Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

  

Ferreosfera

   

EFMM - Estrada de Ferro Madeira Mamoré
Comissão Geral EF Madeira-Mamoré


 
Eng° Civil Petrônio F. Soares — Coord. Comissão Geral EFMM — 1992

A Comissão Geral de Avaliação das obras de restauração da EF Madeira-Mamoré, legalmente constituída em audiência pública (22 Set. 1992) pelo Ministério Público, composta pelas entidades Funcer, Unir / Centro, Procuradoria Geral do Estado de Rondônia, Sedam, Seop, IAB-RO, Ferroviários / EFMM, Crea-RO, vem a público desmentir e esclarecer as notícias veiculadas pela imprensa local no dia 20 Out. 1992, acerca das obras de transformação das dependências da EFMM em Centro Cultural.

1 – Que a liminar que sustou tais obras não partiu apenas da iniciativa da Associação dos Amigos da Madeira-Mamoré, e sim, desta entidade em conjunto com o Crea-RO, e apoiada pelas instituições acima relacionadas, conforme manifesto público datado de11 Ago. 1992.

2 – Que o Curador, sr. Miguel Mônico Neto, responsável pela ação cautelar com pedido de liminar, assinada em 28 Ago. 1992, que paralisou as obras, também o responsável pela negociação com as entidades envolvidas, cujo resultado foi a retomada parcial das obras, no que diz respeito, apenas, à restauração da Rotunda e Oficinas Ferroviárias, ficando as demais obras suspensas, aguardando o parecer final da Comissão Geral, que tem um prazo de 90 dias; e não o sr. Sílvio Aparecido Oliveira, cuja participação neste processo é recente, dado que reassumiu a titularidade da pasta, para surpresa nossa, impossibilitando a permanência do sr. Miguel Mônico.

3 – Que a autoria do "projeto" governamental, conforme registro na entidade fiscalizadora, é de responsabilidade do arquiteto Antônio Balau Filho.

4 – Que a denominação de "projeto" é tão somente do supra-citado arquiteto, uma vez que o parecer dos técnicos do Instituto Brasileiro do Patrimônio Cultura, de 28 Set. 1992, assinado pelo eng° civil José Hailon Gomide e pelo arquiteto Fernando Madeira, que aqui estiveram por solicitação do Ministério Público, afirmam: – "Os desenhos a nós apresentados não caracterizam nem um anteprojeto ou um projeto básico"; verdade esta, já denunciada anteriormente pelas entidades que pleiteiam a questão.

5 – Acerca do aludido prejuízo financeiro do governo Pianna, a Comissão Geral procede a averiguações junto ao órgão financiador (Secretaria de Desenvolvimento Regional) e junto ao próprio governo do Estado, para constatar a modalidade contratual de execução do empreendimento.

6 – Que a afirmação de que o "projeto" governamental não representa uma descaracterização do Patrimônio Histórico e não altera a originalidade do monumento Madeira-Mamoré é uma inverdade e contradição, levando em consideração os estudos realizados pelas entidades que compõem a Comissão Geral, em consonância, mais uma vez, com o já citado parecer do IBPC, que configura: – "... ao que concluímos, não foram elaboradas pesquisas históricas que pudessem justificar o partido adotado, assim como as prospecções e estudos para embasar as especificações técnicas, além das pesquisas arqueológicas".

Ao que foi dito, a Comissão Geral reitera sua disposição de trabalho e, a bem da verdade, conclamamos a comunidade rondoniense a conhecer a veracidade dos fatos.

   

Ferrovias

• GE U23C nº 3902 RFFSA - 8 Out. 2017

• Litorinas Budd RDC no Brasil - 27 Set. 2017

• Fases de pintura das English Electric EFSJ / RFFSA - 2 Mai. 2017

• A Velha Senhora no trem da Luz a Paranapiacaba (1985) - 22 Fev. 2017

• Trens especiais Curitiba - Pinhais (1991) - 29 Nov. 2016

  

Memória das lutas pela EFMM
1985 - Exposição sobre a EF Madeira-Mamoré | 1987 - Conheça a EF Madeira-Mamoré
1987 - Best-seller ajuda a reconstituir a época | 1991 a 1995 - Quadro de Avisos | 1992Apontado "golpe da reativação"
1992 - Comissão Geral EF Madeira-Mamoré | 1992 - Visita à EF Madeira-Mamoré | 1992 - A luta pela EF Madeira-Mamoré
1993 - MIS lança álbum da EF Madeira-Mamoré | 1993 - Madeira-Mamoré reabre este mês
1995 - Governador visita a EF Madeira-Mamoré | 1995 - Linhas de ação para reativar a estrada
1995 - Ferrovia volta a ter esperanças | 2001 - Seminário Internacional EFMM
Estrada de Ferro Madeira-Mamoré - EFMM
Cronologia | Tratado de Petrópolis | Fotos da construção | Panorâmica de Porto Velho
A Ferrovia do Diabo | Álbum do MIS | Documentação X destruição | Fotos de 1983
Mapas: 1970 | 1969 | 1965 | 1954 | Estações em 1960 | Abertura dos trilhos | 1910 | 1907
Acervo do Museu | Ferrovias da Amazônia

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade