Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
 

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

   

As ferrovias da Bahia
Estrada de Ferro
Bahia ao São Francisco


 
Compilado por Alexandre Santurian – Julho-1991
   

As ferrovias da Bahia (1991)

EF Bahia ao São Francisco
EF Central da Bahia
EF Centro-Oeste da Bahia
EF Santo Amaro
EF Petrolina a Teresina
EF Bahia e Minas
EF Nazaré
EF Ilhéus
A Superintendência Regional
   Salvador (SR-7)

   • Dados estatísticos da SR7
   • Material rodante da SR7
   • Situação físico-operacional
Transporte de cargas da SR-7
Transporte de passageiros da SR-7
Bibliografia
Notas de 2001


Esta ferrovia é a mais antiga da Bahia e resultou da concessão de privilégio a um particular — Joaquim Francisco Alves Branco Muniz Barreto —, no ano de 1853, para a construção de uma ferrovia que, partindo de Salvador, seguisse à vila de Juazeiro ou outro lugar da margem direita do rio São Francisco.

A linha deveria passar pela cidade de Alagoinhas e a concessão tinha prazo de 90 anos.

Esta linha férrea foi primeiramente conhecida como EF Calçada a Juazeiro (Calçada é um bairro da cidade baixa de Salvador). Foi a primeira ferrovia construída na Bahia e a quinta do Brasil.

Em 1855, o concessionário transferiu seus direitos à Bahia and San Francisco Railway Company, incorporada em Londres com um capital inicial de 1,8 milhão de libras, e em 28 Jun 1860 abriu-se ao tráfego a primeira seção, de Calçada a Paripe. Em 13 Fev 1863, foi aberta a última seção, que atingia Alagoinhas, no km 123,3.

As obras de extensão continuaram a partir de 1876. Em 18 Nov 1880, foi inaugurado o trecho entre Alagoinhas e Serrinha, com 110,6 km; em 31 Ago 1887, alcançou a cidade de Senhor do Bonfim, no km 322 a partir de Alagoinhas.

A ligação entre esta cidade e Juazeiro completou-se em 24 Fev 1896, totalizando 575,4 km da estação da Calçada. Com a construção de 3 variantes, a distância caiu posteriormente para 570,3 km.

Inicialmente, a bitola era de 1,60 m, tendo sido alterada para a bitola métrica na primeira década do século atual.

Por aviso de 31 Dez 1881, do governo imperial, a Bahia and San Francisco Railway Company foi autorizada a construir um ramal que, partindo de Alagoinhas, fosse terminar em Timbó. Esse trecho foi inaugurado em 30 Mar 1887, com 82,3 km, e prolongado para Aracaju e Propriá, Sergipe, em 1909.

Em 25 Jun 1901, o governo resgatou a estrada aos ingleses e arrendou-a aos engenheiros Jerônimo Teixeira de Alencar Faria e Austricliano de Carvalho. Mais tarde, foi transferida para a razão Teive Argolo & Cia. e, em 1909, para a Companhia Viação Geral da Bahia.

Em 23 Out 1910, foi constituída a Rede de Viação Férrea Federal da Bahia, prevendo-se a ligação com a EF Bahia e Minas e a incorporação desta última ao conjunto da rede baiana.

Mais uma vez, o contrato de arrendamento foi transferido, em 11 Nov 1911, para a Compagnie des Chemins de Fer Fédéraux de l'Est Brésilien, formada com capitais franceses e belgas. Cláusulas do novo contrato previam vários prolongamentos das linhas e ramais que formavam esta rede; a aquisição das estradas de ferro estaduais Centro-Oeste e Nazaré; e determinavam que a EF Bahia e Minas a ela deveria incorporar-se.

A construção do ramal de Senhor do Bonfim a Iaçu iniciou-se em março de 1917, atingindo a cidade de Jacobina em 7 Jul 1920. A cidade de Iaçu somente foi alcançada pelos trilhos em 16 Fev 1937.

O ramal de Campo Formoso foi entregue ao tráfego em 1° Mai 1917; e a inauguração do trecho entre Iaçu e Itaíba deu-se em 15 Dez 1951, para entroncar com o ramal da EF Central da Bahia.

Em 11 Mar 1935, atendendo a grupos econômicos baianos e aos ferroviários do Estado, o governo Getúlio Vargas decretou a encampação de todos os serviços e bens da Compagnie des Chemins de Fer Fédéraux de l'Est Brésilien para o controle da União, formando assim a Viação Férrea Federal Leste Brasileiro.

A VFFLB, resultando da união com as outras 4 ferrovias citadas no preâmbulo, tinha uma extensão de 2.545 km e formava um dos principais sistemas ferroviários do País.

Na década de 40, iniciaram-se os trabalhos de eletrificação dos trechos de Salvador a Alagoinhas, e de Mapele a Candeias. As obras foram inauguradas em novembro de 1948, com recursos provenientes da União, à época do governo Eurico Dutra.

A Bahia chegou a ter 230 km de linhas eletrificadas. Hoje, restam somente cerca de 15 km, entre a Calçada e Paripe, sendo que a rede aérea já estava erradicada no início dos anos 80.

Quando foi absorvida pela RFFSA, em 1957, a Leste — como ainda é conhecida na Bahia — possuía 65 locomotivas a vapor, 28 diesel-elétricas, 5 diesel-mecânicas, 10 elétricas, 7 automotrizes, 1.113 vagões e 223 carros de passageiros.

As ferrovias da Bahia (1991)
EF Bahia ao São Francisco | EF Central da Bahia | EF Centro-Oeste da Bahia | EF Santo Amaro | EF Petrolina a Teresina | EF Bahia e Minas | EF Nazaré | EF Ilhéus
A Superintendência Regional Salvador (SR-7) — 1991 | Transporte de cargas na SR-7 | Transporte de passageiros na SR-7 | Referências: 1991 | Notas de 2001
VFFLB : SR-7 RFFSA
Histórico das ferrovias da Bahia (1991) | Trem suburbano de Salvador | Metrô de Salvador
Locomotivas U8B da SR-7 | As Davenport da VFFLB | As elétricas IRFA | Carro O-200
O caboose do trem de amônia | Locomotivas em 1992 | Plantas das locomotivas
Ferrovia EF-101 | Ferry-boat Colégio-Propriá | Estações em 1960 | Trilhos até 1944
Mapas: 1984 | 1970 | 1965 | 1954 | EF Petrolina - Teresina em 1927 | 1898 | 1860 | Subúrbios
Fotos: Salvador 1971 | Ilhéus 1971 | Derby 1905 | Bahia and San Francisco Railway 1860-1861
Relatórios: VFFLB 1944-1946 | VFFLB 1936 | Ilhéus 1951 | Back to Bahia
   

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Barra do Rio Grande
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes
Trem Curitiba - Lapa

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

Acompanhe no FB

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade