Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
  

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

  

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

   

Planos Ferroviários
Governos e construção de ferrovias


 
Flavio R. Cavalcanti

O quadro indica o número de quilômetros de ferrovia inaugurados pelos governos, desde o gabinete Rio Branco até o penúltimo ano do primeiro período Vargas, bem como a correlação quilômetros por dia.

Na verdade, essa correlação entre períodos de governo e evolução da malha ferroviária diz muito pouco.

Não esclarece, p.ex., que tipo de ferrovia se constrói — o regime de propriedade, a qualidade das linhas, região, objetivos, viabilidade etc.

Além disso, por se tratar de obras demoradas, poucas vezes um governo chega a inaugurar todas as linhas que concede — a menos que as inaugure trecho por trecho. E a simples inauguração de trechos nada diz quanto ao desenvolvimento de cada ferrovia, nem do conjunto.

Assim, o governo do gabinete Rio Branco — que preparou um dos maiores surtos ferroviários, considerando-se a época — é o que pior aparece no filme, em que pese sua extraordinária duração. Os frutos vão aparecer adiante, na seqüência de gabinetes liberais, e pode-se questionar até que ponto a exuberância dos números não se deveu a uma liberalização dos critérios. De qualquer forma, é certo que houve, pelo menos, uma reorientação.

Governo Início Fim Dias Constr.
(km)
km /
Dia
Total
(km)
(anterior)           678
Rio Branco 7 Mar. 1871 25 Jun. 1875 1.571 597 0,38 1.275
Cotegipe? 25 Jun. 1875 5 Jan. 1878 925 1.071 1,16 2.346
Sinimbu (Liberal) 5 Jan. 1878 28 Mar. 1880 813 530 0,65 2.876
Saraiva (Liberal) 28 Mar. 1880 21 Jan. 1882 664 840 1,27 3.716
Martinho Campos (Liberal) 21 Jan. 1882 3 Jul. 1882 163 245 1,50 3.961
Paranaguá (Liberal) 3 Jul. 1882 24 Mai. 1883 325 698 2,15 4.659
Lafaiete (Liberal) 24 Mai. 1883 6 Jun. 1884 379 654 1,73 5.313
Dantas (Liberal) 6 Jun. 1884 6 Mai. 1885 334 1.164 3,49 6.477
Saraiva (Liberal) 6 Mai. 1885 20 Ago. 1885 106 146 1,38 6.623
Cotegipe (Conservador) 20 Ago. 1885 10 Mar. 1888 933 1.572 1,68 8.195
João Alfredo (Conservador) 10 Mar. 1888 7 Jun. 1889 454 709 1,56 8.904
Ouro Preto (Liberal) 7 Jun. 1889 15 Nov. 1889 161 63 0,39 8.967
Deodoro - Rui 15 Nov. 1889 21 Jan. 1891 432 445 1,03 9.412
Deodoro - Araripe / Lucena 22 Jan. 1891 23 Nov. 1891 305 620 2,03 10.032
Floriano Peixoto 23 Nov. 1891 15 Nov. 1894 1.088 1.255 1,15 11.287
Prudente de Morais 15 Nov. 1894 15 Nov. 1898 1.461 2.265 1,55 13.552
Campos Sales 15 Nov. 1898 15 Nov. 1902 1.460 1.078 0,74 14.630
Rodrigues Alves 15 Nov. 1902 15 Nov. 1906 1.461 1.519 1,04 16.149
Afonso Pena 15 Nov. 1906 14 Jun. 1909 942 2.186 2,32 18.335
Nilo Peçanha 14 Jun. 1909 15 Nov. 1910 519 2.070 3,99 20.405
Hermes Fonseca 15 Nov. 1910 15 Nov. 1914 1.461 4.767 3,26 25.172
Venceslau Brás 15 Nov. 1914 15 Nov. 1918 1.461 1.518 1,04 26.690
Delfim Moreira 15 Nov. 1918 28 Jul. 1919 255 279 1,09 26.969
Epitácio Pessoa 28 Jul. 1919 15 Nov. 1922 1.206 1.281 1,06 28.250
Artur Bernardes 15 Nov. 1922 15 Nov. 1926 1.461 2.172 1,49 30.422
Washington Luís 15 Nov. 1926 24 Out. 1930 1.439 1.038 0,72 31.460
Vargas (até 31-12-1942) 3 Nov. 1930 31. Dez. 1942 4.441 2.332 0,53 33.792
Vargas (até 31-12-1943) 3 Nov. 1930 31. Dez. 1943 4.806 2.533 0,53 33.993
Vargas (até 31-12-1944) 3 Nov. 1930 31. Dez. 1944 5.172 2.762 0,53 34.222
   

Ferreosfera

  

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

  

Evolução da rede de estradas de ferro no Brasil
Ferrovias em 1870 | Ferrovias em 1890 | Ferrovias em 1910 | Ferrovias em 1930 | Ferrovias em 1954
Ferrovias até 2004 | Governos & evolução | Custo quilométrico | Imigração | Ferrovias & Estados | Ferrovias & navegação | Navegação | Rios e bacias | Rodovias
Produção da indústria ferroviária | Passageiros | Mercadorias | Bagagens e encomendas | Locomotivas | Vagões de carga | Vagões de passageiros
Planos ferroviários
1835: Plano Vasconcelos | 1838: Plano Rebelo | 1859: Plano Ottoni | 1869: Plano Morais | 1871: Carta itinerária | 1973: Plano Ewbank | 1874: Plano Ramos de Queiroz | 1874: Plano Rebouças | 1881: Plano Bicalho | 1882: Plano Bulhões | 1882: Plano Ramos de Queiroz (II) | 1886: Plano Rodrigo Silva | 1890: Plano da Commissão | 1912: Plano da Borracha | 1926: Plano Baptista | 1926: Plano Pandiá Calógeras | 1927: Plano Paulo de Frontin | 1932: Plano Souza Brandão | 1934: Plano Geral de Viação Nacional | 1947: Plano Jaguaribe | 1951: Plano Nacional de Viação | 1955: Comissão Pessoa | 1956: Plano Ferroviário Nacional | 1964: Plano Nacional de Viação | 1973: Plano Nacional de Viação
As ferrovias construídas (Dez. 2004) | PAC (Mar. 2009)
Legislação | Brasília nos planos ferroviários

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade