Página inicial do site Centro-Oeste
Página inicial da seção Ferrovias do Brasil
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Ferrovias

• Para uma história do trem Barrinha - 30 Mar. 2015

• Estações da CPEF em 1960 - 13 Jan. 2015

• AMVs produzidos no Brasil pela Jaraguá - 27 Dez. 2014

• Produção de vagões e locomotivas no Brasil - 1971-2014 - 27 Dez. 2014

• Cabine de sinalização da EFVM em Governador Valadares - 21 Dez. 2014

• Cabine nº 3 da Central do Brasil - Engenho Novo - 19 Dez. 2014

• Pátio da Ferrovia Norte-Sul em Anápolis - 12 Dez. 2014

• Cronologia dos trechos do tronco ferroviário sul (TPS) - 6 Dez. 2014

• Viagem de inspeção ao eixo ferroviário São Paulo - Porto Alegre em 1981 - 6 Dez. 2014

  
   

As "novas" locomotivas
e o que foi feito das antigas, desde a
privatização das ferrovias, até meados de 2002


 
Marcos Zeituni - Jan. 2004

Ferroban

Após a privatização, a Ferroban não importou locomotivas. Acabou com a eletrificação, sucateou as elétricas e carros de passageiros, e ainda cedeu muitas máquinas para as outras operadoras. Foram várias U20C da métrica para a ALL. Também foram-se quase todas as G12 da métrica (ex-Mogiana ) para a ALL e FCA — tanto que, depois, algumas G12 da larga (cabeça-de-saúva ) tiveram de ser adaptadas para atender à métrica. Foi uma LEW para a ALL, também, que hoje esta sucateada. [Locomotivas da ALL]

Quando a Ferronorte assumiu a Ferroban, Novoeste e a Portofer (Porto de Santos), criou-se a Brasil Ferrovias. A partir daí, começaram entrar máquinas importadas, que foram da BNSF (Burlington Northern e Santa Fe) dos EUA. Em um primeiro lote, que chegou no ano passado, vieram para o Brasil 13 máquinas C30-7 usadas, que na Ferronorte receberam a série 9200. Em fevereiro último, acabaram de chegar ao Brasil mais 18 máquinas C30-7, também da BNSF, que estão no Porto de Santos aguardando liberação alfandegária.

MRS

Quando a MRS assumiu a concessão, também sucateou a eletrificação da Santos a Jundiaí (único trecho elétrico que havia adquirido na concessão), encostou as famosas English (Pimentinhas), a Carioquinha e as litorinas elétricas de inox, e suprimiu o trem de passageiros para Santos e o Rio de Janeiro.

O único trecho eletrificado que a MRS não sucateou foi a serra da cremalheira, senão não teria como vencer a rampa da Serra do Mar, onde trabalham as Hitachis.

A MRS mandou reformar 19 locomotivas U23C sucateadas no tempo da RFFSA, que foram repotencializadas para C30-7 e hoje trabalham na Ferrovia do Aço. Estas máquinas (3701 a 3719) têm um detalhe interessante: devido à repotencialização, receberam o radiador traseiro das Dash9, ficou uma máquina interessante de modelar.

Depois, adquiriu as famosas SD40-3MP que desembarcaram no porto do Rio de Janeiro; e em seguida, as famosas C36ME, que eram da Union Pacific e Conrail. Ao todo, foram nove destas máquinas, sendo que uma delas, quando estavam emprestadas à Ferronorte, se estraçalhou no acidente ocorrido na Serra do Mar em maio de 2002, junto com uma Dash9, onde morreram maquinista e ajudante, destruindo 55 vagões. As numeração das Dash9 era 9041, e das C36 da MRS, 3803 (tenho fotos de todas também).

ALL

No Sul do País, hoje da concessionária ALL, ela importou as famosas U20C da África, que são chamadas de "Namíbias", aquelas com o "nariz horrivel", e que hoje são fáceis de fotografar em Mairinque (SP); e também algumas U20C e G22 da Sportnet. Corre a informação de que a ALL estaria comprando algumas SD40 para colocar no trecho de serra, já que as G22 não estão mais agüentando o tranco, só que estas máquinas receberiam os famosos truques B-B. [A chegada das U20C “Namibianas” em Angra dos Reis | Ficha técnica das U20C “Namibianas” na ALL]

Conclusão

As demais operadoras não importaram nada, só reformaram o que existia, inclusive a Ferropar comprou algumas G12 da larga (cabeca-de-saúva) sucateadas em Jundiaí, e as levou para o Paraná, para reformat e colocar em ordem de marcha.

Locomotivas: desenhos, especificações, numeração
ALL (2002) | SR-6 | SR-5 | SR-2 | SR-3 | RFFSA | Fepasa | Elétricas CPEF
GE-Brasil | GM | Alco | Codificação brasileira | As novas...
   

Ferreomodelismo

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

• Como construí minha própria locomotiva - 28 Set. 2013

• Miniaturas realmente a vapor - 28 Set. 2013

• Vagões prancha Phoenix (1992) - 3 Set. 2013

• Vagão madeireiro Phoenix (1991) - 3 Set. 2013

  

Ferreoclipping

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

Ferrovia Norte-Sul inaugura “Open access” no Brasil - 5 Mar. 2015

Novos pontos de venda de passagens do trem Vitória a Minas - 3 Mar. 2015

Programação de Carnaval nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 6 Fev. 2015

Passagens do trem Vitória - Belo Horizonte têm reajuste - 2 Jan. 2015

Metrô de Salvador entra em operação experimental - 11 Jun. 2014

Trem Vitória - Belo Horizonte oferece desconto de 20% nas Festas, Férias e Carnaval - 5 Nov. 2013

“Trens do Brasil” - série de reportagens da TV Record - 22 Jul. 2013


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade