Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  
  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

   
Locomotiva Garrat nº 612 no Museu do Trem, no Recife
Locomotiva Garrat nº 612 no Museu do Trem, no Recife

Locomotivas a vapor
As locomotivas Garrat no Brasil


 
Horst Wolff
Centro-Oeste n° 93 — 1°-Fev-1995

O último e único exemplar, sobrevivente no Brasil, de uma destas imponentes locomotivas articuladas está exposto no Museu do Trem, no Recife, PE.

Trata-se de uma locomotiva 4-8-2+2-8-4, comprada pela antiga Great Western of Brazil, que posteriormente — junto com outras tantas ferrovias — veio a constituir a Rede Ferroviária Federal S/A (RFFSA).

A Great Western, em bitola métrica, recebeu em 1928 suas 2 primeiras locomotivas Garratt, com rodagem 2-6-2+2-6-2, da firma Armstrong Whitworth & Co., Inglaterra. Foi o primeiro de 2 pedidos de locomotivas Garratt para esta firma.

Porém, quando se referia a estas máquinas, dizia-se que eram de projeto e construção da Beyer Peacock, podendo-se supor que foram fabricadas sob licença.

Eram muito similares, no projeto, às locomotivas tipo GC da South African Railways, porém suas dimensões diferiam um pouco. As nossas tinham pressão de vapor maior, porém diâmetro de cilindros menor.

Pouco antes do início da II Grande Guerra, a Great Western colocou um pedido na Beyer Peacock, de 4 grandes máquinas com rodagem 4-8-2+2-8-4. A entrega destas locomotivas teve grande atraso por causa do início das hostilidades na Europa.

No entanto, este pedido levou a um tipo de projeto tão desenvolvido e tecnicamente perfeito, que outras ferrovias, de outros países, também as compraram e tornaram-na padrão de suas linhas.

Após o término da guerra, a Beyer Peacock cedeu a fabricação destas locomotivas — que de 4 passaram a ser 6 — para a Henschel & Sohn, que as construiu sob licença e as entregou em 1952 para a Rede Ferroviária do Nordeste.

Elas tinham comprimento total entre engates de 26,67 m, e velocidade máxima de 70 km/h. Seus números de série eram 6966 a 6969, e 7136 a 7137. Todas já foram baixadas e — com exceção da nº 612 — sucateadas.

Engana-se, no entanto, quem supõe que somente a RFFSA teve locomotivas tipo Garratt.

Ferrovia Bitola
(mm)
Fabricante Ano de
entrega
Série de
fabricação
Número
da ferrovia
Qtd Rodagem
Great
Western
of Brazil
1000 Armstrong
Whitworth
1929 1024-1025 601 - 602 02 2-6-2+2-6-2
Great
Western
of Brazil
1000 Henschel & Sohn 1952 6966-6969/
7136-7137
610 - 615 06 4-8-2+2-8-4
Cia Mogiana
de E. F.
1000 Beyer Peacock 1912 5529 - 5530 n / d 02 4-6-0+0-6-4
Cia Mogiana
de E. F.
1000 Beyer Peacock 1914 5787 - 5789 189 - 191 03 4-6-0+0-6-4
E. F.
Leopoldina
1000 Beyer Peacock 1943 6976 - 6979 400 - 403 04 2-4-2+2-4-2
E. F.
Leopoldina
1000 Beyer Peacock 1929-1943 n / d 380 - 395 16 4-6-2+2-6-4
E. F.
Bragantina
1000 Beyer Peacock 1913 e 1936 5664 e 6795 8 e 12 02 2-6-0+0-6-2
São Paulo
Railway
1600 Beyer Peacock 1915 5892 - 5894 155 - 157 03 2-4-0+0-4-2
São Paulo
Railway
1600 Beyer Peacock 1927 6367-6372 160 - 165 06 4-6-2+2-6-4
V. F. Rio
Grande
do Sul
1000 Henschel & Sohn 1931 22047-22056 901 - 910 10 4-6-2+2-6-4
Tabela detalhada

A Cia. Mogiana de Estradas de Ferro (CMEF) teve 5 locomotivas com rodagem 4-6-0+0-6-4 que, diga-se de passagem, foram as primeiras locomotivas Garrat na América do Sul, fabricadas pela Beyer-Peacock entre 1912 e 1914.

A EF Leopoldina teve 4 máquinas com rodagem 2-4-2+2-4-2, e 16 com rodagem 4-6-2+2-6-4, sendo que todas as 20 foram fabricadas pela Beyer-Peacock entre 1929 e 1943.

Também a São Paulo Railway (depois EF Santos a Jundiaí) teve algumas: - 2 com rodagem 2-6-0+0-6-2, bitola métrica, destinadas à EF Bragantina; 3 com rodagem 2-4-0+0-4-2; e 6 com rodagem 2-6-2+2-6-2, que por volta de 1931 foram modificadas para 4-6-2+2-6-4, todas com bitola de 1,60 m. Elas foram fabricadas pela Beyer-Peacock entre os anos de 1913 e 1936.

A VF Rio Grande do Sul (VFRGS) teve 10 locomotivas com rodagem 4-6-2+2-6-4, fabricadas em 1931 pela Henschell & Sohn.

Sem dúvida nenhuma, as Garratts da Rede Ferroviária do Nordeste foram as mais poderosas e elegantes locomotivas desse tipo que rodaram no Brasil, ou mesmo na América Latina. Tracionavam qualquer trem que se lhes engatasse, desde trens de passageiros até pesados trens cargueiros.

Creio que até Robert Stephenson rolaria de alegria em seu túmulo, se a RFFSA, num rasgo de sentimentalismo e boa vontade, pusesse a última Garratt brasileira a funcionar novamente para fins turísticos.

Mas nossa pequena pesquisa não fica por aqui.

Escondidas na região de Piracicaba, SP, por mais de 50 anos, existiram 2 pequenas locomotivas Garratt com rodagem 0-4-0+0-4-0, aparentemente fabricadas pela firma Saint-Leonard, França, que puxavam cana para a Usina de Açúcar de Piracicaba / Porto Feliz.

Elas foram fabricadas em 1927 e delas quase mais nada se sabe — nem sequer se ainda existem, enfiadas em algum galpão, enferrujando, ou se já foram vendidas como sucata e retalhadas pelo sempre maldito maçarico de corte.

Se alguém souber algo, e assim puder jogar ou pouco de luz sobre esta incógnita, agradeceria muito.

As locomotivas Garrat no Brasil
Tabela detalhada | SPR | St. Leonard de Piracicaba
A serra das Garrat (I) | E por falar na serra de Friburgo... (II) | A serra das Garrat (III) | A serra das Garrat (IV)
As locomotivas Garrat no Brasil (Tabela) | E por falar nas Beyer-Garrat... | As Shay da EFOM
As experiências da Leopoldina | As experiências da Leopoldina II
Locomotivas a vapor
Como funciona a locomotiva a vapor | Detalhamento de uma Mikado
Classificação de locomotivas a vapor | Classificação Whyte | Classificação Whyte, França, Alemanha | Tentugal nº 50 vs. F.M.Whyte
As locomotivas Garrat no Brasil | Um apito para cada situação | A balada de Casey Jones | Fornalha Wootten
Pacific 4-6-2 nº 339 e 340 RMV | Locomotivas da EF Perus-Pirapora | Jung da Usina Monte Alegre (PB)
Miniatura Mikado realmente a vapor | Vídeo da locomotiva Mikado 165 EFVM
   

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Acompanhe no FB

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade