Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Locomotiva Climax construída pela Baldwin para a Leopoldina
Locomotiva Climax construída pela Baldwin para a Leopoldina

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  
  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

   

Locomotivas a vapor
As experiências da
Leopoldina Railway Co. Ltd.


 
Jairo A. O. Mello
Centro-Oeste nº 75 (1º-Fev-1993)

Kitson-Meyer

Em 1908, foi fabricada pela Kitson Co., Leeds, Inglaterra, esta pesada locomotiva articulada, do sistema Meyer modificado — Kitson-Meyer — , para fortes rampas, por simples aderência.

Segundo prospectos e reportagens da época, foi desenvolvida especialmente para a serra de Nova Friburgo, RJ. Na época, eram utilizadas na serra máquinas Baldwin por simples aderência, com o sistema Fell só para frenagem.

A nova locomotiva recebeu a numeração LR 139, sendo lotada na oficina do Alto da Serra (Petrópolis). Ficou trafegando no trecho Alto da Serra a Entre Rios (hoje Três Rios).

A rodagem original era 2-6+6-4. Possuía freio a vácuo Eames, a vapor sobre 16 rodas e manual sobre 12 rodas. Os 4 cilindros eram idênticos. A caldeira era do tipo Belpaire. No tênder, tinha uma chaminé auxiliar (Planta n° 1).

Características Técnicas
N° LR 79 139 (58) 106 (168)
Bitola 1,00 metro
Fabricante Lima Kitson Baldwin
Tipo Shay 28-2 Meyer Geared Truck
Rodagem 0-4-4-0 2-6+6-4 0-4-4-0
Cilindros
- Número
- Diâmetro
- Curso

3
8'' (203,2 mm)
10'' (254,0 mm)

4
14'' (355,6 mm)
18'' (457,2 mm)

2
13'' (330,2 mm)
14'' (355,6 mm)
Peso por eixo
- Motrizes
- Jogo

6.724 kg
-

9.625 kg
5.650 kg

12.560 kg
-
Diâmetro das rodas
- Motrizes
- Jogo

32'' (812,8 mm)
-

34'' 3/4 (876,3 mm)
(660 mm)

39'' (990,6 mm)
-
Peso
- Aderente
- locomotiva
- Total

26.898 kg
26.898 kg
26.898 kg

28.875 kg
34.525 kg
70.575 kg

50.240 kg
50.240 kg
50.240 kg
Superfície de aquecimento
- Fornalhas
- Tubos
- Superaquecedor
- Área da grelha
 

9,97 m2
109,98 m2
-
2,34 m2

60 sq. ft.
566 sq. ft.
125 sq. ft.
10,1 sq. ft.
Capacidade
- Carvão
- Água
 

5 t
13,6 m3

3 t
2.000 galões
Força de tração
 
13.250 kg 9.200 kg
Fator de aderência
 
4,3
 
Relação de redução
 
- 1:2,17

Em 1912, foi transferida para o depósito de Bicas. Os testes não foram promissores, pois consumia carvão especial, e em grande quantidade, além de ter peso excessivo. Na maior parte da malha da época, havia o risco de abrir as linhas. Foi estudada sua transferência para Cachoeiro do Itapemirim, ES, porém só chegou até Campos, RJ.

Em 1914, foi lotada em Imbetiba, tendo sido transferida para o trecho Campos-Carangola em 1918.

Em 1921, voltou a ficar sediada em Imbetiba, sendo usada na linha de Campos (Niterói-Macaé-Campos). Todavia, os problemas continuavam. Ficava mais tempo parada em Imbetiba, do que em uso.

Em 1924, após vários estudos, teve a rodagem modificada para 2-6+4-4, e o peso reduzido para 52.200 kg.

Em 1936, foi renumerada para LR 58. Continuou apresentando problemas. Vivia mais parada do que funcionando. Era uma comilona. Foi finalmente desmontada em novembro de 1941, nas oficinas de Imbetiba.

Baldwin Geared

Seguia a Leopoldina, em busca de uma locomotiva para fortes rampas, com características distintas das em uso na serra de Friburgo. Em 1914, foi encomendada à Baldwin Locomotive Works, de Philadelphia, PA (EUA), a máquina que tomou o número LR 106.

Era uma locomotiva a engrenagem, com 2 cilindros, recebendo de fábrica o n° 41.349, de 1914/Out — segundo outras fontes, 1914/Abr (Planta n° 2).

   

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  
Planta número 2 - Locomotiva a engrenagem
Planta número 2 - Locomotiva a engrenagem

Possuía freio a vácuo Eames e manual nas 8 rodas, rodagem 0-4-4-0. Sabemos que não funcionava a contento, embora desconhecendo as razões. Foi lotada em Cachoeiras (hoje Cachoeira de Macacu), RJ.

Foi renumerada para LR 168, tendo sido transferida para Imbetiba em 1931. Nesta época, tinha sérios problemas de peças de reposição, principalmente as engrenagens.

Rodou até 1944, sendo demolida em Imbetiba, em 1949.

O Trem de Ferro n° 5 (91/Jan) publicou uma ótima foto dessa locomotiva — observe os faróis e o domo único —, denominada Climax.

Shay

Em 1921, foi recebida da Lima Locomotive Works, Lima, Ohio (EUA), a Shay LR 79, n° de fábrica 3166, de 1921/Ago — segundo outras fontes, 1921/Jun —, classe 28-2, rodagem 0-4-4-0, com 3 cilindros, freio a vácuo Eames nas 8 rodas e manual em 4.

Possuía 2 chaminés — balão para lenha, e lisa para carvão.

Ao contrário do que muitos pensam, ela não era da serra de Friburgo. Foi lotada no depósito de Cantagalo, servindo à linha Cantagalo-Portela — o antigo ramal de Cantagalo, que apresentava sérios problemas de tração, devido às curvas de pequeno raio — e muitas vezes chegava até Nova Friburgo.

Era muito lenta e foi apelidada pelos ferroviários de "Aranha".

Sua última viagem foi em 1949/Ago/4, na linha de Cantagalo a Portela, tendo sido encostada no depósito de Cantagalo.

Em 1951, a Companhia de Cimento Portland Paraíso, localizada em São João do Paraíso, na linha Murundu-Itaperuna, necessitando de uma manobreira para formar composições no seu pátio, adquiriu a Shay LR 79, com todos os acessórios e peças de reposição.

Foi entregue em Paraíso no dia 1951/Ago/24. A partir daí, não tenho mais informações.

Ainda não localizei desenhos dela. Foi oficialmente excluída do inventário da EF Leopoldina em 1952/Dez/27.

   

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

Desenho e medidas da locomotiva Shay número 79 da Leopoldina Railway
Desenho e medidas da locomotiva Shay número 79 da Leopoldina Railway
Planta e medidas da locomotiva Kitson Meyer da Estrada de Ferro Leopoldina
Planta e medidas da locomotiva Kitson Meyer da Estrada de Ferro Leopoldina
A serra das Garrat (I) | E por falar na serra de Friburgo... (II) | A serra das Garrat (III) | A serra das Garrat (IV)
As locomotivas Garrat no Brasil (Tabela) | E por falar nas Beyer-Garrat... | As Shay da EFOM
As experiências da Leopoldina | As experiências da Leopoldina II
Estrada de Ferro Leopoldina
Retrilhando a Leopoldina” | Montanhas Capixabas | Memórias da Leopoldina | Histórico & mapa
A serra das Garrat (I) | E por falar na serra de Friburgo... (II)
A serra das Garrat (III) | A serra das Garrat (IV)
As experiências da Leopoldina | As experiências da Leopoldina (II)
DH Esslingen | Artilharia ferroviária | Ferreosfera
Estações em 1960 | Trechos abertos até 1944
Mapas
1991 | 1984 | 1970 | 1965 | 1954 | 1927 | 1907| 1898
Carregamento de pó de mármore | Caboose
Vagões em Porto Novo | Patrimônio histórico: opção de futuro
Locomotivas a vapor
Como funciona a locomotiva a vapor | Detalhamento de uma Mikado
Classificação de locomotivas a vapor | Classificação Whyte | Classificação Whyte, França, Alemanha | Tentugal nº 50 vs. F.M.Whyte
As locomotivas Garrat no Brasil | Um apito para cada situação | A balada de Casey Jones | Fornalha Wootten
Pacific 4-6-2 nº 339 e 340 RMV | Locomotivas da EF Perus-Pirapora | Jung da Usina Monte Alegre (PB)
Miniatura Mikado realmente a vapor | Vídeo da locomotiva Mikado 165 EFVM

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade