Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Prédio da antiga estação ferroviária de Capivari, utilizado como posto da Polícia Militar em 1993
A bela estação de Capivari era um posto da Polícia Militar, ao ser fotografada por Kelso Médici em 22 Out. 1993

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  
  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

   

Cia. Ituana de Estradas de Ferro
Roteiro das
estações da Ituana


 
Paulo R. Filomeno
Centro-Oeste nº 89 - 1º Abr. 1994

8 de Dezembro foi feriado, e aproveitei para ir atrás de todo o trecho da extinta Ituana entre Piracicaba e São Pedro, que estava faltando.

Já havia ido de Jundiaí a Itaici; e mais tarde, de Indaiatuba a Piracicaba.

Vou relatar os caminhos que percorri, e descrever o estado geral das estações, que são muito interessantes para o ferreomodelista, porque representam as pequenas estações daquelas linhas interessantíssimas de bitola métrica, excelentes para modelar a fase de transição do vapor para o diesel.

O primeiro trecho da Cia. Ituana estendeu-se de Jundiaí, entroncamento com a São Paulo Railway, até Itu.

O ramal para Piracicaba nasceu em Itaici, sendo depois prolongado até São Pedro. Chegou a Piracicaba em 1879/Fev/11, e a São Pedro em 1893.

A Ituana terminou ali seus trilhos — numa cidade que não era "boca-de-sertão" — e não se interessou em prolongar suas linhas às cidades de Brotas, São Manuel etc., que estavam em franco desenvolvimento na década de 80 do século passado.

Infelizmente, todo esse trecho já foi erradicado, sobrando apenas os prédios das estações.

Gostaria de saber as composições, locomotivas — enfim, outras considerações acerca dessa estrada.

A erradicação deu-se há pouco tempo, conforme se perceberá no decorrer deste relato.

Aconteceu há mais tempo no trecho de Jundiaí a Itaici, e de Piracicaba a São Pedro.

Suas estações eram, por ordem quilométrica:

  • Jundiaí — A estação ficava ao lado da estação da EFSJ, e já foi demolida. O trecho seguia por uns 5 km paralelo à linha e às oficinas da Cia. Paulista, e hoje dá lugar à Av. dos Ferroviários. Fora da cidade, o trecho pode ser observado na Via Anhangüera, numa ponte (sob a qual passava a ferrovia) ao lado da indústria IBG.
  • Ermida — A estação fica no meio do atual Distrito Industrial de Jundiaí, e pode ser observada da Via dos Bandeirantes, logo após o trevo da rodovia Jundiaí-Itu, na pista para o interior.
  • Itupeva — Segue-se pela estrada de Jundiaí a Itu por uns 8 km, e pega-se a entrada para Itupeva. A estação abriga a prefeitura municipal. Está um pouco descaracterizada. Existe ao lado uma grande caixa d'água cilíndrica, em alvenaria. Para facilitar a localização, a estação fica ao lado do rio Jundiaí.
  • Quilombo — A estrada de terra que sai em frente à estação de Itupeva é o próprio leito da antiga estrada de ferro. Seguindo adiante sairemos em Quilombo, cuja estação abriga uma escola infantil, embora ainda com a placa indicando nome, quilômetro e posição — que é a indicação das duas estações adjacentes.
  • Monte Serrat — Continuando pela mesma estrada, passaremos pela estação de Monte Serrat, que possui alguns armazéns. Estação em bom estado.
  • Itaici — Nessa estação existiam 2 plataformas. Era uma estação de cruzamento de 2 linhas. Existe a caixa d'água e está em bom estado. Abriga uma escola, atualmente. O meio mais fácil de chegar é pela rodovia Campinas-Sorocaba, onde existem placas indicando Itaici, no trevo de Indaiatuba.
  • Indaiatuba — Uma estação muito bem conservada, com armazém anexo, que abriga a PM da cidade. Alguns pontilhões que atravessavam ruas da cidade foram demolidos com a recente erradicação (há menos de 2 anos). A estação fica próxima ao largo da matriz.
  • Cardeal — Seguindo pela R. 24 de Maio, em Indaiatuba, pega-se a estrada para Cardeal, que é um pequeno distrito de Elias Fausto. Essa estrada corre paralela a vários trechos da linha. Na ocasião em que passei ainda existia a linha, terminando nas proximidades de Cardeal, com muitos trilhos amontoados. A estação ainda encontra-se com a cobertura da plataforma, bancos, e abriga "A Voz de Cardeal", que é um serviço de informação e música por alto-falantes — Cardeal tem 4 ou 5 quadras — com 150 Watts de potência.
  • Elias Fausto — Continuando pela mesma estrada, após Cardeal, chega-se em Elias Fausto, cuja estação ainda está com a placa (desbotada) indicando nome, quilômetro e posição, porém sem utilização, fechada. Uns 200 metros à esquerda da estação, encontra-se a cabine do guarda-linhas com o logotipo da EF Sorocabana. A caixa d'água cilíndrica de alvenaria é destaque.
  • Tibúrcio — Não vi a estação, por não ter encontrado um acesso pelas estradas de rodagem. É difícil seguir de carro o leito da linha (principalmente com a esposa junto).
  • Capivari — A estação fica uns 2 km afastada do centro, embora seja uma das estações mais bonitas que já vi, com 2 andares, uma torre onde se lê "EF Sorocabana", plataforma, cobertura e a placa de identificação em bom estado. Atualmente abriga a PM de Capivari. Defronte à estação existem vários tambores com parafusos de fixação de trilhos, sapatas de trilhos etc., frutos da erradicação do trecho, que foi recente.
  • Rafard — Seis quilômetros adiante de Capivari, encontra-se Rafard. Nem se percebe que já é outra cidade. A estação encontra-se ao lado de uma grande usina de açúcar e álcool. Está em muito bom estado de conservação. Funcionava ali uma choperia, com mesas na plataforma. Duas caixas d'água metálicas, construídas pela Usina Ypanema (próxima a Sorocaba) estão em ótimo estado, ao lado da estação.
  • Mombuca — Seguindo pelo leito da linha após Rafard, uns 2 km adiante, por uma estrada de terra, uma placa indica "Mombuca". Sobe-se um morro e 1 km depois se alcança o asfalto. Não querendo enfrentar estradas de terra, deve-se retornar a Capivari e iniciar a estrada Capivari-Mombuca. Só que em Mombuca, infelizmente, a estação foi demolida. No lugar do leito foi construída a "Avenida Fepasa".
  • Rio das Pedras — Continuando pela mesma estrada, chega-se a Rio das Pedras. O leito da linha atravessa toda a cidade. A estação, um pouco deteriorada, abriga o mercado municipal. É interessante ver o leito da linha e imaginar como eram os bons tempos.
  • Piracicaba — Aquela que seria, provavelmente, a maior e mais bonita estação do trecho, infelizmente foi demolida para dar lugar a um terminal de ônibus. Também foi demolida a ponte metálica sobre o rio Piracicaba. A Av. Armando Sales Oliveira ocupa o leito da linha, de ponta a ponta da cidade. Deve-se atravessar o rio Piracicaba e seguir a estrada para Águas de São Pedro; logo após o início da estrada, pegar a estrada para Charqueada.
  • Barão de Rezende e Montana — O perímetro urbano de Piracicaba já atingiu os locais dessas estações, atualmente demolidas.
  • Usina Costa Pinto — Não encontrei vestígios da estação. Talvez fique dentro da área da usina, que é cercada.
  • Recreio — À beira da estrada Piracicaba-Charqueada, uma placa indica o vilarejo de Recreio. Por uma estrada de terra de aproximadamente 2 km alcançamos a estação, que foi ocupada por alguém e transformada em residência. Há as inscrições de patrimônio da EFS na fachada. Está em bom estado, e uma estrada de terra existe no lugar do leito.
  • Paraisolândia — À beira da mesma estrada, deve-se ficar atento à entrada para Paraisolândia, mas a estrada é asfaltada. A estação fica no meio de um campo, junto à caixa d'água cilíndrica em alvenaria. Está um pouco deteriorada, mas lá fica a Igreja do Evangelho Quadrangular da localidade. Vale a pena reparar nas construções antigas próximas à estação, para fins de maquete.
  • Charqueada — Próximo ao clube municipal e represa, fica a estação. É semelhante à de Paraisolândia, embora melhor conservada, servindo como barracão da prefeitura e almoxarifado.
  • São Pedro — A estação já não existe, foi demolida.
   
Mapa esquemático dos trilhos da antiga Cia. Ituana de Estradas de Ferro e suas estações
Quadro das estações de Jundiaí a São Pedro
Estação Km Alt. Inaug. Nome ant. EFS
1960
Jundiaí - 704 1873/Abr/17   Sub Ramal de Jundiaí
Ermida 12 682 1927/Abr/27 Totó Fonseca (PT)
Itupeva 25 661 1873  
Monte Serrat 28 640 1873  
Quilombo 34 597 1873  
Itaici 44 554 1879/Fev/11    
Indaiatuba 49 598 1873   Ramal de São Pedro
Cardeal 61 628 1919/Jul/1°  
Elias Fausto 71 560 1873 Monte Mor
Tibúrcio 77 531 1873  
Capivari 89 509 1875/Out/21  
Rafard 92 505 1903 Vila Raffard
Mombuca 103 528 1876/Out/11  
Rio das Pedras 118 610 1876/Out/11  
Piracicaba 134 524 1879/Fev/11  
Barão de Rezende 138 518 1913  
Montana ? 483 1887 Chave
Costa Pinto 148 489 1888  
Recreio 157 506 1900  
Paraisolândia 164 516 1900  
Charqueada 172 600 1888/Jul/24  
São Pedro 193 577 1893/Jun/05  
  

  

Prédios sobrevivem à linha

Kelso Médici, S. J. Campos, SP

Com roteiro indicado pelo Paulo Filomeno, em 22 Out. 1993 percorri — por estradas de asfalto e de terra — o caminho da antiga Cia. Ytuana de Estradas de Ferro.

Para minha surpresa, constatei que a maioria das estações — considerando os prédios, em si — estavam em bom estado de conservação, embora sem vestígios dos trilhos.

A única que apresentava pequeno trecho de trilhos é a de Rio das Pedras.

Eis a relação das estações visitadas e fotografadas, e sua utilização na época:

  • Ermida (Parada 3) - Moradia
  • Itupeva - Prefeitura
  • Monte Serrat (Itupeva)
  • Quilombo (Itupeva) - Escola
  • Itaici (Indaiatuba) - Posto de saúde
  • Indaiatuba - Posto da PM
  • Cardeal - Estação de "rádio" (alto-falante) e Correios
  • Elias Fausto - Centro cultural
  • Capivari - Posto da PM
  • Raffard
  • Mombuca - Demolida
  • Rio das Pedras - Mercado (varejão)
  • Artemis (Piracicaba)

O prédio da estação de Capivari ostenta as inscrições "EF Sorocabana - 1917", podendo-se supor que tenha sido reconstruída ou reformada - e isso também pode ter acontecido com outras estações.

A viagem foi feita num único dia, sem tempo para qualquer pesquisa junto aos órgãos municipais.

Fontes de pesquisa:

  • O Vapor nas Ferrovias do Brasil, Benício Guimarães, Rio de Janeiro, 1993
  • Estradas de Ferro (III), Centro Industrial do Brasil, CO-80/31
Trecho da ferrovia ainda com trilhos entre Indaiatuba e Cardeal em 1992
Trecho da ferrovia entre Indaiatuba e Cardeal
em 6 Abr. 1992. "Acredito que hoje já tenha sido
erradicada. A plataforma de onde tirei a foto é um
abrigo de ônibus. Nesse trecho a linha vai quase
paralela à rodovia", diz Paulo Filomeno
Roteiro das estações da Ituana
Monte Serrat | Itaici | Elias Fausto | Por que parou?
Estrada de Ferro Sorocabana
Minissaia | AS616 | DH Krupp | Ouro Branco | GMDH1 | Henschel 0-8-0 nº 71 a 78
Vagão prancha rebaixado | Guindaste GF-104L | Guindaste GF-110L | Grua | Desmontado
Restaurante série 800
Mapas: 1995 | 1984 | 1970 | 1954 || 1907: Ituana | Sorocabana || 1898
Estações:
1986: Pai Matias | Samaritá | São Vicente | Ana Costa | Estuário
Pedro Taques | Mongaguá | Vila Atlântica | Camburiú | Peruíbe
1982 | 1960 || Ituanas | Piquerobi | Presidente Epitácio
Ferreomodelismo:
Locomotiva "Minissaia" | Trem Toshiba | Vagão prancha rebaixado (I)
Vagão prancha rebaixado (II) | Vagão-cegonha
Pátios e estações ferroviárias
Bauru | Porto Novo | Brasília | Ribeirão Preto | Uvaranas | Angra dos Reis | Calçada
Bananal | Ituanas | Contestado | Porto Velho | Alagoinhas | Queimadas | Aramari
Pau Lavrado | Fortaleza | Sobral | Sarzedo | Pires do Rio | São Carlos | Santa Maria
Lucélia | Inúbia Paulista | Adamantina | Osvaldo Cruz | São José dos Campos
Cachoeiro de Itapemirim | Triângulo | Itabaiana | Teresina | Rio Grande

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade