Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Mapa dos trilhos da VFFLB - Viação Férrea Federal Leste Brasileiro de Bonfim a Juazeiro, Petrolina e Paulistana, em 1954
Mapa dos trilhos da VFFLB - Viação Férrea Federal Leste Brasileiro de Bonfim a Juazeiro, Petrolina e Paulistana, em 1954

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

   

Ferrovias brasileiras em 1954: mapas e informações
Viação Férrea Federal Leste Brasileiro
Bonfim a Juazeiro e Estrada de Ferro Petrolina - Teresina


 
I Centenário das ferrovias brasileiras
IBGE / CNG, Rio de Janeiro, 1954
apresentação: Flavio R. Cavalcanti

Esta parte do mapa (acima) mostra em detalhe as linhas da VFFLB que se entroncavam em Bonfim (Senhor do Bonfim), com destaque para o trecho de Bonfim a Juazeiro e a Estrada de Ferro Petrolina - Teresina, que em 1954 alcançava a cidade piauiense de Paulistana.

« Viação Férrea Federal Leste Brasileira, com sede e estação inicial em Salvador (Bahia), tem 2.550 quilômetros de extensão e serve aos estados do Piauí, Pernambuco, Sergipe, Bahia e Minas Gerais. | A linha principal parte de Salvador (estação de Calçada) e vai a Juazeiro (Km. 570,0) à margem direita do São Francisco, fronteiro a Petrolina, na margem esquerda, já no Estado de Pernambuco. Petrolina é o inicial de outra linha da VFFLB que vai terminar em Paulistana (antiga Paulista). | Estabelece a ligação das duas cidades Juazeiro e Petrolina, e consequentemente a união dos dois trechos ferroviários, uma grande ponte em concreto armado, que se acha em final de construção. | Assim, a VFFLB sai do território baiano, atravessa o rio São Francisco, percorre transversalmente o território pernambucano e penetra no Piauí, alcançando, por enquanto, Paulistana »

Moacir M. F. Silva refere-se às linhas de Salvador a Juazeiro como "linha principal" da VFFLB, no entanto isto parece mera "forma de expressão" — induzida talvez pelo foco da época para a interligação das redes ferroviárias regionais —, e não uma classificação oficial.

O levantamento do DNEF em 1945 distinguia a "Linha Salvador Alagoinhas" (com 126 km de extensão) da "Linha de Juazeiro" (começando no km 125). Essa distinção permanece no Guia geral das estradas de Ferro (1960), com pequena variação na extensão dos trilhos até a estação de São Francisco: "Linha Tronco" de Salvador a São Francisco (km 122,583) e "Linha Centro" de São Francisco a Paulistana. A maior alteração, portanto, será a fusão da "Linha de Juazeiro" com a Estrada de Ferro Petrolina - Teresina, na nova denominação "Linha do Centro".

Em 1954, essa fusão ainda dependia (em termos práticos) da ponte de concreto sobre o rio São Francisco, ligando Juazeiro (BA) a Petrolina (PE), e cujas obras já estavam em fase final. Moacir M. F. Silva indicava uma distância total de 570,0 km pelos trilhos de Salvador a Juazeiro — pouco menos que os 578 km do levantamento do DNEF de 1945. Não indica a extensão da EFPT, que segundo o DNEF (1945) era de 204 km de Petrolina a Paulistana. Em 1960, o Guia geral das estradas de Ferro atribuirá ao percurso de Salvador a Paulistana a distância total de 775 km, diferença suficiente para incluir a ponte e seus acessos se mais nada houver mudado no restante do trajeto.

Mapa da VFFLB em 1954

Clique em uma parte do mapa reduzido (abaixo) para visualizar o mapa parcial da ferrovia em alta resolução
Mapa dos trilhos da VFFLB - Viação Férrea Federal Leste Brasileiro em 1954, com links para os mapas parciais Mapa dos trilhos Bonfim-Juazeiro e Estrada de Ferro Petrolina-Teresina em 1954 Mapa dos trilhos de Alagoinhas-Propriá em 1954 Mapa dos trilhos de Mapele a Monte Aul em 1954 Mapa dos trilhos da VFFLB no Recôncabo Baiano em 1954 Mapa dos trilhos de Iaçu a Bonfim em 1954
VFFLB - Viação Férrea Federal Leste Brasileiro
Alagoinhas - Propriá | Recôncavo | Iaçu - Bonfim | Mapele - Monte Azul | EF Petrolina-Teresina
   

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

• Cabine de sinalização em estireno - 19 Dez. 2014

• Cabine de sinalização em palito de fósforo - 17 Dez. 2014

• O vagão Frima Frateschi de 1970 - 3 Jun. 2014

• Decais Trem Rio Doce | Decais Trem Vitória-Belo Horizonte - 28 Jan. 2014

• As locomotivas Alco FA1 e o lançamento Frateschi (1989) na RBF - 21 Out. 2013

• A maquete do Trem turístico Ouro Preto - Mariana (Trem da Vale) - 12 Out. 2013

  

EF Petrolina a Teresina
Estações em 1960 | Mapa de 1954 | Abertura dos trilhos | Mapa de 1927
VFFLB : SR-7 RFFSA
Histórico das ferrovias da Bahia (1991) | Trem suburbano de Salvador | Metrô de Salvador
Locomotivas U8B da SR-7 | As Davenport da VFFLB | As elétricas IRFA | Carro O-200
O caboose do trem de amônia | Locomotivas em 1992 | Plantas das locomotivas
Ferrovia EF-101 | Ferry-boat Colégio-Propriá | Estações em 1960 | Trilhos até 1944
Mapas: 1984 | 1970 | 1965 | 1954 | EF Petrolina - Teresina em 1927 | 1898 | 1860 | Subúrbios
Fotos: Salvador 1971 | Ilhéus 1971 | Derby 1905 | Bahia and San Francisco Railway 1860-1861
Relatórios: VFFLB 1944-1946 | VFFLB 1936 | Ilhéus 1951 | Back to Bahia
Ferrovias em 1954
EFMM | EF Tocantins | EF de Bragança | EF Amapá | EFSLT | EF Central do Piauí | EF Petrolina – Teresina | RVC | EF Mossoró | EF Sampaio Correia | RFN | VFFLB | EF Nazaré | EF Ilhéus | EF Bahia e Minas | EFVM | EF Itapemirim | EF Leopoldina | EF Itabapoana | EFCB | EF Maricá | EF Corcovado | RMV | EF Morro Velho | EFSJ | CMEF | CPEF | EF Sorocabana | EF Araraquara | EF Morro Agudo | EF Perus-Pirapora | EF Monte Alto | Ramal Férreo Campineiro | EF Jabuticabal | EF Barra Bonita | EF São Paulo e Minas | EF Votorantim | EF Campos do Jordão | RVPSC | EF Mate Laranjeira | EFSC | EFDTC | VFRGS | EF Palmares a Osório | EF Jacuí | EF Goiás | EF NoB
Ferrovias em 1952 | Ferrovias em 1956
Estações ferroviárias
2015 | 1986 | 1982 | 1960 | 1930
Mapas ferroviários
1991 | 1984 (RFFSA) | 1974 | 1970 | 1965 | 1954 | 1927 | 1898
Quadros das ferrovias
1960 (Nomes) | 1956 | 1954 | 1952 | 1945 | 1940-1945 | 1937 | 1927 | 1907
Planos ferroviários | Legislação

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade