Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Vagão 853 do antigo Trem de Aço
O n° 7303 em Rio Claro, em 1982

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

   

Cia. Paulista de Estradas de Ferro
O restaurante n° 853 da Cia. Paulista


 
João Paulo M. Camargo
Centro-Oeste n° 88 — 1°-Mar-1994

Se estivéssemos na São Paulo de 1933 e partíssemos no "Trem de Aço" em direção ao interior, provavelmente não perceberíamos diferença alguma nos serviços de restaurante — e muito menos o refinamento tecnológico que nossa indústria alcançava naquele momento — caso a composição fosse formada com o carro n° 853.

Conforme comentado no primeiro artigo desta série (CO-25/7), a Cia. Paulista havia comprado apenas 2 carros restaurante da norte-americana ACF, que serviam às composições de aço, um deles para cada sentido da viagem.

Faltava um carro extra para fazer a folga técnica aos outros dois, sem que a retirada de circulação de um deles afetasse o atendimento ao usuário, e sem que um restaurante de madeira tivesse de ser colocado na composição.

Além de desarmonizar esteticamente o imponente "Trem de Aço", o carro de madeira teria o grande inconveniente de ser mais leve que os de aço. Como nessa época os restaurantes eram posicionados entre os carros de 1ª e de 2ª classe, a diferença de tara poderia refletir-se num desconforto aos usuários, por trepidação devido às frenagens e acelerações da composição formada por carros mais pesados.

A construção desse único carro restaurante de aço possibilitou à CP tomar um maior conhecimento da tecnologia de construção e reparo de caixas metálicas — vantagem esta bem utilizada pelas oficinas durante o perído da II Grande Guerra, que se seguiu de 1939 a 1945.

O carro, em si, era semelhante aos norte-americanos n° 851 e 852, a não ser por seu comprimento ligeiramente menor (21 metros), pois — tal como os importados — possuía acabamento interno decorado com espécies de madeiras nacionais, e foi construído pelo mesmo sistema de chapas duplas (chapas, aliás, importadas).

Era todo rebitado em suas emendas, possuindo na parte superior o rebaixamento do teto em painel tejadilho para ventilação do salão e cozinha; truques de 6 rodas para melhor conforto; e dois sistemas de engate.

Além dos engates de rosca e pratos (ou "topes"), a composição de aço possuía os engates americanos automáticos: — Os carros eram acoplados entre si por engates automáticos; e o carro-correio era acoplado às locomotivas — tanto da CP quanto da SPR — com engates de rosca e pratos.

Vale frisar que estes veículos foram os primeiros a possuir engates automáticos — hoje tão difundidos entre nós —, nas duas ferrovias de bitola larga (1,60 m).

O carro n° 853 foi construído nas oficinas de Rio Claro, em 1933, com lotação para 30 passageiros; decoração interna feita de madeira envernizada; e externa em verde pullman com filetes e caracteres (números e símbolos) em amarelo — passando por volta dos anos 40 a emblemas em peças de alto relevo de latão cromado.

Com a entrada em serviço de novos carros de aço nos anos 40 e 50, o n° 853 foi sendo modificado para um serviço menos luxuoso e requintado. Em 1950 já apresentava truques de apenas 2 eixos, e a capacidade do salão passava de 30 para 40 lugares. Nesta ocasião já apresentava equipamento de freio a ar comprimido.

Na Fepasa, seu número passou de 853 para 7303, circulando até 1979 / 1980, com pintura azul, e faixa e teto cinza claro, sendo então encostado no pátio de Rio Claro. Seu sucateamento ocorreu supostamente por volta de 1984, apesar da ABPF ter pedido a guarda do carro em 1981, juntamente com outros de 1928 e 1942 (CO-25/7).

Os carros de aço da Cia. Paulista
2ª Classe 255 | Bagagem 451 | Dormitório 754 | Restaurante 851 | Restaurante 853 | QC-3622 “Telecomunicações”
CPEF - Fepasa
Horário dos trens em 1949 | Regulamento de circulação de trens
Uma ferrovia modelo | A eletrificação | Elétricas | Numerações | Vapor
Alco PA2 | Os carros de aço | QC-3622 “Telecomunicações” | Vagão de água
Locomotivas | Museu da Companhia Paulista | A última pintura | A rota do trigo
Iniciativa privada investe para usar ferrovias | Transcontinental do Mercosul
Manobra militar | A "sena" de locomotivas
Mapas: 1995 | 1984 | 1970 | 1954 | 1907 | 1898 | Estações: 1986 | 1982 | 1960
   

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade