Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Locomotiva nº 221 ainda com as inscrições da Usina Santo Amaro e, logo atrás, a locomotiva “Tentugal” nº 50
Locomotiva nº 221 ainda com as inscrições da Usina Santo Amaro e, logo atrás, a locomotiva “Tentugal” nº 50

Uma odisséia silenciosa

A viagem das locomotivas nº 50 e 221, adquiridas da Usina Santo Amaro (Campos, RJ), foi o destaque do Informativo ABPF-RJ, Ano III, nº 41, Jul. 1994.

O embarque nas carretas, na usina, foi filmado pelo Jairo A. O. Mello.

A “Tentugal” nº 50 encontra-se agora em Campinas, SP, junto às locomotivas nº 215, 210, 222 e 505. Acredita-se que seja a última locomotiva 0-10-0 ainda existente no mundo inteiro.

A nº 221 encontra-se agora em Porto Novo (Além Paraíba, MG), onde deverá ser recuperada.

Duas cartas, de José Luiz Fróes e Moysés Naime Neto, transmitem um pouco do sabor que acompanha esta iniciativa da Associação Brasileira de Preservação Ferroviária - Regional Rio de Janeiro.

A “primeira” viagem da nº 221

Moysés Naime Neto,
ABPF-RJ
Centro-Oeste nº 92
1º Dez. 1994

Em 27 Jun., viajamos José Luiz Fróes, Hélio Vidal, Manuel de Jesus, Valdir Lima e eu, para o embarque das locomotivas nº 221 e 50.

A nº 221, levei para a estação de Campos, RJ, onde foi retirada da carreta pelo guindaste da antiga Leopoldina, e posta nos trilhos. Esta operação durou um dia inteiro.

A nº 50, bem mais pesada, deu mais trabalho. Com cabos de aço de 1 polegada, conseguimos levantar a frente da locomotiva, com o auxílio de 2 pontes rolantes. Depois, levantamos a traseira da locomotiva.

A nº 50 foi para Campinas. A viagem levou 2 semanas, devido ao excesso de peso, ficando retida num posto da Polícia Rodoviária quando faltavam apenas 80 km para chegar ao destino. Foi o primeiro trem a passar na ponte Rio-Niterói.

11 Jul. - Chegamos à cidade de Campos, RJ, para os preparativos (limpeza e lubrificação) da viagem até Porto Novo, MG.

15 Jul. - Tudo pronto, tivemos um atraso e partimos às 13h30, a uma velocidade de 30 km/h, tendo à frente a U-5B nº 2042, e logo atrás um vagão prancha e um fechado para servir como freio para a nº 221. Chegamos a Recreio, MG, às 23h. Pernoitamos lá para, no dia seguinte, seguirmos viagem.

16 Jul. - Partimos de Recreio às 8h50. Detalhe: - Eu viajei fazendo a lubrificação da nº 221, e como chefe do trem, tendo levado minhas bandeiras de sinalização. O trem só partia com o aceno do chefe Moysés.

Na chegada a Volta Grande, paramos para lubrificação e fomos recebidos com muita gente na estação, e até fogos de artifício.

Porto Novo - Atendendo a um pedido meu, o maquinista entrou na cidade com o sino batendo, e buzinando muito. Novamente fomos recepcionados com aplausos, papel picado e mais fogos de artifício, até chegar à oficina. O trem corre no meio da rua uns 1.000 metros. Foi uma emoção.

Às 14h04 terminou nossa viagem de 225 km, com uma prece agradecendo a Deus.

Em pouco tempo, começaremos a reforma da nº 221.

   

ABPF RJ
Diário de viagem da locomotiva 221


 
Moysés Naime Neto e Hélio Vidal
Informativo ABPF-RJ, Ano III, nº 42 - Ago. 1994

Os 5 textos aqui reunidos são registros de época da aquisição e resgate das locomotivas nº 221 e “Tentugal” nº 50 pela ABPF em 1994 [FRC, 11 Out. 2015].

15 Jul. 1994 – Sexta-feira

13:30 — O trem composto pela locomotiva diesel U5B nº 2042, locomotiva 221 e seu tender, um vagão prancha e um vagão fechado, partiu da estação de Campos.

14:15 — Passagem pela estação de Santa Cruz

14:25 — Passagem pela estação de Itereré

14:45 — Parada para lubrificação na estação de Javarena

14:50 — Saída da estação

15:35 — Parada para lubrificação na estação de Ernesto Machado

16:35 — Entramos em São Fidélis, onde lubrificamos a locomotiva e tender

   
Informativo ABPF-RJ de Julho de 1994
Informativo ABPF-RJ de Julho 1994

17:06 — Passagem pela ponte de São Fidélis, onde a composição foi filmada

17:50 — Passagem pela estação de Pureza

18:06 — Passagem pela divisa das cidades de São Fidélis e Cambuci

18:20 — Passagem pela estação de Cambuci

18:55 — Parada na estação de Três Irmãos, onde novamente efetuamos lubrificação na locomotiva e tender

19:20 — Saída de Três Irmãos

19:37 — Passagem pela estação de Vieira Braga

19:58 — Passagem pela estação de Aperibé

20:25 — Passagem pela estação de Baltazar

20:53 — Passagem pela estação de Santo Antônio de Pádua

21:20 — Passagem pela estação de Paraoquena

21:58 — Passagem pela estação de Tajiussu

22:15 — Passagem pela estação de Cisneiros

22:30 — Passagem pela estação de Angaturana

22:52 — Parada na estação de Recreio, onde pernoitamos

16 Jul. 1994 – Sábado

07:00 — Lubrificação da locomotiva e tender, na plataforma da estação

08:55 — Saída da estação

Obs.: A 200 m da estação, um cavalo assustado correu por uns 150 m na frente da composição, afastando-se logo após para o acostamento

09:30 — Parada para lubrificação da locomotiva e tender, na estação de Abaíba

09:40 — Saída da estação

10:20 — Passagem pela estação de São Martinho

10:30 — Passagem pela estação de Providência

10:50 — Passagem pela estação de Trimonte

11:38 — Parada na estação de Volta Grande, onde já nos aguardavam o José Carlos e José Mauro. Na recepção por esses amigos, aconteceram muitas fotos. Após a recepção novamente efetuamos lubrificação na locomotiva e tender

12:08 — Saída da estação

13:14 — Passagem pela estação de Fernando Lobo

13:52 — Passagem pela estação de Além Paraíba, onde fomos recepcionados com queima de fogos de artifício e papel picado jogado pelas crianças. Por solicitação do Moysés, o trem chegou nesta localidade apitando e tocando o sino. José Carlos e José Mauro estavam presentes à recepção

14:04 — Chegada do trem na estação de Porto Novo, onde aconteceu uma prece de agradecimento a Deus, pelo sucesso da viagem e encerramento desta missão

«» ª … •’ — “”
ABPF - Preservação Ferroviária
A volta da VFCJ a Jaguariuna | Locomotiva “Tentugal” nº 50 | Carro n° 115 da CP
Cooper Bessemer | Carro CQ 4449 | Interior do AC-4301 | Automotriz 5002 | Restaurante RI 4317
Acesso à VFCJ (Mapa) | Trem das Águas | ABPF-PR | ABPF-RJ
Locomotiva “Tentugal”
Mistérios da “Tentugal” | “Tentugal” vs. F. M. Whyte
Uma odisseia silenciosa
Locomotivas a vapor
Como funciona a locomotiva a vapor | Detalhamento de uma Mikado
Classificação de locomotivas a vapor | Classificação Whyte | Classificação Whyte, França, Alemanha | Tentugal nº 50 vs. F.M.Whyte
As locomotivas Garrat no Brasil | Um apito para cada situação | A balada de Casey Jones | Fornalha Wootten
Pacific 4-6-2 nº 339 e 340 RMV | Locomotivas da EF Perus-Pirapora | Jung da Usina Monte Alegre (PB)
Miniatura Mikado realmente a vapor | Vídeo da locomotiva Mikado 165 EFVM
Passeios turísticos e Trens de passageiros
Vitória - Belo Horizonte | São Luís - Parauapebas
Trem do Corcovado | São João del Rei | Ouro Preto - Mariana
Campos do Jordão | Trem das Águas | Trem da Mantiqueira
Trem das Termas | Montanhas Capixabas | Ubajara
   

Adquirindo locomotivas para restaurar

José Luiz Fróes, ABPF-RJ
Centro-Oeste nº 92
1º Dez. 1994

O transporte da loco nº 221, da usina até Campos, RJ, e daí a Porto Novo, MG, foi uma luta.

Primeiro, a viagem de carreta. Foi difícil embarcá-la, pois naquela baixada não havia um desnível e fomos obrigados a erguê-la, usando uma ponte rolante de capacidade bem inferior ao peso da locomotiva.

Depois, rebocá-la pelos trilhos com uma U5B, de Campos a Porto Novo.

No dia em que compramos a nº 221, a RFFSA, que tinha em Porto Novo uma caldeira sem uso, de reserva, vendeu-a para um ferro-velho. Mas corremos atrás e conseguimos comprá-la, também.

Agora, vamos retirar a caldeira velha e colocar a nova. Como o material rodante está em ótimo estado, a nº 221 vai ficar praticamente zero quilômetro.

Como não dispomos de um ramal para colocar e operar nosso material, estamos em entendimento com a RFFSA para que nos ceda o ramal de Guia de Pacobaíba até Bongaba, trecho inicial da primeira estrada de ferro do Brasil — a EF Mauá — e que está em péssimo estado de conservação, praticamente acabado. Ruiu até uma ponte no meio do caminho, com vão de 45 metros.

Para recuperá-lo, conseguimos aprovar um projeto com incentivo da lei Rouanet, no valor de US$ 466 mil, bem como uma lei estadual permitindo aplicar 2% do ICMS na obra.

Mas para podermos captar recursos junto às empresas, precisamos de um acordo com a RFFSA, concedendo-nos a permissão para recuperar e usar o trecho.

Locomotivas a vapor 50 e 221

Em 27 de Junho passado, na Usina Santo Amaro em Campos (RJ), chegaram duas carretas da Empresa Netral do Rio de Janeiro, para embarque das locomotivas adquiridas pela ABPF-RJ/SP.

Na ocasião encontravam-se presentes José L. Fróes, Moysés Naime Neto, Hélio Vidal, Luís Octávio, Luiz José Souza, Carlos Nunes, Jairo Oliveira, Paulo Thiengo (ES), Manuel de Jesus (Mauá) e Valdir Lima (Campinas).

Neste dia, foram soldados os trilhos 45 sobre as carretas.

No dia seguinte, foi feito o cargamento da locomotiva 221 e tender, com o auxílio de duas talhas, partindo em seguida para as oficinas de Campos.

As etapas dos trabalhos foram filmadas pelo sócio Jairo.

Finalmente, em 29 de Junho, foi feito o carregamento da locomotiva 50, que seguiu viagem para Campinas.

Alguns entraves durante a viagem atrasaram sua chegada, que só ocorreu em 9 de Julho, juntando-se às locomotivas 215, 210, 222 e 505.

Talvez a locomotiva 50 seja a única ainda existente no mundo com rodagem 0-10-0, sendo que a mesma deverá desfilar na ocasião das comemorações do 17º Aniversário da ABPF.

Na foto, a locomotiva 221, que pesa 30 ton. e mede 8,00 m de comprimento, 3,60 m de altura e 2,30 m de largura.

Seu tender pesa 10 ton. e mede 5,80 m de comprimento [Informativo ABPF-RJ, Ano III, nº 41, Jul. 1994].

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade