Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

  

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

  
  

Acompanhe no FB

 

Engenharia ferroviária
Seção transversal da via férrea

Perfil da via férrea, com a infraestrutura de suporte dos trilhos e as obras laterais de proteção da ferrovia
Fonte: Brina, Helvécio Lapertosa. Estradas de Ferro. Livros Técnicos e Científicos Editora, Rio de Janeiro, 1979, 1982

 
Definições: Helvecio Lapertosa Brina
Estradas de Ferro
       
   

A ilustração mostra, em corte transversal, como deveria ser uma via férrea, segundo Brina:

Infraestrutura

é constituída pela terraplenagem e todas as obras situadas abaixo do greide de terraplenagem. A superfície final da terraplenagem chama-se leito ou plataforma da estrada. A camada superior do aterro (1 metro) recebe uma compactação mais forte.

Superestrutura

é constituída pela via permanente — o lastro, os dormentes e os trilhos. O autor também inclui aí o sublastro que, "embora ligado intimamente às camadas finais da infraestrutura, tem características especiais que justificam a sua inclusão como parte da superestrutura ferroviária".

Funções do sublastro: aumentar a capacidade de suporte da plataforma; evitar a penetração do lastro na plataforma; aumentar a resistência do leito à erosão e à penetração da água; permitir relativa elasticidade ao apoio do lastro para que a via permanente não seja rígida. Sendo mais barato do que o material do lastro, o sublastro torna-se uma medida de economia na construção e manutenção da superestrutura. Os cálculos do autor sugerem uma espessura de 20 cm para a camada do sublastro.

Funções do lastro: distribuir sobre a plataforma (sublastro) os esforços da movimentação sobre a via, produzindo menor taxa de trabalho na plataforma; formar um suporte até certo ponto elástico; suprimir as irregularidades da plataforma, formando uma superfície contínua e uniforme para os dormentes e trilhos; impedir os deslocamentos dos dormentes; facilitar a drenagem da superestrutura. Os cálculos exemplificados sugerem uma espessura de 25 cm para a camada do lastro.

Gabaritos: ferrovia e ferreomodelismo
Perfil transversal da via | Gabaritos de via | Gabarito internacional
Gabarito Mark III | Gabarito para túneis ferroviários | Gabarito para trilhos paralelos na maquete
Nivelando lastro com um gabarito | Suporte da via em gabarito
Bitolas ferroviárias
Métrica ou larga? - I | Métrica ou larga? - II | As 10 primeiras no Brasil | A rede da larga em planejamento no Brasil
A unificação das bitolas:
Inglaterra | EUA e Canadá | Europa continental | Japão | O alargamento da EF Araraquara
Geometria dos trilhos
Raios de curva e material rodante | AMVs e material rodante | Afastamento adicional em curvas
Rodas RP-25 | Trilhos Code 100 | Gabarito Mark III | Gabaritos EBCB e VFRGS
   

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016


Busca no site
 

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

    
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade