Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreosfera

   

Vagão Caboose:
"Porrada de jogar o caboclo no chão"


 
Jose Emilio Buzelin - Março 2003

Chris

Bom, as funções que você descreveu faziam parte da missão do caboose no trem. Como tripulação acredito que viajavam até duas pessoas, sendo uma delas o guarda-freios e o outro o seu auxiliar...(?).

Quem já trabalhou neste serviço (e eu conheci um senhor da CVRD que o fez), diz que a instabilidade era grande, pelo fato de que o arranque e a frenagem da composição eram fortemente sentidos na cauda - "uma porrada de jogar o caboclo no chão" - as palavras dele explicam melhor.

A Central teve cabeese (plural de caboose em inglês, conforme me ensinou meu saudoso amigo Marcelo Ferreira, da AMF) em bitolas de 1,00 e 1,60 e normalmente eram de transformações feitas em vagões fechados. Acredito que os desta série da SMathilde sejam os mais "autênticos".

Na Central já eram utilizados os outros modelos de bitola 1,60 nos trens formados com 4 SD38M (duas-a-duas: nariz/cauda + cauda/nariz + nariz/cauda + cauda/nariz), algo em torno de 80 vagões DLP (as gôndolas com descarga lateral as atuais GHS que transportam areia, conhecidas como "lombo de camelo") ou os hoppers de duas tremonhas (HAS) e ele ao final.

Realmente não sei dizer porque eles acabaram mas a maldade da fofoca corrente dizia que o pessoal buscava a escala de trabalho neles para poder dormir...

At 18:25 04/03/2003 -0300, you wrote:

O Caboose tinha alguma função específica nesses trens de minério?

  • Acompanhar estado do sistema de freios?

  • Verificar estado da composição?

  • Dar mais segurança?

  • Qual era a tripulação e o que eles faziam?

Abraço

Chris

Vagões caboose no Brasil
O que é um Caboose? | Para que serve um Caboose? | Instabilidade
EFCB | Leopoldina | EF SP-RG | NoB | Fepasa | CPTM | EFVM | VFRGS | EF Amapá | ALL | SR7 RFFSA | FUS (México)
Ferreomodelos: Fepasa | EFCB / RFFSA | Mogiana | CPTM | SR7 RFFSA | CPEF
   

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

Acompanhe no FB


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade