasil - Instrucções para o Serviço de Transportes - Serviço de trafego - 1936 - Excertos das instruções referentes à liberação de trens por bastão piloto (staff)

Documentação (estatísticas, história)

Evolução da malha ferroviária brasileira

Indicações

Artigos

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade