Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   

Santa ignorância

A maneira mais prática de desenhar uma mini ferrovia é espalhar os trilhos sobre uma grande folha de papel, arrumá-los a gosto, e marcar no papel com spray solúvel em água.

Limpe os trilhos em seguida.

Para "desenhar" uma ferrovia ocupando um quarto inteiro, espalhe folhas de papel pardo ou de jornal, no chão, e fixe umas nas outras com durex, até secar a cola.

Felizmente, no início de 1983 eu não sabia disso. Se soubesse, não teria me divertido tanto.

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

   

Os projetos da maquete EF Pireneus-Paranã
Terceiro desenho: trilhos flexíveis


 
Flavio R. Cavalcanti - 14 Dez. 2014

O desenho terminado em Março de 1984 fixava definitivamente o traçado da mini-ferrovia EF Pireneus-Paranã.

Não houve desenho intermediário, — desde as sugestões da Frateschi em Setembro do ano anterior, — porque, àquela altura, já tinha transformado o projeto em sequências de coordenadas X, Y.

Como diria o Chávez, todas as curvas foram friamente calculadas.

Era extremamente complicado traçar ou medir retas e curvas, — nos ângulos mais variados, — contando apenas com a régua T e o transferidor… e me sentir seguro de ter feito a coisa certa.

Por isso, esse terceiro desenho é “limpo” como nenhum outro, — sem “andaimes”, raios ou centros de curva.

Calculada a sequência de coordenadas, bastava colocar o compasso nas coordenadas X, Y e traçar a curva, de um segundo X, Y até um terceiro X, Y.

Os três pontos tinham de dar certo, sobre o papel milimetrado.

Isso era fundamental para, — mais tarde, — desenhar as curvas de madeira em tamanho real, e posicioná-las com exatidão, sobre um tablado “vazado”, ou seja, sem um “tampo” plano sobre o qual pudesse traçar as linhas.

Iria depender das coordenadas X, Y medidas ao longo das ripas do tablado “vazado”.

Era, literalmente (ou “numeralmente”), desenho ajudado por computação (CAD). Mas, como os computadores eram caros pra xuxu, a computação foi feita, mesmo, usando a velha Tábua de Logaritmos do meu pai, — do tempo em que engenheiro não andava sem uma régua de logaritmos no bolso.

O primeiro cálculo terminou em 8 Fev. 1984; e vários trechos foram refeitos até 5 Mar. 1984, uma Segunda-feira de Carnaval.

Isso permitiu transformar cada curva, — inicialmente de raio único, — em sequências de três curvas, suavizando a transição na entrada e na saída para a reta seguinte. Além de facilitar a inscrição dos trens, produz ótimo efeito visual, aumentando o realismo.

Esse método também permitiu estabelecer com precisão a extensão dos trechos — e, por consequência, o nível exato em que a linha deveria ser fixada, — em cada ponto do percurso.

Mais tarde, — quando consegui comprar um computador capaz de rodar CAD, — bastou inserir as velhas coordenadas X, Y para traçar rapidamente a versão digital da EF Pireneus-Paranã.

Foi o DAC, — computador ajudado pelo desenhista.

«» ª … •’ — “”
Estrada de Ferro Pireneus-Paranã
Medidores no painel da maquete | Calculando km-escala / hora | Controle móvel
Como operar o controle móvel | Desafios do controle móvel | O "fio comum" com 2 Controladores
O planejamento da EFPP | Cabine de sinalização | Cabine em madeira | Quiosque do Tião
Primeiro desenho dos trilhos | Segundo projeto: trilhos rígidos | Terceiro projeto: trilhos flexíveis
Maquetes & idéias
AMF | CMMF | SBF | EF Nova Neuffer | EF Vale do Aço | Opções & desafios
Maquete no teto | Ferreo Clube do ABC | Terceira dimensão
Maquete O / On30 para trens Lionel | EF Pireneus-Paranã | EF Paranaíba-Aragarças
Diorama | Diorama quadro a quadro
Dicas técnicas
Gabarito lateral em curva | Curvas e material rodante | AMVs e material rodante | Limpeza dos trilhos
Dicas para decoração
Relevo em gesso ou papel | Lastro para os trilhos | Construções em papel cartão | Material decorativo
Como fazer árvores | Túnel para maquete | Portal de túnel em resina
Mineração de ferro | Galpão para locomotivas
Dicas básicas
7 dicas importantes | Decálogo do ferreomodelista | Uma injeção de realismo em sua mini-ferrovia
   

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Barra do Rio Grande
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes
Trem Curitiba - Lapa

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

Acompanhe no FB

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade