Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

   

Ferrovias da Bahia
Notas sobre o caboose (agora, FCA)


 
Alexandre Santurian - Dezembro-2000 - via EF Brasil

Sim, o caboose da ex-SR.7 (agora FCA) é do trem de amônia da Fafen, que roda entre Laranjeiras - SE e Camaçari - BA. Cinco cabooses foram construídos na Bahia e parecem veículos de combate porque realmente o são.

Os tanques das extremidades contêm água e os cabooses são equipados com mangotes que possuem a extensão do trem de amônia. Também possuem bombas de água, ferramentas e EPI's (equipamentos de proteção individual como macacões, botas, luvas, capacetes, óculos de segurança e máscaras) para as equipagens dos cabooses, que foram treinadas pela Fafen.

Em caso de vazamento de amônia dos vagões, o jato de água serve para neutralizar os vapores tóxicos que, por gravidade, vão ao chão.

Os vagões-tanque de amônia possuem paredes duplas justamente por causa do item segurança e os engates são especiais (com aquela haste vertical): em caso de descarrilamento de um vagão, todos também tendem a descarrilar, para evitar que se batam uns nos outros, perfurando as paredes dos tanques.

Todos os cabooses foram projetados pela SR.7 com base nas especificações da Fafen (ex-Nitrofértil, ainda pertencente ao grupo Petrobrás) e hoje rodam na FCA com a pintura laranja.

Todos os cabooses são diferentes uns dos outros, mas obedecendo ao mesmo tipo, com os tanques nas extremidades. Fotografei outros em Alagoinhas, mas ainda não consegui um scanner, como disse o Flávio. Esses vagões são mesmo chamados pelos ferroviários daqui como "cabooses", sem tradução alguma.

   
Fim de semana em Alagoinhas
Foto 1 | Foto 2 | Foto 3 | Foto 4 | Foto 5 | Foto 6 | Foto 7 | Foto 8 | Capa 1 | Capa 2
Ferreomodelo | 1890-1900 | Notas | Mapa
Vagões caboose no Brasil
O que é um Caboose? | Para que serve um Caboose? | Instabilidade
EFCB | Leopoldina | EF SP-RG | NoB | Fepasa | CPTM | EFVM | VFRGS | EF Amapá | ALL | SR7 RFFSA | FUS (México)
Ferreomodelos: Fepasa | EFCB / RFFSA | Mogiana | CPTM | SR7 RFFSA | CPEF
VFFLB : SR-7 RFFSA
Histórico das ferrovias da Bahia (1991) | Trem suburbano de Salvador | Metrô de Salvador
Locomotivas U8B da SR-7 | As Davenport da VFFLB | As elétricas IRFA | Carro O-200
O caboose do trem de amônia | Locomotivas em 1992 | Plantas das locomotivas
Ferrovia EF-101 | Ferry-boat Colégio-Propriá | Estações em 1960 | Trilhos até 1944
Mapas: 1984 | 1970 | 1965 | 1954 | EF Petrolina - Teresina em 1927 | 1898 | 1860 | Subúrbios
Fotos: Salvador 1971 | Ilhéus 1971 | Derby 1905 | Bahia and San Francisco Railway 1860-1861
Relatórios: VFFLB 1944-1946 | VFFLB 1936 | Ilhéus 1951 | Back to Bahia

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade