Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

   

Ferreomodelismo
Para uma história do hobby no Brasil (I)


 
Flávio R. Cavalcanti
Centro-Oeste n° 70 – 1° Set. 1992

Pré-História

Descobrir quando o primeiro modelo ferroviário foi trazido para o Brasil — ou construído aqui — é provavelmente tarefa impossível. A partir de D. Pedro II e Mauá, tudo é possível.

Aliás, até a localização dos que construíram ou importaram material na década de 50 — apenas 40 anos atrás — já é muito difícil, a essa altura.

De acordo com o ex-modelista e industrial Sérgio Bandini, de Jundiaí, SP, houve um "boom" de importação de trens em miniatura, do final da década de 40 para o início da década de 50, fazendo surgir um "grande número de colecionadores".

Bandini atribui esse "boom" a diversos fatores, como o final da II Guerra Mundial e o Plano Marshall, aplicado pelos EUA na Europa. O Brasil tinha saldo em dólares, e a política era importar para gastá-lo.

Sem produção local, e sem mais do que um ou outro revendedor (não-especializado), dificilmente encontraremos alguma ata de clube, publicação sobre o tema, ou outros documentos, capazes de fundamentar qualquer história.

Para todos os efeitos, esta é a pré-história, anterior à invenção da escrita.

Embora conheça vários companheiros que já eram modelistas em 1930, 1940 ou 1950, não vejo como reuni-los em torno de um gravador e vários quilômetros de fita, para recuperar pelo menos uma idéia de como as coisas se passavam nas priscas eras.

A colaboração espontânea destes companheiros, por escrito, ainda é quase a única forma de se levantar um pouco da pré-história do hobby no Brasil. Outra forma, são xeroxes ou recortes de velhas reportagens, que alguém tem em casa e manda para o Centro-Oeste.

O Centro-Oeste já publicou alguma coisa, por exemplo, sobre os Höppner, do Hotel Ritta Höppner, de Gramado, RS (CO-14/10, CO-22/12). A Esporte Modelismo n° 3, em 1983, publicou uma bela reportagem fotográfica com Haroldo Marques Mello, de Caxambu, MG, cujo material escala O também data de antes da II Guerra Mundial.

Pessoas como o ex-relojoeiro Alfredo Lupatelli, o ex-maître Sérgio Cellario (Minitec), Celso Frateschi, Marcelo Lordeiro, Luiz Octávio e outros, não apenas conheceram um pouco daquelas épocas, como devem ter conhecido outros modelistas, de épocas ainda mais remotas.

O companheiro Lourival Floret, por exemplo, é herdeiro de um dos mais antigos modelistas brasileiros. O Luiz Octávio tem, na caderneta, a mais completa lista que já vi, de modelistas das décadas passadas — geralmente, nas escalas O e S, com material Lionel, American Flyer etc. Resta torcer para que estes — e muitos outros — modelistas, um dia, escrevam e publiquem (na RBF, na RF, na EM, no CO etc.) um pouco do que conhecem sobre a nossa pré-história.

Época Antiga

Entendo que interessa registrar uma variedade de brinquedos que, a rigor, já não podiam ser considerados modelos, face ao estágio em que o modelismo já se encontrava no resto do mundo.

Do ponto de vista da produção local, até algumas décadas atrás o modelismo ferroviário não existia, e tais brinquedos — feitos aqui — podem muito bem ser lembrados como precursores.

Até o momento, posso citar pelo menos dois:

1 — O trem Metalma, de lata e movido a corda. Não conheço, nem vi qualquer foto, mas alguns companheiros já escreveram a respeito. O Pavelec, de Ponta Grossa (PR), ainda conserva um conjunto Metalma.

2 — O antigo trem da Estrela, de lata, movido a eletricidade. O Gilberto (SMFB) e eu, adquirimos os restos de um conjunto do Marcelo Gonçalves, da extinta Brinquelândia. Colocada na maquete HO do Gilberto, a locomotiva andou melhor do que seria de esperar.

Sua fonte de energia era uma caixa para 3 pilhas comuns de lanterna.

A lata é apenas moldada aqui e ali, para dar uma idéia geral da locomotiva (a vapor) e dos vagões (gôndolas), ficando por conta da pintura a tarefa de sugerir um ou outro detalhe.

Vale notar que as gôndolas tinham truques de lata, com 2 eixos por truque. No entanto, também tinham 2 topes em cada extremidade, aos lados do engate, conforme o sistema europeu.

O engate era puramente manual — alça móvel e pino, de encaixar.

Os trilhos eram feitos de chapa dobrada em forma de "U" invertido (ômega), e a junção se fazia por pinos inseridos na parte oca. Os dormentes eram feitos de uma espécie de fibra, bastante rígida.

Também foi produzida outra versão, com 2 carros de passageiros. O Paulo Roberto B. Basto da Silva, do Rio, RJ, chegou a ter um conjunto desse antigo trem de lata da Estrela — versão de passageiros.

Vale distingüir esta "Época Antiga" como algo separado da "Pré-História", porque já começam a existir alguns registros escritos sobre ela — nem que sejam apenas cartas de vários companheiros.

Para uma história do ferreomodelismo no Brasil
Pré-História & Priscas Eras | Cronologia 1945-1965 | Cronologia 1965-1969 | Acréscimos & correções
Pioneiro vendeu tudo para se estabelecer | Fiz minha primeira locomotiva sem saber que era "HO"
A bitola O brasileira | "Você é europeu ou americano?" | Brinquedos Frateschi | Ferreomodelismo Frateschi
Afinal, quem somos nós, os ferreomodelistas? | Publicações marcam períodos de expansão
Marcas da história do ferreomodelismo brasileiro
Metalma | Erka | A bitola O brasileira | Estrela | Atma | Frateschi | Pioneer | Modeltrem / Hobbylândia | Miniaturas Artesanais
MR Custom | LAF | Phoenix | GM Paint | Minitec | Herpa | MRZ Decais | Pinto Family | Decais do Carlão | Hobbytec
Produtores em atividade | Lojas e serviços
Publicações da história do ferreomodelismo brasileiro
Manual Atma CA | Manual Atma CC | Sport Modelismo | EFOM | Informativo Frateschi | Apontamentos
Ferrovias para você construir | Estatutos da SBF | Catálogos Frateschi | Esporte Modelismo | Centro-Oeste
Catálogo Miniaturas Artesanais | Catálogo Model / Hobbylândia | Catálogo History | Ferrovia | Revista Ferroviária
Revista Brasileira de Ferreomodelismo | Informativo AFRJ | Escala Dupla | Escala UMM | Composição
Dormente de Ferro | Taipin | Dormente de Ferro | Trem de Ferro | SD40-2 | Jornal do Ferreomodelista
Guindastes ferroviários no Brasil | ABC do Ferreomodelismo | Como divulgar o hobby?
Publicações marcam períodos de expansão | Centro-Oeste inaugura sua tipografia eletrônica | Publicações listadas até 1991
   
  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade