Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  
   

Ferrovias, locomotivas e maquinistas
Um apito para cada situação


 
Cadernos do Museu Histórico, n° 1 — Divinópolis, MG, 1991

O apito era um acessório indispensável na locomotiva a vapor. Era fabricado de bronze, aço, ferro maciço, ferro fundido, metal, latão ou cobre.

Era montado na parte alta da caldeira ou na cúpula, onde recebia vapor seco, ideal para seu bom funcionamento.

Havia 2 ou 3 tipos: - O sanfona de ferro fundido; o sanfoninha de bronze fundido; e o apito liso de ferro maciço, bronze, aço, latão ou metal.

O apito de ferro fundido tinha som sanfonado, fanhoso. O sanfoninha de bronze emitia som também sanfonado, um pouco estridente, com 2 vozes bonitas. O apito liso tinha som estridente e era chamado de copo, com 3 vozes: grossa, média e fina. Para mudar de voz, bastava saber dar um golpe na corda.

Sua função era emitir sons para os sinais regulamentares para os devidos fins, para comunicar com o pessoal das áreas da tração, tráfego e linha.

Para pedir socorro ao longo da linha, em caso de acidentes com tombamento, descarrilamento, ou qualquer circunstância que exigisse auxílio da turma de via permanente, era necessário emitir 3 sinais longos e sentidos. Se o pessoal não atendesse imediatamente, repetiam-se por mais 2 vezes, com pequenos intervalos.

Em caso de acidente com vítima fatal, emitiam-se 9 sinais longos e sentidos, seguidos por intervalos de 5 minutos entre cada 3 sinais.

Para espantar animais ou pedestres da linha, davam-se quantos sinais curtos fossem necessários.

Sinal curto 300 metros antes das travessias ou passagens de nível, para alertar os transeuntes.

Um sinal curto nas proximidades do local de trabalho de turma de conserva, quando era hasteada uma bandeira branca indicando linha livre.

O sinal ainda era útil para alertar os trabalhadores da aproximação do trem de ferro, para que deixassem os trilhos livres para sua passagem.

Dois sinais curtos serviam para pedir ao guarda-freio auxílio no freio manual, quando o freio automático não era suficiente para a segurança do trem de ferro nas descidas da serra.

As equipagens da locomotiva, inclusive o manobreiro, em serviço de manobras nos pátios dos depósitos e das estações, comunicavam entre si com 2 sinais curtos, para fazer parar o trem; e 3 sinais um pouco mais longos, para chamar a outra locomotiva distante.

Um sinal de apito longo a 500 metros da estação, na chegada do trem de ferro, para alertar o pessoal incumbido de dar entrada no trem. Se fosse um trem de passageiros, para alertá-los no caso de embarque ou desembarque.

Na partida, antes do maquinista deslocar o trem, dava um sinal de apito mais longo e outro curto, 30 segundos após o primeiro, também para alertar os passageiros e funcionários.

Um sinal de apito forte ou bem alto, 300 metros antes das entradas de pontes, túneis ou viadutos.

Enfim, apitos longos e floreados, 500 metros ou mais, na saída das estações, para o maquinista vaidoso se despedir de seus amores e deixar corações amargurados com a partida do ente querido para uma longa viagem.

O sino

O sino era uma peça fundida em bronze amarelo, com a face externa bem polida, para lustrar. Servia para alertar o transeunte na chegada e partida das estações e travessias de ruas e praças das grandes cidades.

O sino funcionava movido por uma corda manipulada pelo foguista; ou a vapor, também regulado pelo foguista, através de um registro situado em local acessível ao seu manuseio.

Locomotivas a vapor
Como funciona a locomotiva a vapor | Detalhamento de uma Mikado
Classificação de locomotivas a vapor | Classificação Whyte | Classificação Whyte, França, Alemanha | Tentugal nº 50 vs. F.M.Whyte
As locomotivas Garrat no Brasil | Um apito para cada situação | A balada de Casey Jones | Fornalha Wootten
Pacific 4-6-2 nº 339 e 340 RMV | Locomotivas da EF Perus-Pirapora | Jung da Usina Monte Alegre (PB)
Miniatura Mikado realmente a vapor | Vídeo da locomotiva Mikado 165 EFVM
Sons de locomotivas | "Não ande nos trilhos"
   

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade