Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

  

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

Sérgio Cellario, da Sociedade Brasileira de Ferreomodelismo, encarrilando os trens na maquete ferroviária
Sérgio Cellario, um dos fundadores da Sociedade Brasileira de Ferreomodelismo, encarrilando os trens na maquete ferroviária

Ferreomodelismo

• Backlight em maquetes de ferreomodelismo - 5 Nov. 2017

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

  

Ferrovias

• Estrada de Ferro Goiás - 30 Jul. 2018

• GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Fases de pintura das English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

   

Ferreomodelismo
“Hobby” de fazer trem pequeno
já tem 36 adeptos em São Paulo


 
José Carlos Marão - Folha de S. Paulo, 4 Maio 1962
Cortesia: Celso Frateschi

Fazer trenzinho pequeno (mas não de brinquedo), que anda, acende luz e faz tudo o que os trens grandes fazem é o “hobby” de 36 paulistanos que fundaram a Sociedade Brasileira de Ferreomodelismo. Ferreomodelismo é como aeromodelismo: estuda-se um modelo original para reproduzi-lo numa miniatura que funcione.

No Brasil, é coisa nova, mas em outros países, tanto na Europa como na América, é difundida. Nos Estados Unidos (onde há mais de 600.000 aficcionados), existem três revistas especializadas no assunto. Na Alemanha, na França e na Itália, outras publicações também cuidam de instruir e ensinar ferreomodelistas.

O ferreomodelistas

Quem não conhece geografia, história (quando relacionada com ferrovias), mecânica, pelo menos superficialmente, e não saiba muita eletriidade e eletrônica não pode ser ferreomodelista.

Precisa, também, ser um pouco artista: modelar bem, saber trabalhar com madeira, metais e plástico.

Conhecer leis ferroviárias, entender de bitolas e outras particularidades é fundamental, também, pois, senão, qualquer miniatura não seria perfeita. Depois disso, é só ficar sócio. E levar a sério o Ferreomodelismo não é brinquedo.

O ferreomodelismo

As peças para as locomotivas e vagões podem ser compradas ou feitas pelos próprios ferreomodelistas. Locomotivas geralmente são compradas de fábricas especializadas que existem na Europa e nos Estados Unidos.

As fábricas brasileiras – embora com programas de ampliação e aperfeiçoamento da produção – não satisfazem ainda às exigências. Só algumas peças servem. O resto é considerado “brinquedo”.

Carros de passageiros, de carga, locomotivas, estações, túneis, pontes, sinaleiros, casinhas de controle e tudo o mais que se faça deve reproduzir fielmente os modelos originais que existem em estradas de ferro grandes) de qualquer parte do mundo. A escala é sempre 1:87.

O trenzinho, depois de feito, precisa ser testado numa maqueta, que deve ter tudo o que uma estrada de ferro tem. Essa maqueta é sempre “decorada”: árvores, serragem verde (para imigar plantações), rios gente e outras coisas entram na composição.

A sociedade

Os cultivadores paulistas de ferreomodelismo resolveram fundar a associação para ter um local, com biblioteca especializada e uma boa maqueta, onde pudessem reunir-se, trocar informações técnicas sobre o assunto e divulgar as “novidades”.

A Sociedade Paulista de Ferreomodelismo foi fundada em 9 de Setembro de 1960. Não tem ainda sede definitiva. Funciona uma provisória, no restaurante de propriedade do sr. Sérgio Cellario, um dos associados. Está sendo instalada num edifício da av. São João a sede definitiva. Por enquanto, está sendo decorada a maqueta.

   

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• Estação Pirajá completa a Linha 1 do Metrô de Salvador - 28 Nov. 2015

• Metrô DF direciona 2/3 dos trens para a Ceilândia - 27 Ago. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Programação de Corpus Christi nos trens turísticos da ABPF Sul de Minas - 25 Mai. 2015

Passagens do trem para Vitória esgotam-se 15 dias antes do feriado - 22 Mar. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

  
Sociedade Brasileira de Ferreomodelismo - SBF
Projeto: Nível inferior | Projeto: Nível superior
Península vista de fora | Vista de dentro | Suporte-gabarito | Circuito de trilhos HOn3 | Vídeos
Uma espiral de trilhos para grandes desníveis
SBF - 1960-2010 - Meio século de história
A maquete gigante do Ibirapuera, 1982 | Mais fotos de 1982 | Estatutos, 1981 | EFOM, 1975 | Reportagem, 1962
Publicações da história do ferreomodelismo brasileiro
Manual Atma CA | Manual Atma CC | Sport Modelismo | EFOM | Informativo Frateschi | Apontamentos
Ferrovias para você construir | Estatutos da SBF | Catálogos Frateschi | Esporte Modelismo | Centro-Oeste
Catálogo Miniaturas Artesanais | Catálogo Model / Hobbylândia | Catálogo History | Ferrovia | Revista Ferroviária
Revista Brasileira de Ferreomodelismo | Informativo AFRJ | Escala Dupla | Escala UMM | Composição
Dormente de Ferro | Taipin | Dormente de Ferro | Trem de Ferro | SD40-2 | Jornal do Ferreomodelista
Guindastes ferroviários no Brasil | ABC do Ferreomodelismo | Como divulgar o hobby?
Publicações marcam períodos de expansão | Centro-Oeste inaugura sua tipografia eletrônica | Publicações listadas até 1991

Busca no site
 

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

    
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade