Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

   

Ferreomodelismo
Preparação para pintura com aerógrafo


 
Marcelo Lordeiro – Centro-Oeste n° 15 – maio-1986

Um ponto importantíssimo na pintura, é a escolha da tinta e a qualidade do equipamento. Já tendo experimentado uma gama muito grande de tintas, considero que as melhores são a Floquil, a Scalecoat e a Humbrol, todas estrangeiras.

A linha nacional de tintas automotivas é a melhor que temos, mas somos obrigados a comprar latas de 1/4 de galão, que após preparada para uso em aerógrafo — naturalmente, diluindo a quantidade necessária em cada utilização — nos dará 1/2 galão, quantidade um tanto elevada.

Plástico

Se o modelo estiver pintado, é conveniente que se retire a pintura existente. Para isso, prepare uma solução de soda cáustica. Quando a solução esfriar (*), coloque o modelo — o corpo plástico — no banho por 1 hora.

Após esse período, a tinta que não se desprendeu da superfície pode ser removida com uma escova de dentes.

A soda cáustica deixa uma película gordurosa, que deve ser removida com água morna e sabão neutro. Deixe secar bem e dê um jato de ar para remover qualquer poeira que tenha se depositado durante a secagem.

Evite segurar a peça com as mãos, pois a gordura dos dedos, por menor que seja, prejudica a adesão da tinta.

O modelo está pronto para pintar.

Latão

Mergulhe o modelo em um recipiente com solvente, thinner ou pintoff — se possível num limpador ultrassônico para remover qualquer vestígio de tinta e óleo —, e lave com água morna e sabão neutro.

Deixe secar ou retire a água com ajuda de um jato de ar.

Se o modelo for de latão, mergulhe-o num recipiente de vidro com uma solução de ácido crômico e ácido sulfúrico. Essa imersão não deve durar mais de 15 segundos, e dará à superfície um acabamento como se tivesse sido jateada com areia — ou melhor, micro-esferas de vidro. Lave novamente com água morna e sabão neutro.

Use uma haste fixada ao modelo, aproveitando as roscas existentes no mesmo, para não tocá-lo com as mãos, devido à gordura que existe nos dedos.

Pintura

Tanto para pintura em plástico como em metal, eu aconselho o uso de tinta à base de laca nitrocelulose.

Essa tinta ataca a maioria dos plásticos, portanto, é sempre bom fazer um teste antes. Use sobras de plástico, ou a parte interna do modelo, que não seja visível após a montagem final.

Se houver reação, dê uma pintura prévia com Alumilac, para proteger o plástico. Quero lembrar que este procedimento é para pintura com aerógrafo, e não a pincel.

Às vezes, não é necessária esta base com Alumilac, pois a reação é muito pequena, e até resulta em melhor aderência da tinta à superfície. É o caso dos modelos em Delrin, Estireno ou ABS, por exemplo: — Truques Athearn, MDC, caixas de engate Kadee, corpo de locomotivas Athearn, Frateschi, Rivarossi, AHM etc., bem como vagões e construções da maioria dos fabricantes.

   

Ferreosfera

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

Ferramentas & técnicas de pintura
Cabine para pintura | Fazendo tintas | Agitador de tintas | Preparação para pintura
Cores & distância | O ABC dos decais | Envelhecimento com giz pastel | Envelhecimento com aerógrafo
Bomba de Flit | A velha bomba de Flit | Fole de joalheiro | Compressor caseiro
Colas & químicas
Colas no ferreomodelismo | Produto químico exige cuidados | Perigos & perigos
Ferramentas e técnicas de construção de ferreomodelos
Materiais & ferramentas para o trabalho com modelos | Material & ferramentas para modelos em plástico
Fixação de truques em modelos de fabricação própria | Fresando cilindros de balsa e estireno | Fresa de isqueiro
Escalas & medidas no ferreomodelismo
Paquímetro (digital) | Escalímetro | Conversão de medidas | Pés, polegadas & cia.
Escalímetro HO / N para imprimir | Escalímetro de peso para vagões | Tabela de pesos em escala
Rodas RP-25 | Códigos dos trilhos | Gabarito Mark III | O efeito escala sobre as cores
Bitolas no ferreomodelismo | Bitolas e escalas | As escalas e suas bitolas (I)
MR Custom
Locomotiva English Electric EFSJ | Locomotivas G12 e G8 | Locomotiva Zezé Leone | Locomotiva Escandalosa / V8
Carro da Leopoldina | Vagão para containers | Vagão siderúrgico | Vagão prancha EFCB | Vagão Correio-Bagagem-Gado
Maquete O / On30 para trens Lionel | Maquete em 20 dias | Maquete em fase de acabamento | Projeto SBF nível inferior | Projeto SBF nível superior
Adaptador Kadee para locomotivas G12 || Artigos técnicos: Preparação para pintura | Envelhecimento com giz pastel | Coloque sua RDC na escala correta
Como fazer um vagão prancha rebaixado | Os códigos dos mini-trilhos | Modelando a U23C n° 3902 da RFFSA | Copiando rochas da natureza

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade