Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Distribuição das bacias hidrográficas brasileiras
Mapa — apenas aproximado — dos principais rios e bacias hidrográficas

   

Planos Ferroviários
Distribuição das bacias hidrográficas


 
Flavio R. Cavalcanti

Embora encachoeirados na descida do planalto — para leste, oeste, norte e sul — centenas de rios podiam ser considerados, pelos índios, caminhos naturais para suas canoas. Eram, literalmente, igarapés (igara = canoa; = caminho).

Portugueses, espanhóis, e a seguir paulistas — utilizando os mesmos recursos — percorreram o território em todas as direções, à procura de ouro e pedras preciosas. Para suas canoas, e até barcos maiores, inúmeros rios pareciam imensos.

Iniciadas as tentativas de viação regular — barcos a vapor em conexão com estradas de ferro —, poucos rios se mostraram realmente adequados ao tráfego durante o ano inteiro, exceto mediante obras que estavam além das possibilidades do Brasil e da economia de suas regiões do interior, naquele momento.

Se a navegação é o meio mais econômico de transportar cargas (sob o aspecto do combustível), o investimento para superação de cachoeiras e regularização do nível pode ser muito mais pesado do que a implantação de uma ferrovia.

Exceto pela desobstrução do canal do rio Parnaíba (Maranhão-Piauí), no tempo do Império, e um pequeno trecho da futura hidrovia Jacuí-Ibicuí (Rio Grande do Sul), nos governos militares de 1964-1984, os demais melhoramentos fluviais derivam principalmente da implantação de usinas hidrelétricas — eclusas em algumas represas do São Francisco, Paraná, Tietê, Parnaíba, Tocantins.

Na maior parte das demais hidrelétricas, porém, embora previstas, as eclusas nunca foram instaladas.

O sistema do Tietê - Alto Paraná tem sido o único levado adiante de forma consistente — apesar de períodos de interrupção de novas obras — através de diferentes governos e regimes políticos, em especial a partir da década de 1950.

   

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

 

Ferreomodelismo

• Luzes de 0,5 mm (fibra ótica) - 2 Jun. 2016

• Vagão tanque TCQ Esso - 13 Out. 2015

• Escalímetro N / HO pronto para imprimir - 12 Out. 2015

• Carro n° 115 CPEF / ABPF - 9 Out. 2015

• GMDH-1 impressa em 3D - 8 Jun. 2015

• Decais para G12 e C22-7i MRN - 7 Jun. 2015

Evolução da rede de estradas de ferro no Brasil
Ferrovias em 1870 | Ferrovias em 1890 | Ferrovias em 1910 | Ferrovias em 1930 | Ferrovias em 1954
Ferrovias até 2004 | Governos & evolução | Custo quilométrico | Imigração | Ferrovias & Estados | Ferrovias & navegação | Navegação | Rios e bacias | Rodovias
Produção da indústria ferroviária | Passageiros | Mercadorias | Bagagens e encomendas | Locomotivas | Vagões de carga | Vagões de passageiros
Planos ferroviários
1835: Plano Vasconcelos | 1838: Plano Rebelo | 1859: Plano Ottoni | 1869: Plano Morais | 1871: Carta itinerária | 1973: Plano Ewbank | 1874: Plano Ramos de Queiroz | 1874: Plano Rebouças | 1881: Plano Bicalho | 1882: Plano Bulhões | 1882: Plano Ramos de Queiroz (II) | 1886: Plano Rodrigo Silva | 1890: Plano da Commissão | 1912: Plano da Borracha | 1926: Plano Baptista | 1926: Plano Pandiá Calógeras | 1927: Plano Paulo de Frontin | 1932: Plano Souza Brandão | 1934: Plano Geral de Viação Nacional | 1947: Plano Jaguaribe | 1951: Plano Nacional de Viação | 1955: Comissão Pessoa | 1956: Plano Ferroviário Nacional | 1964: Plano Nacional de Viação | 1973: Plano Nacional de Viação
As ferrovias construídas (Dez. 2004) | PAC (Mar. 2009)
Legislação | Brasília nos planos ferroviários
Estações ferroviárias
2015 | 1986 | 1982 | 1960 | 1930
Mapas ferroviários
1991 | 1984 (RFFSA) | 1974 | 1970 | 1965 | 1954 | 1927 | 1898
Quadros das ferrovias
1960 (Nomes) | 1956 | 1954 | 1952 | 1945 | 1940-1945 | 1937 | 1927 | 1907
Planos ferroviários | Legislação

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade