Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL)
Canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL), fotografado em 2017

Ferreofotos

• Estação Aimorés - Trem Vitória a Minas - 27 Set. 2017

• EFSPRG - A ferrovia na guerra do Contestado - 25 Set. 2017

• Toshiba DNPVN - Porto do Rio Grande - 11 Jul. 2017

• A volta da locomotiva "Velha Senhora" (1981) - 18 Fev. 2017

• Reconstrução da Rotunda de São João del Rei (1983-1984) - 8 Dez. 2016

• Trem do centenário do cerco da Lapa (1993) - 2 Dez. 2016

• Embarque de blindados em vagões Fepasa (1994) - 27 Nov. 2016

• Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 23 Nov. 2016

• G12 canadenses “espartanas” nº 4103-4196 na ALL - 7 Set. 2016

• Locomotivas “Loba” GE 1-C+C-1 nº 2001 a 2025 Fepasa - 5 Set.. 2016

  

  

Ferrovias

• Estrada de Ferro Goiás - 30 Jul. 2018

• Locomotiva GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Trem Vitória - Belo Horizonte - pontos de venda - 2 Out. 2017

• Horários do Trem Vitória - Belo Horizonte - 28 Set. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Trem das Águas - ABPF Sul de Minas - 15 Set. 2017

• Fases de pintura das locomotivas English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Horários do Trem turístico S. João del Rei - 6 Dez. 2016

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

• Trem turístico a vapor Curitiba - Lapa (1986) - 26 Nov. 2016

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

  

Ferreomodelismo

• Backlight em maquetes de ferreomodelismo - 5 Nov. 2017

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

  

  

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Barra do Rio Grande
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes
Trem Curitiba - Lapa

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Ferreofotos

• Estação Aimorés - Trem Vitória a Minas - 27 Set. 2017

• EFSPRG - A ferrovia na guerra do Contestado - 25 Set. 2017

• Toshiba DNPVN - Porto do Rio Grande - 11 Jul. 2017

• A volta da locomotiva "Velha Senhora" (1981) - 18 Fev. 2017

• Reconstrução da Rotunda de São João del Rei (1983-1984) - 8 Dez. 2016

• Trem do centenário do cerco da Lapa (1993) - 2 Dez. 2016

• Embarque de blindados em vagões Fepasa (1994) - 27 Nov. 2016

• Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 23 Nov. 2016

• G12 canadenses “espartanas” nº 4103-4196 na ALL - 7 Set. 2016

• Locomotivas “Loba” GE 1-C+C-1 nº 2001 a 2025 Fepasa - 5 Set.. 2016

  

Ferrovias

• Estrada de Ferro Goiás - 30 Jul. 2018

• Locomotiva GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Trem Vitória - Belo Horizonte - pontos de venda - 2 Out. 2017

• Horários do Trem Vitória - Belo Horizonte - 28 Set. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Trem das Águas - ABPF Sul de Minas - 15 Set. 2017

• Fases de pintura das locomotivas English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Horários do Trem turístico S. João del Rei - 6 Dez. 2016

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

• Trem turístico a vapor Curitiba - Lapa (1986) - 26 Nov. 2016

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

   
Canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL), em São Cristóvão, Rio de Janeiro
Canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL), em São Cristóvão, Rio de Janeiro.
Foto: Jorge A. Ferreira Jr.

Artilharia ferroviária no Brasil
Características do canhão ferroviário


 
Jairo A. O. Mello
Centro-Oeste n° 65 — 10 Abr. 1992
Fotos: Newton Carneiro e Jorge A. Ferreira Jr, 2001
Artilharia ferroviária no Brasil | Características do canhão
Características do canhão ferroviário
Diâmetro do tubo (calibre) 177,8 mm
(7 polegadas)
Comprimento do tubo 8,178 m
Comprimento da parte raiada 5,830 m
Peso do canhão com mecanismo da culatra 13 ton
Tipo do bloco da culatra Parafuso Wellin
Tipo do mecanismo de disparo Mecânico
Elevação máxima + 35 graus
Elevação mínima - 5 graus
Angulo de carregamento + 5 graus
Campo de tiro horizontal 360 graus
Alcance tabelado máximo 21.200 m
Alcance útil 18.000 m
Alcance tabelado mínimo 100 m
Distância de recuo máxima 21 polegadas
Distância de recuo normal 19 polegadas
Municiamento Em qualquer azimute
Velocidade de tiro 1,5 por minuto
Angulo de vibração 0 grau
Velocidade inicial 820 m/s
Vida do tubo 800 tiros
Placa do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL)
Placa do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL)
   

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

Canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL), em São Cristóvão, Rio de Janeiro
Canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL), em São Cristóvão, Rio de Janeiro.
Foto: Newton Carneiro
Características da plataforma M1A1
Sistema de rolamento 2 truques de 4 eixos
(No original, 2 truques pullmann de 3 eixos)
Sistema de ancoragem 8 escoras tubulares
Sistema de nivelamento 8 blocos niveladores
Quadro de dormentes de apoio 28 a 30 dormentes especiais
Sistema de elevação 2 macacos mecânicos
(No original, 4 macacos hidráulicos)
Características do vagão-peça
Peso total do vagão-peça sobre trilhos 70 ton
Diâmetro das rodas 0,830 m
Entrada em posição 6 a 8 h (terreno normal)
Trilho 24 kg/m
   

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Detalhe da plataforma rebaixada do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL)
Detalhe da plataforma rebaixada do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL).
Foto: Newton Carneiro
Canhão ferroviário instalado sobre o vagão
Canhão ferroviário instalado sobre o vagão
Plataforma giratória do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL)
Plataforma giratória do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL).
Foto: Newton Carneiro
Testeira e engate do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL)
Testeira e engate do canhão ferroviário preservado no Museu Militar Conde de Linhares (MMCL).
Foto: Newton Carneiro
Material rodante
Comando 1 vagão posto de comando do grupo (VPCG)
1 vagão bagagem (VBg)
1 vagão oficina (VOf)
2 vagões munição (VM)
2 vagões gôndola (VG)
1 vagão ferramental (VF)
1 vagão saúde (VS)
(Após 4 Jan. 1960. Estrado EFL e corpo construído pelo grupo)
Bateria de tiro 2 vagões peça (VP)
2 vagões munição (VM)
1 vagão câmara de tiro (VCT)
1 vagão posto de comando (VPC)
1 vagão bagagem (VBg)
1 vagão ferramental (VF)
1 vagão gôndola (VG)
Exemplo tirado do relatório dos exercícios de 1957
1ª composição 4 vagões gôndola
2 vagões câmara de tiro
1 vagão munição
1 vagão peça
Pessoal 1 major, 3 capitães, 7 segundos-tenentes, 17 sargentos, 2 cabos e 140 soldados
2ª composição 1 vagão bagagem
1 vagão ferramental
1 vagão munição
1 vagão peça
Pessoal 2 tenentes, 1 sargento, 6 soldados
Artilharia ferroviária no Brasil | Características do canhão
Vagões-prancha rebaixados e vagões especiais
Ferreomodelo EFS (I) | Ferreomodelo EFS (II) | Ferreomodelo EFSJ | Ferreomodelo EFCB | Ferreomodelo RFFSA
Para fazer um vagão prancha rebaixado | A fonte | O vagão da EF Sorocabana | Um transformador para o vagão prancha rebaixado
Vagão especial da Usiminas | Ferreomodelo do vagão especial | Vagão prancha Usiminas com gabarito para cargas especiais | Canhão ferroviário
Estrada de Ferro Maricá
1936: Vagões | Locomotivas | 1938: Neves |
Estações em 1960 | Mapa em 1954 | Artilharia ferroviária
Estrada de Ferro Leopoldina
Retrilhando a Leopoldina” | Montanhas Capixabas | Memórias da Leopoldina | Histórico & mapa
A serra das Garrat (I) | E por falar na serra de Friburgo... (II)
A serra das Garrat (III) | A serra das Garrat (IV)
As experiências da Leopoldina | As experiências da Leopoldina (II)
DH Esslingen | Artilharia ferroviária | Ferreosfera
Estações em 1960 | Trechos abertos até 1944
Mapas
1991 | 1984 | 1970 | 1965 | 1954 | 1927 | 1907| 1898
Carregamento de pó de mármore | Caboose
Vagões em Porto Novo | Patrimônio histórico: opção de futuro
   

Acompanhe no FB

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade