Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

As fases da RFFSA desde 1957

Conhecer as fases de pintura da Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA) é muito útil, para ambientar as locomotivas, carros e vagões numa mini-ferrovia, dentro de uma época escolhida.

Não existe dificuldade insuperável. Muitos artigos publicados no Informativo Frateschi (IF), Revista Brasileira de Ferreomodelismo (RBF), Revista Ferroviária (RF), Esporte Modelismo (EM) e Centro-Oeste, mostraram as fases de pintura da RFFSA.

Fotos e desenhos esquemáticos têm sido publicados. Muitas plantas e fotos que os modelistras trocam entre si, indicam os detalhes. Decais LAF têm fornecido as inscrições e logotipos necessários, juntamente com instruções adicionais para orientá-lo. O catálogo da Frateschi — nunca jogue fora uma versão antiga — pode ser útil.

Note que, quando dizemos pintura, não estamos falando só das cores, e de sua disposição.

Também nos referimos às inscrições, logotipo, e sua localização — que às vezes, são só o que muda de uma pintura para outra.

As fases de pintura seguem — com algum atraso — as mudanças ocorridas na organização burocrática da RFFSA.

Acompanhe estas mudanças no Quadro à página 19.

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

   

RFFSA - Rede Ferroviária Federal
Pinturas seguiram mudanças internas


 
Pesquisa:
Sérgio Pinho, José Emílio Buzelin, Alexandre Santurian,
Luiz Sérgio de Souza e Flávio R. Cavalcanti
Texto: Flávio R Cavalcanti
Centro-Oeste n° 77 — 1°-Abr-1993

Não sou grande conhecedor da RFFSA, e muito menos das pinturas que suas locomotivas tiveram ao longo das décadas.

O que se segue, não é uma informação exata sobre pinturas.

Quis apenas colocar alguma ordem nos fatos conhecidos — de modo que os novos companheiros possam entendê-los mais fácil e rapidamente.

Agradeço quaisquer correções, acréscimos e — principalmente — artigos que facilitem a vida do iniciante.

Fase Zero

Proponho chamar de fase zero, o momento anterior à criação da RFFSA. Ou seja: — A pintura que cada ferrovia utilizava em seu material rodante.

É lembrar o óbvio, de fato. Mas o óbvio é esquecido com freqüência.

As principais ferrovias incorporadas na RFFSA continuaram com seus nomes anteriores.

Daí, a facilidade com que um modelista mais novo pode se confundir, quando um veterano fala — por exemplo — na EF Central do Brasil, ou na EF Santos a Jundiaí, ou na VF Rio Grande do Sul.

Antes da RFFSA, estas ferrovias não tinham quase nada em comum.

A EF Central do Brasil — antes da criação da RFFSA — teve suas locomotivas pintadas na cor cereja com faixa cor gelo; teve uma fase de pintura azul escura com faixa creme; e uma fase de pintura azul escura e nariz amarelo.

A EF Santos a Jundiaí — antes da criação da RFFSA —, utilizava uma pintura marrom-avermelhada com friso prateado.

A VF Rio Grande do Sul — antes da RFFSA — utilizou uma pintura vermelha, laranja e amarela incrivelmente parecida com a da EF Araraquara.

E assim por diante.

Fase 1

Uma vez criada a RFFSA, algumas coisas começaram a ser padronizadas. Naturalmente, isso demorou algum tempo, maior ou menor.

A EF Central do Brasil continuou sendo EF Central do Brasil, a EF Santos a Jundiaí continuou sendo EF Santos a Jundiaí, e a VF Rio Grande do Sul continuou sendo VF Rio Grande do Sul — mas agora, a pintura das locomotivas elétricas e diesel-elétricas passou a ser vermelha com faixas ou listas amarelas, num padrão único de norte a sul.

Um aspecto interessante, é que as ferrovias conservaram seus logotipos — como o losango da EFSJ, as letras entrelaçadas da NoB etc. —, convivendo com as iniciais sóbrias da RFFSA.

Fase 2

Na segunda fase da RFFSA — criação dos Sistemas Regionais, com suas 14 Divisões —, deixam de existir as EF e as VF. O que era EF Central do Brasil, tornou-se apenas 6ª Divisão - Central. O que era VF Centro Oeste, tornou-se apenas 5ª Divisão - Centro-Oeste.

Esta é a fase em que as iniciais da RFFSA aparecem com destaque — e logo embaixo, em letras menores, os nomes das divisões Central, ou Santos a Jundiaí, ou Centro-Oeste etc.

Fase 3

Nesta fase, a RFFSA passa a organizar-se em Superintendências Regionais — da SR-1 até a SR-6.

Somente após nove anos, entra em vigor o Sistema de Gerenciamento Operacional (Sigo), com a numeração computadorizada, dígito verificador e letra final indicadora da SR. Este sistema de identificação foi descrito em detalhes no CO-72.

Portanto, esta fase de pintura — que no CO-73 Márcio Hipólito chama de "Anos 80" — surgiu bem depois da criação das SRs.

As mudanças são pequenas: — O logotipo da Rede e o número da loco, substituem o nome da antiga divisão, logo embaixo das iniciais RFFSA.

Fase 4?

No CO-73, Márcio Hipólito relata o surgimento de um novo esquema de pintura, no caso da English Electric 9006-1 da SR-4.

A pintura geral continua a mesma das fases 2 e 3, exceto que o n° 9006 — sem o dígito verificador 1 — aparece em letras garrafais na lateral da cabine, interrompendo a faixa amarela.

No centro da lateral, o logotipo da Rede pula para cima — ao lado das iniciais RFFSA —, e embaixo desse conjunto surge, por extenso, o número 909006-1I.

Este 90 adicional — na frente do 9006 — é um componente que já existia nos computadores do Sigo, embora jamais escrito em uma locomotiva. Com este 90, o número atinge os seis dígitos necessários para o computador calcular o dígito verificador. No CO-73, há uma rotina em dBase para você fazer isso em seu microcomputador PC.

Outra novidade é que, além da letra I — que designa a SR-4 —, agora também consta por extenso a SR-4.

Ignoro se esta pintura da n° 9006 irá se generalizar, tornando-se uma fase em toda a RFFSA.

RFFSA - Rede Ferroviária Federal
Ferrovias formadoras | Ferrovias, Divisões, Regionais
As "fases" em mapas
1965 | 1974 | 1984 | 1991 | Tração 1956-1959
Pinturas seguiram as mudanças | As "fases" das EE | A última pintura
Numeração Sigo das locomotivas | Codificação dos vagões RFFSA
Locomotivas: desenhos, especificações, numeração
ALL (2002) | SR-6 | SR-5 | SR-2 | SR-3 | RFFSA | Fepasa | Elétricas CPEF
GE-Brasil | GM | Alco | Codificação brasileira | As novas...
   

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  
  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade