Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Locomotiva Baldwin AS616 nº 3373 da EFCB - Estrada de Ferro Central do Brasil
Locomotiva Baldwin AS616 nº 3373 da EFCB - Estrada de Ferro Central do Brasil

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

  
  

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

   

Locomotivas diesel-elétricas
Locomotivas Baldwin AS-616
nas ferrovias brasileiras


 
Fábio Dardes
Centro-Oeste nº 20 — Março-1987

Sem dúvida alguma, as locomotivas Baldwin predominaram no Brasil durante a era do vapor, e tudo indicava que este predomínio iria persistir nas locomotivas diesel. Contudo, isso efetivamente não ocorreu, pois elas foram suplantadas pelas Alco, GM e GE, e isso se deve basicamente à padronização dos equipamentos e métodos de produção.

No Brasil tivemos 82 locomotivas diesel-elétricas de fabricação Baldwin:

  • 5 AS616E da RVPSC - Rede de Viação Paraná - Santa Catarina
  • 20 AS616E da EFCB - EF Central do Brasil
  • 12 AS616 da EFCB - EF Central do Brasil
  • 15 Baldwin-Whitcomb (center-cab) da EF Sorocabana
  • 30 Baldwin-Whitcomb (end-cab) da RVC - Rede de Viação Cearense
Diferenças básicas externas
Tipo AS616E AS616
Bitola 1,0 m 1,6 m
Freio dinâmico Nariz longo Nariz curto
Truque Equalizado invertido
(Trimount Type & Floating Bolster)
Equalizado normal
(Trimount Type & Normal)
Cabine Perfil rebaixado Perfil normal
Chassi Com alívio de peso Normal
Diâmetro
das rodas
36'' 40''
Tanque de combustível 4.914 litros 7200 litros

Neste artigo vamos tratar da AS-616, que foi uma locomotiva muito peculiar, sendo considerada uma das melhores de sua classe.

Características Técnicas
Tipo AS-616E AS-616
Bitola 1,0 m 1,6 m
Classe C-C C-C
Peso total 100 ton 148 ton
Motor diesel B-L-H 608A Turboalimentado
Potência 1.600HP 1.600HP
Motor de tração 563A 370 DEZ
Gerador 471 BZ 471 BZ
Relação de engrenagens 79:16:00 63:15:00
Capacidade máxima de tração 17.014 kg a 20 km/h 32.950 kg a 11,2 km/h

As AS-616 são do tipo "heavy road switchers" — ou seja, foi projetada para serviços de linha e de manobras.

O equipamento elétrico era de fornecimento da Westinghouse, tanto o gerador de tração como os motores de tração.

Todas vieram equipadas com MU (tração múltipla) para acoplamento de até 3 unidades.

Ela detém o privilégio de ser a primeira máquina com truque "C", para serviços de linha, juntamente com a Alco-GE de 1.600 HP (tipo híbrida, parte mecanica Alco e parte elétrica GE), tanto em bitola métrica como larga.

Possuímos 2 versões da AS-616, uma para bitola de 1,6 m e outra para 1,0 metro. Em termos de potência são idênticas, mas externamente possuem diferenças significativas (Foto 4 e Foto 2).

Numeração das AS-616 e AS-616E no Brasil
Ferrovia original N° da Ferrovia N° de Fábrica Data de Fabricação
RFFSA

EFS
N° Fepasa
DVE
N° CBTU Notas
EFCB 3371 75725 jun-1952 3371         1
EFCB 3372 75726 jun-1952 3372     3372   1, 5
EFCB 3373 75727 jul-1952 3373     3373   1, 5, 7
EFCB 3374 75728 ago-1952 3374     3374   1, 5
EFCB 3375 75729 out-1952 3375     3375   1, 5, 9
EFCB 3376 75730 out-1952 3376         1
EFCB 3377 75731 out-1952 3377         1
EFCB 3378 75732 out-1952 3378     3378   1, 5
EFCB 3379 75733 nov-1952 3379     3379   1, 5
EFCB 3380 75734 nov-1952 3380     3380 999 1, 5, 6, 9
EFCB 3381 75735 dez-1952 3381         1
EFCB 3382 75736 dez-1952 3382         1
EFCB 4371 75737 jan-1953   3401 3401     2, 3
EFCB 4372 75738 jan-1953   3402 3402     2, 3
EFCB 4373 75739 jan-1953   3403 3403     2, 3
EFCB 4374 75740 jan-1953   3404 3404     2, 3
EFCB 4375 75741 fev-1953   3405 3405     2, 3
EFCB 4376 75742 fev-1953   3406 3406     2, 3
EFCB 4377 75743 fev-1953   3407 3407     2, 3
EFCB 4378 75744 fev-1953   3408 3408     2, 3
EFCB 4379 75745 fev-1953   3409 3409     2, 3
EFCB 4380 75746 mar-1953   3410 3410     2, 3
EFCB 4381 75747 mar-1953 4381         2
EFCB 4382 75748 mar-1953 4382         2
EFCB 4383 75749 mar-1953 4383         2
EFCB 4384 75750 mar-1953 4384         2
EFCB 4385 75751 abr-1953 4385         2
EFCB 4386 75752 abr-1953 4386         2
EFCB 4387 75753 abr-1953 4387         2
EFCB 4388 75754 abr-1953 4388         2
EFCB 4389 75755 abr-1953 4389         2
EFCB 4390 75756 mai-1953 4390         2, 8
RVPSC 40 (60) 75769 jan-1954   3415 3415     2, 4
RVPSC 41 (61) 75770 fev-1954   3411 3411     2, 4
RVPSC 42 (62) 75771 jan-1954   3412 3412     2, 4
RVPSC 43 (63) 75772 jan-1954   3413 3413     2, 4
RVPSC 44 (64) 75773 jan-1954   3414 3414     2, 4

Notas
  1. AS-616 (bitola 1,600 metro)
  2. AS-616E (bitola 1,000 metro)
  3. 4371 e 4380 vendidas à EFS em 1954 e renumeradas. Esta nova numeração foi mantida quando da formação da Fepasa, em 1972
  4. Entre parêntesis, numeração original da RVPSC
  5. Transferidas à DVE em 1978 com a mesma numeração
  6. Transferida em 1984 à CBTU e não há certeza se foi renumerada
  7. Preservada no Engenho de Dentro, Rio de Janeiro, RJ
  8. Fábrica de Cimento Montes Claros, com a mesma numeração
  9. Freio dinâmico retirado

EFCB (1,6 m) — As AS-616 começaram a ser exportadas em 1951 e neste mesmo ano a Central do brasil encomendou 32 unidades, sendo 12 para bitola de 1,6 metro e 20 para a de 1,0 metro.

A única modificação básica do modelo doméstico americano (bitola de 1,435 m) para o nosso foi o alargamento do truque para a bitola larga. Foram equipadas com freio dinâmico no nariz curto.

Elas entraram em serviço inicialmente na região de Barra do Piraí (RJ), para operar com trens de minério.

Posteriormente, foram transferidas para serviços de manobra nos pátios e linhas de subúrbio e, finalmente, foram transferidas (já no fim de sua vida) para a ex-Divisão Expecial de Subúrbios do Grande Rio, atualmente CBTU (Foto 3).

EFCB (1,0 m) — O "E" das AS-616E significa "export", isso porque foram modificadas para bitolas estreitas existentes fora dos EUA. Estas 20 unidades foram a maior encomenda de AS-616E que a Baldwin recebeu.

Inicialmente foram designadas para operar em Belo Horizonte (MG), no trecho de bitola métrica da Central do Brasil, para puxar trens cargueiros, e posteriormente para serviços de manobras nos pátios. Também operaram na região de Montes Claros, norte de Minas.

RVPSC (1,0 m) — A Paraná – Santa Catarina encomendou suas AS-616E em 1953, baseada nas informações da EFCB e também porque necessitava de uma máquina com bom desempenho, e foram operar na região de Ourinhos – Curitiba (PR).

Estas máquinas eram idênticas às da Central, apenas com a inclusão do freio a vácuo para a composição.

Entretanto, estas locomotivas não se adaptaram às condições da via permanente da RVPSC (segundo informações colhidas, ela "abria a linha", devido ao peso) e tiveram vida curta, sendo trocadas por locomotivas GE tipo Cooper-Bessemer C+C da EF Sorocabana.

EFS (1,0 m) — A Sorocabana possuiu 15 AS-616E, sendo 10 compradas da Central do Brasil em 1954 e 5 da RVPSC que foram trocadas por 10 locomotivas GE C+C de 660 HP. Esta troca foi efetuada em 1955 (4 máquinas) e 1956 (6 máquinas).

Na Sorocabana, operaram inicialmente na linha tronco entre Assis (final da eletrificação) e Presidente Prudente, tracionando carga e passageiros.

Posteriormente, foram transferidas para a Baixada Santista, operando inclusive na linha Mairinque – Santos (SP), onde gozavam de ótima reputação. Segundo os maquinistas, as Baldwin "não choravam na rampa".

Elas ficaram conhecidas como "papo-amarelo", pois chegaram na EFS ainda nas cores originais da Central, que eram o azul colonial para o corpo e amarelo cromo para a frente e traseira. Posteriormente, foram pintadas nas cores da Sorocabana, verde colonial, branco para as faixas e cinza para faixa.

A última AS-616 da Fepasa a ser baixada foi a 3408, e que só parou por falta de peças de reposição (Foto 5).

Atualmente — Existem somente duas AS-616, ambas da ex-Central do Brasil, sendo uma de bitola 1,6 m, que está sendo recuperada para ser preservada no Engenho de Dentro (Preserfe, Rio de Janeiro, RJ).

A outra é de bitola 1,0 m e continua "na ativa", em operação na fábrica de Cimento Montes Claros, no município de Montes Claros, MG.

Para modelar esta máquina em escala HO, existe um fabricante americano que é a Stewart Hobbies, que produz a AS-16 e está anunciando o lançamento da AS-616.

Para modelar a AS-616E (bitola métrica), consulte o CO-16, enquanto que para modelar em bitola 1,6 m deve acrescentar o freio dinâmico no nariz curto.

A maior dificuldade reside nos truques. Como alternativa podemos utilizar o truque da Atlas RSD 4/5 e inverter o mesmo para a versão da AS-616E. Para a versão de 1,6 m não é necessário fazer esta inversão do truque.

Note que o truque da Atlas não é o correto, em termos de lateral (a distância entre centros está correta), porém sua modificação não é difícil.

Bibliografia

  • The Second Diesel Spotter's Guide, Kalmbach
  • Diesel from Eddystone: The Story of Baldwin Diesel Locomotives, Kalmbach
  • Revista Ferroviária nº 12, Dez-1953
  • Álbuns de características técnicas de Locomotivas da EFCB e EFS
  • Notas particulares

Siglas

  • EFCB — Estrada de Ferro Central do Brasil
  • EFS — Estrada de Ferro Sorocabana
  • DVE — Divisão Especial de Subúrbios, Rio de Janeiro, RJ
  • CBTU — Cia. Brasileira de Transportes Urbanos
  • RVPSC — Rede de Viação Paraná – Santa Catarina
«» • — “”
As locomotivas Baldwin AS-616 nas ferrovias brasileiras
Na EFCB | Na Fepasa | Dimensões e emblemas | Planta EFCB / SR-3 RFFSA | Planta da EFS
Ferreomodelismo: A inversão dos truques e a AS-616 de Montes Claros | Modificação do modelo Stewart Hobbies
Vídeos: Cinejornal do desembarque | Cinejornal da entrada em funcionamento
Cadernos do Fábio Dardes
O ABC dos decais | Materiais & ferramentas para o trabalho com modelos | Bancada para manutenção
Como padronizar a altura de engates Kadee | Decais LAF
Transformando uma gôndola Atma em GPD da RFFSA | Nacionalizando locomotivas estrangeiras (I)
A "Cabeçuda" da EFVM | As "fases" das G12 | U5B n° 3027 EFCB | As English Electric da RFN
As GP9L e GP18 da EF Araraquara | As Baldwin AS-616 nas ferrovias brasileiras | As locomotivas Shay no Brasil
Locomotivas da EFCB / RFFSA
Baronesa | Velha Senhora | Escandalosa (V-8) | Charutão (Carioquinha) | Pão de Fôrma | Alco S1 | Cafona
Marcelina | Marcelina (métrica) | U5B | U6B | RS1 | FA1 | RS3 | AS616 | SD18 | RSD12 | SD-38
U20C | SD40 | SD40-2 | U23C | U23C | "Cachoeirinhas" | U23C
Automotrizes Budd: ED-11 a 14 | ED-51 e 52 | M-504 e 505 | M-552 e 553
Resumo histórico | Listagem SIGO das locomotivas da SR3 RFFSA
   
  

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

  

Ferreoclipping

• Livro sobre a GWBR em João Pessoa e Recife - 12 Mai. 2016

• Museu Ferroviário de Natal - 25 Abr. 2016

• Passagens e calendário do trem turístico Ouro Preto - Mariana | Percurso - 20 Dez. 2015

• Passagens e descontos do Trem do Corcovado | Onde comprar - 12 Dez. 2015

• EF Campos do Jordão | Horários | Hospedagem - 15 Jul. 2015

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

  

Acompanhe no FB


Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade