Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Ferrovias

• Estrada de Ferro Goiás - 30 Jul. 2018

• Locomotiva GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Trem Vitória - Belo Horizonte - pontos de venda - 2 Out. 2017

• Horários do Trem Vitória - Belo Horizonte - 28 Set. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Trem das Águas - ABPF Sul de Minas - 15 Set. 2017

• Fases de pintura das locomotivas English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Horários do Trem turístico S. João del Rei - 6 Dez. 2016

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

• Trem turístico a vapor Curitiba - Lapa (1986) - 26 Nov. 2016

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

  
   

Guindastes ferroviários no Brasil: protótipos & modelos
VIII - Histórias de guindastes...


 
“Guindastes ferroviários no Brasil”
Eduardo J. J. Coelho
SPMT / Centro-Oeste, 1994

O folclore ferroviário está cheio de histórias com guindastes — muitas delas verídicas, como as citadas a seguir; e outras nem tanto... Trágicas, cômicas, ou ambas, elas retratam personagens, épocas e fatos marcantes de nossas ferrovias.

Salvos pelo muro

Numa noite fria de 1942 ou 43, o famoso noturno Cruzeiro do Sul da Central do Brasil descarrilhou próximo a Volta Redonda. Como os carros ficaram apenas caídos fora da linha, a turma de socorro de Barra do Piraí foi imediatamente para o local, porém sem o seu guindaste — o 2, de 75 ton —, que se achava fazendo um serviço de via permanente além de Volta Redonda.

Como seria necessário um guindaste para colocar os carros novamente sobre os trilhos, foi providenciada a vinda do guindaste 1 (de 100 ton) de Deodoro, enquanto a turma de Barra calçaria os carros com dormentes, deixando os truques já na posição para receber os carros.

Na hora que o socorro de Deodoro chegou, com o guindaste à frente, o maquinista da locomotiva a vapor que empurrava o trem possivelmente julgou mal a distância entre o guindaste e o último carro do Cruzeiro do Sul, abalroando o suficiente para fazê-lo desequilibrar-se sobre a precária fogueira de dormentes em que se encontrava apoiado.

O pessoal de Barra, que a tudo assistia com pavor, viu o carro começar a tombar sobre eles, não dando chance a nada mais do que se jogar no chão e ensaiar uma prece.

Após muito barulho e poeira para todos os lados, alguns mais incrédulos olharam em volta e para cima, custando a entender o que havia acontecido.

Houve um milagre? Sim , pois o carro só não esmagou a todos, por ter ficado tombado sobre um muro de pedra — que só então o pessoal se deu conta de ser o do cemitério local...

p. 55

Entalados no túnel

O primeiro guindaste Orton (o 6, de 200 ton) da Central foi destacado para Santos Dumont, MG, assim que chegou ao Rio em 1949.

O gabarito deste guindaste estava teoricamente adequado para a Linha do Centro... embora algumas pessoas achassem o contrário.

Para resolver a polêmica, foi dada a ordem para ele seguisse de qualquer maneira para Santos Dumont.

A viagem transcorria sem problemas, até o trem entrar no famoso Túnel dos Marmelos, próximo a Juiz de Fora, quando um terrível barulho fez com que o maquinista parasse imediatamente, em emergência.

O imponente guindaste ficara literalmente entalado nos trilhos que este túnel tinha junto às paredes, e que serviam para melhor escorar seu teto, agora parecendo querer ruir caso o guindaste fosse arrastado para trás!

Mesmo temendo pelo desmoronamento do túnel, o pessoal do trem conseguiu fazer o guindaste sair por onde tinha entrado, colocando-o num desvio próximo.

Como as laterais da cabine do guindaste haviam ficado bastante amassadas, e a ordem da chefia era ir de qualquer maneira, o pessoal resolveu desmontar toda a cabine, deixando apenas o maquinismo interno, felizmente intacto.

Com esta pequena modificação, o guindaste passou no túnel sem problemas, chegando logo depois ao seu destino.

A entrada em serviço do 6 acabou tendo que aguardar a montagem de sua cabine e a revisão do gabarito do Túnel dos Marmelos.

   

Ferreomodelismo

• Backlight em maquetes de ferreomodelismo - 5 Nov. 2017

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015


Capítulos / Chapters
       
Tabelas / Tables
Gabaritos: ferrovia e ferreomodelismo
Perfil transversal da via | Gabaritos de via | Gabarito internacional
Gabarito Mark III | Gabarito para túneis ferroviários | Gabarito para trilhos paralelos na maquete
Nivelando lastro com um gabarito | Suporte da via em gabarito
Publicações da história do ferreomodelismo brasileiro
Manual Atma CA | Manual Atma CC | Sport Modelismo | EFOM | Informativo Frateschi | Apontamentos
Ferrovias para você construir | Estatutos da SBF | Catálogos Frateschi | Esporte Modelismo | Centro-Oeste
Catálogo Miniaturas Artesanais | Catálogo Model / Hobbylândia | Catálogo History | Ferrovia | Revista Ferroviária
Revista Brasileira de Ferreomodelismo | Informativo AFRJ | Escala Dupla | Escala UMM | Composição
Dormente de Ferro | Taipin | Dormente de Ferro | Trem de Ferro | SD40-2 | Jornal do Ferreomodelista
Guindastes ferroviários no Brasil | ABC do Ferreomodelismo | Como divulgar o hobby?
Publicações marcam períodos de expansão | Centro-Oeste inaugura sua tipografia eletrônica | Publicações listadas até 1991

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade