Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

   

As escalas dos ferreomodelos Frateschi
O caso da pioneira G-12


 
Flavio R. Cavalcanti

Os aspecto quadradão da locomotiva G-12 pode ter sido um dos principais atrativos para sua escolha, nos idos de 1975, quando a Frateschi lançou sua primeira locomotiva. Sua "popularidade" — era uma das locos mais comuns e disseminadas entre as ferrovias brasileiras — talvez não valesse tanto quanto a imagem imponente da FA-1, até então mal e porcamente evocada pela F-7 da Atma, perante os modelistas do eixo Rio-SP, onde se concentra o mercado. Mas um molde como o da FA-1 talvez ainda estivesse distante das possibilidades da Frateschi.

Porém, se apresentava um molde factível, em troca a G-12 — baixinha, estreita — apresentava bem menos espaço interno para a motorização. Produzir seu próprio motor, naquele momento, provavelmente seria outra missão impossível para a Frateschi. A alternativa óbvia seria utilizar algo já disponível no mercado.

A solução adotada foi o motor Oxford, inicialmente alojado embaixo do chassi. [ Fase 1 ]

Haveria espaço suficiente entre os trilhos e o chassi, caso a G-12 fosse lançada em 1:87? [ Motores & motores ]

Tanto quanto eu saiba, porém, nenhuma dessas considerações jamais foi levantada pela Frateschi nas raras vezes em que abordou a questão da escala de sua G-12.

Explicação oficial: "média aritmética"

As considerações do fabricante, pelo contrário, giram em torno de uma "média aritmética" das bitolas comuns no Brasil (e sua relação com a bitola HO internacional de 16,5 mm):

a) A metade de 1000 + 1600 é igual a 1300 mm

b) Da bitola-protótipo "média" para a bitola HO de 16,5 mm, a redução seria de 1:78,8.

Por este raciocínio, uma G-12 em 1:78,8 estaria na metade do caminho entre a escala necessária para representar a bitola métrica na bitola HO:

16,5 / 1000 = 1:60,6 (próximo à escala S)

e a escala necessária para representar a bitola de 1,600 m:

16,5 / 1600 = 1:97 (próximo às escalas E e QO, hoje desconhecidas)

Exigir que os brasileiros utilizassem grades na bitola métrica européia HOm de 12 mm (o exato seria 11,5 mm!) ou na bitola americana HOn3½ seria puro delírio de uma Frateschi principiante, em 1975 — e aliás, mesmo hoje. Diz o fabricante em seu site, nos primeiros dias de 2003:

Por força do mercado então existente na época de sua fundação, e considerando a predominância da bitola HO, como ideal para se praticar, entre a ocupação de espaço e fidelidade dos detalhes, a FRATESCHI fez sua opção acertada pela bitola HO de 16,5mm. Caso tivesse optado por outra bitola, teria fracassado, por estar na contramão do mercado existente e predominante no mundo.

Produzir 2 conjuntos completos de grades (trilhos + dormentes), em 16,5 mm e em 12 mm — se ainda nem havia lançado sua primeira reta, de 220 mm! — impensável.

No entanto — salvo motivos técnicos — a G-12 poderia ter sido feita em 1:87,1 com poucas "concessões", no caso da bitola 1,600 m.

Para os que a desejassem representando a bitola métrica, aí sim, a aparência dos truques — e somente dos truques — seria irreal.

Neste último caso, porém, a discussão giraria em torno da viabilidade econômica de um fabricante periférico, com mercado reduzido, produzir uma segunda linha de grades (trilhos + dormentes) e truques para bitola de 12 mm — coisa que poucos dos grandes fabricantes dos países ricos se arriscam a fazer.

Determinando a escala

Considerando as dificuldades de se obter medidas exatas em modelos — e deixando claro que não disponho das condições ideais — a G-12 da Frateschi (medidas da Fase 2) parece manter-se sempre muito próxima à "média aritmética" de 1:78,8 explicada pelo fabricante, e também sempre muito próxima à escala OO britânica de 1:76,2.

A única discordância gritante é a altura da locomotiva. Neste ponto, também as plantas dos protótipos apresentam discrepâncias intrigantes — nem sempre fica claro se foram consideradas saliências acima do teto, e quais. Na EFVM, a buzina de 3 tons situa-se no teto, juntamente com uma antena quase imperceptível em HO.

No caso da largura da cabine / passadiços laterais, é mais fácil perceber quando as plantas incluem os pega-mãos — e neste caso a discrepância não é do modelo Frateschi.

Locomotiva G-12
Medidas
cf. Bob Hayden: Model Railroader Cyclopedia, Volume 2: Diesel Locomotives
Protótipo
Protótipo
HO 1:87,1
Frateschi
Frateschi
(pés-pol.)
(mm)
(mm)
(mm)*
(Escala)
Comprimento entre testeiras 43'-0'' 13.106,40 150,5 168,5 1:77,8
Distância entre centros dos truques 25'-0'' 7.620,00 87,5 96,0 1:79,4
Distância entre eixos dos truques 8'-0'' 2.438,40 28,0 31,0 1:78,7
Distância do centro do truque à testeira 9'-0'' 2.743,20 31,5 35,5 1:77,3
Altura 12'-0'' 3.657,60 42,0 52,0 1:70,3
Largura da cabine 8'-11'' 2.717,80 31,2 35,0 1:77,7
Largura do corpo longo 6'-0'' 1.828,80 21,0 23,5 1:77,8
Largura do nariz curto 5'-2'' 1.574,80 18,1 24,0 1:65,6
Largura interna do corpo 20,0  
Obs.: A média das medidas aponta para algo sempre bem próximo de 1:78,8 (a "média aritmética") e de 1:76,2 (a escala OO britânica). A altura é o que mais distoa. O nariz curto simplesmente está errado.
Medidas
segundo a Fepasa (1,00 m)
Protótipo
Protótipo
HO 1:87,1
Frateschi
Frateschi
(pés-pol.)
(mm)
(mm)
(mm)*
(Escala)
Comprimento entre testeiras   13.029,00 149,6 168,5 1:77,3
Distância entre centros dos truques   7.575,00 87,0 96,0 1:78,9
Distância entre eixos dos truques   2.424,00 27,8 31,0 1:78,2
Distância do centro do truque à testeira   2.727,00 31,3 35,5 1:76,8
Altura * com chaminé   3.737,00 42,9 52,0 1:71,9
Largura * com pega-mãos   2.803,00 32,2 35,0 1:80,1
Obs.: Ao incluir a chaminé na altura e os pega-mãos na largura, as medidas da Fepasa dificultam a comparação.
Note as diferenças no comprimento, distância entre centros de truques. Serão reais?
Medidas
segundo a Fepasa (1,60 m)
Protótipo
Protótipo
HO 1:87,1
Frateschi
Frateschi
(pés-pol.)
(mm)
(mm)
(mm)*
(Escala)
Comprimento entre testeiras   13.107,00 150,5 168,5 1:77,8
Distância entre centros dos truques   7.621,00 87,5 96,0 1:78,8 ,4
Distância entre eixos dos truques   2.440,00 28,0 31,0 1:78,7
Distância do centro do truque à testeira   2.743,00 31,5 35,5 1:77,3
Altura   3.759,00 43,2 52,0 1:72,3
Largura da cabine   2.717,00 31,2 35,0 1:77,6
Obs.: Parte das pequenas diferenças entre as diferentes plantas do protótipo podem ser atribuídas a mero arredondamento de frações
Medidas
segundo SR-6
Protótipo
Protótipo
HO 1:87,1
Frateschi
Frateschi
(pés-pol.)
(mm)
(mm)
(mm)*
(Escala)
Comprimento entre testeiras   13.106,00 150,5 168,5 1:77,8
Distância entre centros dos truques   7.620,00 87,5 96,0 1:78,8 ,4
Distância entre eixos dos truques   2.438,00 28,0 31,0 1:78,6
Distância do centro do truque à testeira   2.743,00 31,5 35,5 1:77,3
Altura   3.759,00 43,2 52,0 1:72,3
Largura * com pega-mãos   2.819,00 32,4 35,0 1:80,5
Obs.: Parte das pequenas diferenças entre as diferentes plantas do protótipo podem ser atribuídas a mero arredondamento de frações
Importante: – As plantas esquemáticas simplificadas, utilizadas rotineiramente nas ferrovias, nem sempre são fonte segura ou exata. A própria Frateschi já foi induzida a erro por elas, no caso dos carros-dormitório Budd.
(*) Importante: – As medidas dos modelos não devem ser consideradas exatas
Ferreomodelo Frateschi de locomotiva G12 lado a lado com ferreomodelo da mesma locomotiva em escala HO (1:87), para comparação
G-12 modelada por Stênio Gimenez (à esquerda): - Além de redimensionada para 1:87, observe no corpo longo o plano inclinado na junção entre a lateral e o teto; e o estreitamento do corpo longo ao se aproximar da cabine, já que o nariz curto na realidade é mais estreito. Foto: Ricardo Koracsony
Motores & motores
Locomotiva G-12 Frateschi
Fase 1 | Fase 2 | Fase 3 | Fase 4 | Plantas
As escalas da Frateschi
G-12 | G-22U | G-22CU | FA-1 | Consolidation | U-20C | U-5B
Vagão Tremonha | Carros Budd | Motores & motores
Bitolas e escalas no ferreomodelismo
As escalas da Frateschi | História das bitolas no ferreomodelismo | As bitolas e o nosso ferreomodelismo
As escalas e suas bitolas no ferreomodelismo (I) | As escalas e suas bitolas no ferreomodelismo (II)
A escala OO britânica | Sobre a escala G | As escalas da Lionel | Levando o hobby muito a sério
Escalas & medidas no ferreomodelismo
Paquímetro (digital) | Escalímetro | Conversão de medidas | Pés, polegadas & cia.
Escalímetro HO / N para imprimir | Escalímetro de peso para vagões | Tabela de pesos em escala
Rodas RP-25 | Códigos dos trilhos | Gabarito Mark III | O efeito escala sobre as cores
Bitolas no ferreomodelismo | Bitolas e escalas | As escalas e suas bitolas (I)
   
  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade