Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Ferreomodelo de guindaste ferroviário da antiga Model, ou Hobbylândia
Guindaste ferroviário produzido em metal fundico (zamac?) pela aniga Hobbylândia / Modeltrem / Model, do Rio de Janeiro.
Na foto, sem os rodeiros, colocado ao lado dos trilhos, cabine Atma e DKW F7 Brekina para uma visão da escala.
Dos exemplares que já vi, nenhum rodava nos trilhos (rodeiros duros, assim como os carretéis dos cabos)

 

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Para uma história do ferreomodelismo no Brasil
Modeltrem
também Model, ex-Hobbylândia

Flavio R. Cavalcanti

A trajetória da Model, ou Modeltrem, ou Hobbylândia — refiro-me ao "microprodutor"; não confundir com a tradicional loja de hobbies do centro do Rio — ficou envolta de tanta névoa e mistério, que cheguei a duvidar que existisse mesmo, "de se pegar", como diria Drummond.

Não os itens, é bom esclarecer. Estes, existiam sim, em abundância e variedade, juntamente com catálogos impressos de forma tosca — e você só não podia pegar, se o dono fosse muito chato. Não eram nada que se quebrasse ao menor descuido.

O guindaste ferroviário — assim como o carro de passageiros descrito como "old timer" — era fundido em metal pesado, talvez zamac. Pelo menos, os exemplares que já vi, em casa de colegas ferreomodelistas.

Já as construções decorativas para maquete, conheci exemplares, tanto em metal fundido quanto em outro material (cartão grosso? madeira?), bem mais leve, finalizado com janelas e portas da Miniaturas Artesanais — mas, os mesmos itens, apenas produzidos em épocas diferentes. Os da fase metálica tinham acabamento bem melhor, com detalhes em relevo (tijolo aparente, p.ex.), ainda que não fossem, propriamente, uma Brastemp. Mas eram vistosos, numa época em que a importação era difícil e cara, e não havia muitas opções locais. As construções que mais me agradavam, eram a torre de controle — cópia da torre Atlas, que um dia finalmente comprei importada — e uma pequena cabine de beira de linha (telephone shanty, também da Atlas).

Já a linha de figuras para maquete — pessoas, animais, carroça etc. —, esta sempre vi em metal fundido, e cheguei a arrematar vários conjuntos de uma loja de Brasília (Paraíso Infantil), que havia desistido do ferreomodelismo. Vinham em pequenas caixas de papelão, já com a marca simplificada para "Model" — e nem o telefone da embalagem atendia, nem a rua tinha o tal número indicado, segundo atendente do 102 do Rio de Janeiro na época.

Anúncio em que a Hobbylândia comunicava a transferência de sua linha de produtos para  a Modeltrem
Anúncio nos Estatutos da Sociedade Brasileira
de Ferreomodelismo (SBF, 1981)
comunicava a transferência da linha de produtos
da "Hobbylândia" para a "Modeltrem"

A produção parece ter-se iniciado sob a marca "Hobbylândia", passando a "Modeltrem" por volta de 1981. Depois foi simplificada para "Model". Por volta de 1990, soube que "a sociedade" (?) tinha sido desfeita, e a produção teria continuação por Alfredo Teixeira ME, em Teresópolis. E nunca mais tive notícias.

Alfredo produzia alguns itens em metal para MR Custom, mas o que lhe dava camisa eram cópias em metal de super-heróis, que tinham grande saída.

Só após a extinção da Model e da Miniaturas Artesanais, a Minitec passou a produzir figuras (fundidas em metal) e "estruturas" (injetadas em plástico) tais como portas, janelas etc. — porém com moldes próptios —, preenchendo, dessa forma, o vácuo deixado pelos dois microprodutores do Rio de Janeiro.

Outra vista do ferreomodelo do guindaste ferroviário
Outra vista do guindaste ferroviário da Hobbylândia / Model, com melhor detalhamento dos "rebites" e outros detalhes do corpo do ferreomodelo
O gancho do guindaste ferroviário e pequenos detalhes do corpo do ferreomodelo
O gancho do guindaste ferroviário e mais alguns detalhes do corpo do ferreomodelo
Marcas da história do ferreomodelismo brasileiro
Metalma | Erka | A bitola O brasileira | Estrela | Atma | Frateschi | Pioneer | Modeltrem / Hobbylândia | Miniaturas Artesanais
MR Custom | LAF | Phoenix | GM Paint | Minitec | Herpa | MRZ Decais | Pinto Family | Decais do Carlão | Hobbytec
Produtores em atividade | Lojas e serviços
Para uma história do ferreomodelismo no Brasil
Pré-História & Priscas Eras | Cronologia 1945-1965 | Cronologia 1965-1969 | Acréscimos & correções
Pioneiro vendeu tudo para se estabelecer | Fiz minha primeira locomotiva sem saber que era "HO"
A bitola O brasileira | "Você é europeu ou americano?" | Brinquedos Frateschi | Ferreomodelismo Frateschi
Afinal, quem somos nós, os ferreomodelistas? | Publicações marcam períodos de expansão
Publicações da história do ferreomodelismo brasileiro
Manual Atma CA | Manual Atma CC | Sport Modelismo | EFOM | Informativo Frateschi | Apontamentos
Ferrovias para você construir | Estatutos da SBF | Catálogos Frateschi | Esporte Modelismo | Centro-Oeste
Catálogo Miniaturas Artesanais | Catálogo Model / Hobbylândia | Catálogo History | Ferrovia | Revista Ferroviária
Revista Brasileira de Ferreomodelismo | Informativo AFRJ | Escala Dupla | Escala UMM | Composição
Dormente de Ferro | Taipin | Dormente de Ferro | Trem de Ferro | SD40-2 | Jornal do Ferreomodelista
Guindastes ferroviários no Brasil | ABC do Ferreomodelismo | Como divulgar o hobby?
Publicações marcam períodos de expansão | Centro-Oeste inaugura sua tipografia eletrônica | Publicações listadas até 1991

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade