Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Barra do Rio Grande
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes
Trem Curitiba - Lapa

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Trem do Corcovado

Horários
Passagens
Bilheteria
Como chegar

Vídeos

Passeio
Bom de Samba
Descida acelerada
Estrada das Paineiras

Estrada de Ferro
do Corcovado

1972~79: Reconstrução
  • Automotrizes
  • Projeto
  • Decisão
1970: Devolução
1954
1932
1910: Eletrificação
  • Locomotivas
  • Equipamentos
1907
1898
Locomotivas a vapor
Percurso
1883-1889
Debret

Debret, 1824*

Corcovado
Lagoa
Entrada da Guanabara
Rio de Janeiro
Mangue

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

   
Capa do livro “Estrada de Ferro do Corcovado: 100 anos de eletrificação”
Capa do livro “Estrada de Ferro do Corcovado: 100 anos de eletrificação”

Bibliografia: ferrovia e história
Estrada de Ferro do Corcovado: 100 anos de eletrificação


 
Flavio R. Cavalcanti - 22 Mar 2013
Trem do Corcovado
—|—
Horários | Passagens | Bilheteria | Onde comprar | Como chegar

Estrada de Ferro do Corcovado: 100 anos de eletrificação
Leila Lobo de Mendonça (coord.) e Liliana Neves Cordeiro de Mello
Memória da Eletricidade - Centro da Memória da Eletricidade no Brasil
Rio de Janeiro, 2010

“Verdade”, rigor, exatidão, correção técnica e histórica, com certeza são qualidades da maior importância em qualquer trabalho de pesquisa.

Falhas, porém, mesmo quando numerosas, não invalidam a importância de um livro para o pesquisador.

Dito isso, há pelo menos duas características a destacar no livro produzido e publicado pela Memória da Eletricidade - Centro da Memória da Eletricidade no Brasil:

1) Apresenta informações fundamentais sobre a Estrada de Ferro do Corcovado e sobre o Cristo Redentor (entre outros temas), e que não se encontram mesmo no minucioso livro de Semenovitch; e

2) Sua leitura impõe ao pesquisador a necessidade de todo senso crítico de que puder dispor.

Impressão pessoal, subjetiva, precipitada mesmo, de uma primeira “leitura rápida”, e ainda sem seleção / digitação das informações consideradas relevantes: cuidado, muito cuidado.

Elevado percentual do texto é constituído de cópia de outros textos, — sem indicação explícita (aspas), — porém com abundantes alterações.

Em muitos casos, as alterações parecem tornar mais claros os textos copiados, mas para ter certeza da correção das informações o pesquisador terá de localizar e identificar os textos originais (e outros, eventualmente consultados para se fazerem tais alterações), além de orientar-se por outras fontes para estabelecer os fatos por sua própria conta e compreender o assunto de forma independente. Vale dizer: não pode fiar-se nos textos copiados e modificados; nem terá o apoio de referências relativas a cada trecho.

Em outros casos, as alterações nos textos copiados parecem introduzir erros evidentes, gritantes mesmo. No entanto, também aí será necessário conferir ponto por ponto. Não se pode descartar, a priori, que aparentes erros sejam, na verdade, informação correta e preciosa.

A maior parte desse(s) conteúdo(s) copiado(s) encontra-se na obra de Jorge Scévola de Semenovitch (Corcovado: a conquista da montanha de Deus). Uma comparação, parágrafo por parágrafo, é o primeiro passo para, em seguida, pesquisar quais alterações são esclarecedoras (e corretas); ou fruto de pura elocubração dos redadores e revisores, com ou sem embasamento técnico / histórico.

Uma vez que Semenovitch (tal como Dunlop, Stiel, Telles e outros) não indica explicitamente quais blocos de texto copiou, nem de onde, nem quais trechos podem conter alterações próprias e por que, o simples fato de encontrar sequência após sequência de parágrafos iguais ou semelhantes não significa, necessariamente, que Memória da Eletricidade os tenha copiado de Semenovitch. Muito possivelmente, ambos copiaram de fontes mais antigas, diretamente ou por intermédio de outra obra também formada de cópia de blocos de texto.

Enfim, as próprias fontes que se supõem primárias — como relatórios oficiais de governo e de empresas — podem ser cópias do mesmo gênero (sem aspas nem indicação da fonte). Qualquer pesquisador já deparou, em relatórios presidenciais, trechos inteiros copiados de relatórios ministeriais; e dentro destes, trechos copiados de relatórios das ferrovias.

No caso da Estrada de Ferro do Corcovado, blocos inteiros de texto em seus relatórios também podem ser cópia / tradução de textos suíços, por exemplo.

Exatidão? - Ao longo dos relatórios do Ministério da Viação e Obras Públicas (MVOP, 1909-1918) encontram-se variações frequentes. O raio das curvas, por exemplo, ora é citado como 120,760 metros, ora como 120,076 metros. E a rampa máxima, que quase todos citam como 30%, aparece no primeiro relatório do MVOP após a consolidação das obras de eletrificação como 33%. Aliás, sucessivos relatórios ministeriais indicam extensões variáveis para esse trecho de rampa máxima, ora 190 metros, ora 195 metros. Descobrir se tais discrepâncias correspondem a alterações na via permanente, ou meras imprecisões, ou erros de revisão, pode encher de atividade a vida de alguém.

Pessoalmente, ainda não tenho condições de avaliar em qual proporção o texto de Semenovitch é original, ou igualmente copiado de outras fontes. Para isto, seria necessário conferir vários livros e relatórios, começando pelos poucos que são citados na pequena bibliografia, ao final de seu livro (metade dela, jornais recentes).

Nesse ponto o livro da Memória da Eletricidade é fundamental: em suas sete páginas de referências bibliográficas indica inúmeras fontes primárias e secundárias (não citadas por Semenovitch), embora sem especificar quais partes de seu texto provêm de quais dessas fontes.

A bibliografia, portanto, é um ponto alto deste livro da Memória da Eletricidade.

Outro ponto alto é a iconografia, com inúmeras imagens que não se encontram no livro de Semenovitch, nem em qualquer outra fonte já localizada sobre a Estrada de Ferro do Corcovado. Suas fontes são indicadas em seis páginas de referências iconográficas.

O terceiro ponto alto, são informações — muitas delas de grande importância — que Semenovitch sequer cita de passagem, apesar de seu rigor, minuciosidade a abrangência.

Refiro-me, claro, não só à ferrovia, como à estátua do Cristo Redentor.

Trem do Corcovado
—|—
Horários | Passagens | Bilheteria | Onde comprar | Como chegar
Percurso | Estrada das Paineiras | Passeio | Bom de Samba | Descida acelerada
1972~79: Reconstrução | Automotrizes | Projeto | Decisão
1970 | 1954 | 1932 | Eletrificação | 1907 | 1898 | Vapor | 1883-1889
A conquista da Montanha de Deus | 100 anos da eletrificação | Debret
Passeios turísticos e Trens de passageiros
Vitória - Belo Horizonte | São Luís - Parauapebas
Trem do Corcovado | São João del Rei | Ouro Preto - Mariana
Campos do Jordão | Trem das Águas | Trem da Mantiqueira
Trem das Termas | Montanhas Capixabas | Ubajara
   

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Bibliografia
braziliana

Grande sertão: veredas - 29 Out. 2014

Itinerário de Riobaldo Tatarana - 27 Out. 2014

Notícia geral da capitania de Goiás em 1783 - 26 Out. 2014

Memórias do desenvolvimento - 19 Out. 2014

Preexistências de Brasília - 13 Out. 2014

Viagem pela Estrada Real dos Goyazes - 9 Out. 2014

Francesco Tosi Colombina - 3 Out. 2014

Estrada Colonial no Planalto Central - 27 Set. 2014

A ilha do dia anterior - 18 Set. 2014

Chegou o governador - 12 Set. 2014

Alexandre de Gusmão e o Tratado de Madrid - 3 Out. 2013

Acompanhe no FB


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade