Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Conjunto de 11 locomotivas diesel, do total de 38 recebidas pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil em 1958
“Conjunto de 11 locomotivas diesel, do total de 38 recebidas pela Estrada de Ferro Noroeste do Brasil em 1958”
A locomotiva nº 1130 (G12 EMD #24586), recebida em 1958 para a Noroeste, foi depois transferida para a VFRGS e renumerada como 4237

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

   

RFFSA - Rede Ferroviária Federal
Distribuição da tração: 1956-1959


 
Flavio R. Cavalcanti
Evolução da participação das locomotivas a vapor, a diesel e elétricas no trabalho de tração da RFFSA - Rede Ferroviária Federal, de 1956 a 1959
Evolução da participação das locomotivas a vapor, a diesel e elétricas
no trabalho de tração da RFFSA, de 1956 a 1959

As informações do Relatório da RFFSA referente a 1958 situam em algum momento daquele ano o ponto de inflexão, em que o trabalho de tração realizado pelas locomotivas movidas a diesel — computado em bilhões de toneladas brutas X quilômetros — superou o trabalho de tração realizado pelas locomotivas a vapor.

Já o trabalho de tração realizado pelas locomotivas elétricas, embora apresente crescimento no período de 1956 a 1959, permanecia estagnado em termos de participação percentual, no conjunto das ferrovias integrantes da RFFSA.

Tração
Distribuição do trabalho
em Bilhões Ton x km (Bruto)
  1956 1957 1958* 1959**
Locomotivas a Vapor 9,7 8,8 6,1 4,8
Locomotivas a Diesel 5,6 6,2 10,1 12,9
Locomotivas Elétricas 4,6 4,8 4,8 5,3
TOTAL 19,9 19,8 21,0 23,0
Distribuição do trabalho
em percentagens
  1956 1957 1958* 1959**
Locomotivas a Vapor 49% 44% 29% 21%
Locomotivas a Diesel 28% 31% 48% 56%
Locomotivas Elétricas 23% 24% 23% 23%
* 1958, estimativa; ** 1959, previsão.
Dados do Relatório RFFSA de 1958 (TKB) digitalizados e recalculados em planilha para verificação (Totais, Percentuais) e geração do gráfico

“Durante o ano de 1958 a RFFSA recebeu 151 locomotivas diesel-elétricas, das quais 27 haviam sido encomendadas antes de sua criação, sendo que as restantes 124 foram parte da encomenda de 195 feita com o financiamento concedido pelo Export and Import Bank (Eximbank). Desse modo, a tração diesel atingiu 48%, enquanto a tração a vapor baixava para 29% e a elétrica se mantinha em 23%.

“É de prever para 1959, com a entrada em serviço do restante das locomotivas diesel-elétricas adquiridas pela Rede, que a tração diesel atinja mais de 56% do total, baixando para 18% a parcela representativa da tração a vapor”.

As ferrovias abrangidas pelo Relatório de 1958 eram: EFCB, EFL, EFSJ, RVPSC, RFN, RMV, EFNoB, VFFLB, EFG, RVC, EFDTC, EFMM, EFB, EFSLT, EF Central do Piauí e EFBM. Os dados de 1956 e 1957, evidentemente, pertencem a um momento anterior à criação da RFFSA; ao passo que os dados de 1958 eram apenas estimativos; e os de 1959, previsão — considerando a utilização das locomotivas já recebidas e/ou a caminho, dentro dos cronogramas dos fabricantes e do transporte marítimo da época.

   

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

  

Ferreosfera

  

  
Número de locomotivas Diesel
  Existentes em Recebidas durante 1958 Existentes
em
31-12-1958
Esperadas
em
1959
Jan. Existentes
em
31-1-1959
1953 1954 1955 1956 1957 Jul. Ago. Set. Out. Nov. Dez. Total
EFCB 115 175 175 175 175               175 20    
EFL 1 1 1 1 1 18   4 9     31 32      
EFSJ 10 10 11 27 57               57      
RVPSC 24 29 29 29 29   22 3       25 54 30    
RFN 3 16 16 16 16     2 10   1 13 29 12    
RMV           3 7   15 2   27 27      
EFNoB             36 2       38 38      
VFFLB 28 28 28 28 28               28 5    
EFG           2       8   10 10 2    
RVC 15 15 15 15 15       3     3 18 2    
EFDTC                                
EFMM                                
EFB 2 2 2 2 2               2      
EFSLT           4           4 4      
EFCPi                                
EFBM         1               1      
Total 198 276 277 293 324 27 65 11 37 10 1 151 475 71 31 506

“Em 31 de Dezembro de 1958, o parque de tração das unidades de operação, que em 1957 possuía 324 locomotivas diesel-elétricas, já contava com o total de 475 unidades, número este elevado, em 31 de Janeiro de 1959, para 506”.

Item 1958 1957 1956 1958 /
1956
1958 /
1957
CB L SJ PSC RFN RMV NoB LB G RVC DTC MM B SLT CPi BM Total
Extensão (km) 3.729 3.057 139 2.666 2.655 3.989 1.764 2.571 478 1.596 264 366 293 494 194 582 24.837 24.811 24.640 0,8% 0,1%
  Eletrificadas
  (km)
235   87 44   333   194                 893 893 893    
Locomotivas 655 383 93 272 204 286 222 214 51 84 29 16 28 39 8 41 2.625 2.421 2.479 5,9% 8,4%
  A vapor 457 338 20 211 175 233 183 173 41 64 29 16 26 35 8 40 2.049 2.000 2.103 -2,6% 2,5%
  Diesel 175 45 57 54 29 27 39 31 10 20     2 4   1 494 341 296 66,9% 44,9%
  Elétricas 23   13 7   26   10                 79 80 80 -1,3% -1,3%
Carros 803 438 204 232 314 333 184 236 36 111 39 12 41 27 8 44 3.062 3.028 3.035 0,9% 1,1%
Vagões 9.290 3.262 4.502 4493 2.493 2.870 2.787 1.139 614 504 849 80 137 101 77 322 33.520 32.947 33.738 -0,6% 1,7%
1958 – Dados provisórios, sujeitos a retificação; EFSLT (1958) dados de 1957

“A dieselização do parque de tração impunha-se como medida de ordem técnica e econômica, de vez que a substituição das obsoletas locomotivas a vapor, cujas despesas de operação e conservação são várias vezes mais elevadas que as das diesel-elétricas, permitirá economia superior a 1 bilhão de cruzeiros anuais nas despesas de operação” [Relatório RFFSA 1958. Sobre isso, ver também revista Refesa nos 10 anos da RFFSA].

“Para cada locomotiva diesel recebida, foram encostadas três a vapor. Considerando-se que em 1959 a despesa com combustível empregado na tração a vapor alcançava 389 cruzeiros por mil toneladas-quilômetro brutas realizadas, enquanto na tração diesel atingia apenas 90 cruzeiros, é fácil avaliar a economia conseguida”.

Item RFFSA Demais EFs Total RFFSA / total
  1956 1957 1956 1957 1956 1957 1956 1957
Extensão (km) 24.640 24.811 12.356 12.612 36.996 37.423 66,6% 66,3%
  Eletrificadas (km) 893 893 1.057 1.057 1.950 1.950 45,8% 45,8%
Locomotivas 2.465 2.407 1.522 1.537 3.987 3.944 61,8% 61,0%
  A vapor 2.103 2.000 1.189 1.184 3.292 3.184 63,9% 62,8%
  Diesel 282 327 203 223 485 550 58,1% 59,5%
  Elétricas 80 80 130 130 210 210 38,1% 38,1%
Carros 3.035 3.028 1.867 2.158 4.902 5.186 61,9% 58,4%
Vagões 33.738 32.947 29.917 29.500 63.655 62.447 53,0% 52,8%
  
A dieselização do parque de locomotivas do Brasil
RFFSA 1956-1959
RFFSA - Rede Ferroviária Federal
Ferrovias formadoras | Ferrovias, Divisões, Regionais
As "fases" em mapas
1965 | 1974 | 1984 | 1991 | Tração 1956-1959
Pinturas seguiram as mudanças | As "fases" das EE | A última pintura
Numeração Sigo das locomotivas | Codificação dos vagões RFFSA

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade