Centro-Oeste - Trens, ferrovias e ferreomodelismo
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
  
   
   
Mapa das estradas de ferro previstas no PGVN 1934 - Plano Geral de Viação Nacional

Bibliografia

• A Gretoeste: a história da rede ferroviária GWBR - 25 Abr. 2016

• Índice das revistas Centro-Oeste (1984-1995) - 13 Set. 2015

• Tudo é passageiro - 16 Jul. 2015

• The tramways of Brazil - 22 Mar. 2015

• História do transporte urbano no Brasil - 19 Mar. 2015

• Regulamento de Circulação de Trens da CPEF (1951) - 14 Jan. 2015

• Batalhão Mauá: uma história de grandes feitos - 1º Dez. 2014

• Caminhos de ferro do Rio Grande do Sul - 20 Nov. 2014

• A Era Diesel na EF Central do Brasil - 13 Mar. 2014

• Guia Geral das Estradas de Ferro - 1960 - 13 Fev. 2014

• Sistema ferroviário do Brasil - 1982 - 12 Fev. 2014

  

Trens turísticos

Trem do Corcovado
São João del Rei
Campos do Jordão
Ouro Preto - Mariana
Trem das Águas
Trem da Mantiqueira
Trem das Termas
Montanhas Capixabas
Barra do Rio Grande
Teleférico de Ubajara

Em projeto

Expresso Pai da Aviação
Trem ecoturístico da Mata Atlântica
Locomotiva Zezé Leone

Antigos trens turísticos

São Paulo - Santos
Cruzeiro - São Lourenço
Trem da Mata Atlântica
Trem dos Inconfidentes
Trem Curitiba - Lapa

Calendário 1987
VFCJ | Bitolinha | Lapa | Inconfidentes | Trem da Serra | Paranapiacaba
  

Trens de passageiros

Vitória - Belo Horizonte
São Luís - Parauapebas

Antigos trens de passageiros

Xangai
Barrinha
Expresso da Mantiqueira
Barra Mansa a Lavras
Trem de Prata
Trem Húngaro
Automotrizes Budd
Litorinas Fiat
Cruzeiro do Sul
Trem Farroupilha
Trem de aço da Paulista

Plataforma de embarque: 1995

Trens turísticos e passeios ferroviários
Trens de passageiros
Museus ferroviários
Maquetes ferroviárias
Eventos

   

1934 - Planos Ferroviários
Plano Geral de Viação Nacional


 
Flavio R. Cavalcanti

Somente com o decreto presidencial de Getúlio Vargas, após a Revolução de 1930, pela primeira vez foi rompido o impasse que, desde o Império, vinha bloqueando no Parlamento todas as tentativas de estabelecimento de um plano viário nacional.

A integração da rede ferroviária do Nordeste aparece em sua forma mais completa, com ligações a Belém (PA) e ao médio Tocantins / Araguaia — um embrião de "Transamazônica" (leste-oeste) que não era novo, conectando a concentração populacional ao "vazio" da floresta, bem coerente com propósitos de uma marcha colonizadora em direção ao oeste.

A ligação do Nordeste ao Sudeste previa nada menos que duas ferrovias — a atual EF-116, pelo sertão, já então com trechos bem avançados da EFCB e da VFFLB; e outra litorânea, hoje denominada EF-101 (embora jamais construída entre Vitória e Salvador).

Outra leste-oeste era projetada de Brumado (BA) a Cuiabá e à fronteira no rio Guaporé, embora — a julgar apenas pelo mapa — sem o complemento óbvio de um porto no litoral da Bahia.

Essa linha leste-oeste criaria um entroncamento ferroviário em Formosa (GO), com o prolongamento norte-sul da EFCB para Belém do Pará; e em Anápolis (GO), com a linha tronco da RMV de Angra dos Reis ao planalto central — nas proximidades da Colônia Agrícola Nacional de Goiás (Ceres) e da futura capital estadual, Goiânia.

O mapa sugere certo sentido de "urgência", considerando somente os trechos de rios que não dependessem de obras demoradas ou excessivamente caras para navegação; e, também, pouca propensão a depender da navegação nos rios que faziam fronteira com os países vizinhos — o que poderia explicar a idéia de uma ferrovia Cuiabá - Porto Velho, paralela ao rio Guaporé; seu prolongamento na ferrovia Transacreana (proposta por Euclides da Cunha); e uma quase impossível ferrovia paralela ao rio Paraguai, em pleno Pantanal.

Uma segunda linha paralela ao rio Paraguai, bem mais viável, seria formada pelo ramal de Ponta Porã, na fronteira paraguaia, ao sul de Campo Grande; e outro ramal para o norte, em direção a Cuiabá.

A EF Sorocabana também estenderia um ramal pelo pontal de Paranapanema para Ponta Porã; e a ferrovia de Ourinhos seguiria até a fronteira em Guaíra. Parte do Tronco Sul (novo) já era previsto, pelo alto da serra, de Curitiba ao norte do Rio Grande do Sul.

Embora ferrovias (e obras de navegação) para as fronteiras já fossem reclamadas por gerações de militares desde o Império, seu objetivo raramente era considerado apenas para uso militar: o "povoamento" e "desenvolvimento" econômico das fronteiras (bem como das áreas "vazias" da Amazônia) eram a única solução considerada efetiva, a longo prazo, para garantir o território — uma das motivações presentes na ideia da "marcha para oeste", com a criação das colônias agrícolas nacionais do Mato Grosso (Dourados) e Goiás (Ceres). Daí, talvez, a ideia de duas ferrovias quase paralelas, de Cuiabá a Santarém (PA) e de Cáceres à foz do rio Madeira, diante de Itacoatiara (AM).

Juntamente com a navegação dos rios Madeira, Tocantins / Araguaia, São Francisco e Paraná, o sistema viário previsto pelo PGVN de 1934 formaria um quadriculado sobre a maior parte do território brasileiro, viabilizando o adensamento da ocupação e a circulação da produção entre as regiões.

Planos ferroviários
1835: Plano Vasconcelos | 1838: Plano Rebelo | 1859: Plano Ottoni | 1869: Plano Morais | 1871: Carta itinerária | 1973: Plano Ewbank | 1874: Plano Ramos de Queiroz | 1874: Plano Rebouças | 1881: Plano Bicalho | 1882: Plano Bulhões | 1882: Plano Ramos de Queiroz (II) | 1886: Plano Rodrigo Silva | 1890: Plano da Commissão | 1912: Plano da Borracha | 1926: Plano Baptista | 1926: Plano Pandiá Calógeras | 1927: Plano Paulo de Frontin | 1932: Plano Souza Brandão | 1934: Plano Geral de Viação Nacional | 1947: Plano Jaguaribe | 1951: Plano Nacional de Viação | 1955: Comissão Pessoa | 1956: Plano Ferroviário Nacional | 1964: Plano Nacional de Viação | 1973: Plano Nacional de Viação
As ferrovias construídas (Dez. 2004) | PAC (Mar. 2009)
Legislação | Brasília nos planos ferroviários
Evolução da rede de estradas de ferro no Brasil
Ferrovias em 1870 | Ferrovias em 1890 | Ferrovias em 1910 | Ferrovias em 1930 | Ferrovias em 1954
Ferrovias até 2004 | Governos & evolução | Custo quilométrico | Imigração | Ferrovias & Estados | Ferrovias & navegação | Navegação | Rios e bacias | Rodovias
Produção da indústria ferroviária | Passageiros | Mercadorias | Bagagens e encomendas | Locomotivas | Vagões de carga | Vagões de passageiros
   

Ferreofotos

• Alco RSD8 Fepasa - 29 Fev. 2016

• G12 200 Acesita - 22 Fev. 2016

• “Híbrida” GE244 RVPSC - 21 Fev. 2016

• U23C modernizadas C30-7MP - 17 Fev. 2016

• C36ME MRS | em BH | Ferronorte - 14 Fev. 2016

• Carregamento de blocos de granito na SR6 RFFSA (1994) - 7 Fev. 2016

• G12 4103-6N SR6 RFFSA - 6 Fev. 2016

• Toshiba nº 14 DNPVN em Rio Grande - 25 Jan. 2016

• Encarrilamento dos trens do Metrô de Salvador (2010) - 14 Nov. 2015

• Incêndio de vagões tanque em Mogi Mirim (1991) - 9 Nov. 2015

• Trem Húngaro nas oficinas RFFSA Porto Alegre (~1976) - 21 Out. 2015

  

Ferrovias

Os “antigos” trens turísticos a vapor da RFFSA - 21 Nov. 2016

• Estação de Cachoeiro de Itapemirim | Pátio ferroviário (1994) - 28 Fev. 2016

• Caboose, vagões de amônia e locomotivas da SR7 em Alagoinhas (1991) - 25 Fev. 2016

• Locomotivas U23C modificadas para U23CA e U23CE (Numeração e variações) - 17 Fev. 2016

• A chegada da ponta dos trilhos a Brasília (1967) - 4 Fev. 2016

• Livro “Memória histórica da EFCB” - 7 Jan. 2016

• G8 4066 FCA no trem turístico Ouro Preto - Mariana (Girador | Percurso) - 26 Dez. 2015

• Fontes e fotos sobre a locomotiva GMDH1 - 18 Dez. 2015

• Locomotivas Alco RS no Brasil - 11 Dez. 2015

Acompanhe no FB

  

Busca no site
  
       
Ferrovias | Mapas | Estações | Locomotivas | Diesel | Vapor | Elétricas | Carros | Vagões | Trilhos Urbanos | Turismo | Ferreomodelismo | Maquetes ferroviárias | História do hobby | Iniciantes | Ferreosfera | Livros | Documentação | Links | Atualizações | Byteria | Mboabas | Brasília | Home
Sobre o site Centro-Oeste | Contato | Publicidade | Política de privacidade