Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Ferrovias

• Locomotiva GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Trem Vitória - Belo Horizonte - pontos de venda - 2 Out. 2017

• Horários do Trem Vitória - Belo Horizonte - 28 Set. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Trem das Águas - ABPF Sul de Minas - 15 Set. 2017

• Fases de pintura das locomotivas English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Horários do Trem turístico S. João del Rei - 6 Dez. 2016

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

• Trem turístico a vapor Curitiba - Lapa (1986) - 26 Nov. 2016

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

  
  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

   

Guindastes ferroviários no Brasil: protótipos & modelos
IV - Guindastes de socorro


 
“Guindastes ferroviários no Brasil”
Eduardo J. J. Coelho
SPMT / Centro-Oeste, 1994

Tradicionalmente associados à remoção dos escombros de acidentes ferroviários, os guindastes de socorro também servem para serviços pesados de manutenção da via permanente, sendo especialmente úteis na substituição de pontes.

Sua evolução tecnológica seguiu os padrões europeus e americanos, inicialmente de forma bastante distinta, tendo posteriormente misturado as principais características de ambos nos guindastes modernos.

Os guindastes de socorro na Europa tiveram seu estilo associado ao gabarito mais restrito, tanto em dimensões quanto na sua capacidade.

Na Inglaterra, por exemplo, os maiores guindastes, até a década de 1950 tinham em média 50 toneladas de capacidade, sendo raros na Europa Ocidental exemplares para mais de 100 toneladas.

Nos Estados Unidos, entretanto, o gabarito mais amplo já tornava necessários guindastes para até 100 toneladas no início do século XX, sendo comum já na década de 1940 os modelos para até 250 toneladas.

As principais ferrovias brasileiras logo perceberam a importância dos guindastes de socorro, adquirindo-os geralmente segundo a influência técnica ou econômica que recebiam do exterior.

As tipicamente inglesas Sao Paulo Railway (posteriormente EF Santos a Jundiaí) e Leopoldina Railway (EF Leopoldina) preferiam guindastes ingleses para até 35 toneladas, muitas vezes tendo que pagar pelo aluguel de irmãos maiores da Central do Brasil.

A evolução técnica dos guindastes europeus foi bastante dinâmica, procurando competir com os americanos pelo grande mercado de modernização das ferrovias após a II Guerra Mundial.

Características marcantes são o uso de lanças mais longas, muitas vezes em treliça, tal como os recentes modelos Takraff em uso pela RFFSA, e os já mencionados contrapesos removíveis para deixar o guindaste mais leve para transporte.

Tabela II – Principais guindastes de socorro “europeus” no Brasil
Ferrovia Número Cap. Fabricante Ano Bitola Notas
EFSJ   20 t Cowans Sheldon 1901 1,60 m Manual (1)
EFSJ   35 t Craven Brothers 1914 1,60 m Vapor (2)
Fepasa GF-109 40 t Ransomes & Rapier   1,00 m Vapor
Fepasa GF-101D 100 t Cowans Sheldon 1968 1,00 m Diesel
EFVM GDSS-1 120 t Krupp-Ardelt 1961 1,00 m Diesel
RFFSA (vários) 100+ t Takraf 1992 1,00 m Diesel (3)
(1) – Preservado nas oficinas da Lapa, São Paulo, SP (RFFSA/SR-4)
(2) – Acidentado em 1991
(3) – Ainda em testes no pátio de Praia Formosa, Rio de Janeiro, RJ, em 1992/Dez

A tabela II lista alguns dos principais guindastes de socorro europeus no Brasil.

A EF Central do Brasil foi a nossa maior usuária de guindastes de socorro americanos, tendo adquirido em 1908 um exemplar para 50 toneladas — possivelmente o maior de toda América do Sul na época.

Em 1921 a Central adquiriu um modelo para 75 toneladas, e posteriormente, em 1926, um ainda maior para 100 toneladas. A eficiência e robustez destes guindastes foi posta à prova durante mais de 60 anos de serviço, que — ao menos para o de 1908 — oficialmente pode ainda não ter acabado (ver tabela II).

A dieselização da Central, a partir de 1943, fez necessária a aquisição de guindastes de capacidade ainda maior, já que o peso médio das novas locomotivas diesel seria da ordem de 100 toneladas.

Atendendo a essa necessidade, foram adquiridos em 1949, três exemplares para 200 toneladas — os de maior capacidade no Brasil até hoje, e também os primeiros de socorro com motor diesel.

A firma americana Orton, Crane & Shovel, fabricante destes guindastes, acabou tornando o nome Orton sinônimo de guindastes no Brasil, devido à escolha de seus modelos de bitola larga e métrica pela RFFSA, para reequipar todas as suas ferrovias a partir da década de 1960.

Tabela I – Principais guindastes de socorro “americanos” no Brasil
Ferrovia Número Cap. Fabricante Ano Bitola Notas
EFCB 1 100 t Industrial Works 1926 1,60 m Vapor (1)
EFCB 2 75 t Industrial Works 1921 1,60 m Vapor (2)
EFCB 3 50 t Industrial Works 1908 1,60 m Vapor (3)
EFCB 6 200 t Orton Crane & Shovel 1949 1,60 m Diesel
RFFSA 9 (EFCB) 100 t Orton Crane & Shovel 1960 1,60 m Diesel
RFFSA 11 (EFCB) 100 t Orton Crane & Shovel 1972 1,60 m Diesel (4)
RFFSA 12 (EFCB) 180 t Orton Crane & Shovel 1975 1,60 m Diesel
EFCB 102 68 t Orton Crane & Shovel 1949 1,00 m Diesel
RFFSA 101 (VFCO) 100 t Orton Crane & Shovel 1976 1,00 m Diesel (5)
(1) – Preservado pela ABPF-RJ, aguarda restauração
(2) – Baixado e sucateado
(3) – Parcialmente desmontado nas oficinas da Lapa em 1991/Nov
(4) – Lança curta, usado pela CBTU no Rio de Janeiro
(5) – Exibe a marca “Orton Mc Cullough” na extremidade da lança
   

Ferreomodelismo

• Backlight em maquetes de ferreomodelismo - 5 Nov. 2017

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

  

Ferrovias

• Locomotiva GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Trem Vitória - Belo Horizonte - pontos de venda - 2 Out. 2017

• Horários do Trem Vitória - Belo Horizonte - 28 Set. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Trem das Águas - ABPF Sul de Minas - 15 Set. 2017

• Fases de pintura das locomotivas English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Horários do Trem turístico S. João del Rei - 6 Dez. 2016

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

• Trem turístico a vapor Curitiba - Lapa (1986) - 26 Nov. 2016

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014


Capítulos / Chapters
       
Tabelas / Tables
Gabaritos: ferrovia e ferreomodelismo
Perfil transversal da via | Gabaritos de via | Gabarito internacional
Gabarito Mark III | Gabarito para túneis ferroviários | Gabarito para trilhos paralelos na maquete
Nivelando lastro com um gabarito | Suporte da via em gabarito
Publicações da história do ferreomodelismo brasileiro
Manual Atma CA | Manual Atma CC | Sport Modelismo | EFOM | Informativo Frateschi | Apontamentos
Ferrovias para você construir | Estatutos da SBF | Catálogos Frateschi | Esporte Modelismo | Centro-Oeste
Catálogo Miniaturas Artesanais | Catálogo Model / Hobbylândia | Catálogo History | Ferrovia | Revista Ferroviária
Revista Brasileira de Ferreomodelismo | Informativo AFRJ | Escala Dupla | Escala UMM | Composição
Dormente de Ferro | Taipin | Dormente de Ferro | Trem de Ferro | SD40-2 | Jornal do Ferreomodelista
Guindastes ferroviários no Brasil | ABC do Ferreomodelismo | Como divulgar o hobby?
Publicações marcam períodos de expansão | Centro-Oeste inaugura sua tipografia eletrônica | Publicações listadas até 1991
RFFSA - Rede Ferroviária Federal
Ferrovias formadoras | Ferrovias, Divisões, Regionais
As "fases" em mapas
1965 | 1974 | 1984 | 1991 | Tração 1956-1959
Pinturas seguiram as mudanças | As "fases" das EE | A última pintura
Numeração Sigo das locomotivas | Codificação dos vagões RFFSA
Locomotivas: desenhos, especificações, numeração
ALL (2002) | SR-6 | SR-5 | SR-2 | SR-3 | RFFSA | Fepasa | Elétricas CPEF
GE-Brasil | GM | Alco | Codificação brasileira | As novas...

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade